20 de nov de 2011

Felicidade? Onde?

Estava aqui, pensando com meus botões... afinal, o que é felicidade?

Antes, vou relatar uma conversa que tive com minha sogra querida(eu sei, que para muitos, as palavras SOGRA E QUERIDA, não deveriam ser colocadas numa mesma sentença, mas, quem me conhece pessoalmente sabe que amooooo um cadão bem grandão, minha sogra, Darcimária. Amo declaradamente!!! 12 anos de convivência diária, regados por um grande respeito mútuo! Sabe porque? Ela me conhece muito bem... é uma anja em minha vida... uma conselheira de mão cheia. Minha segunda mãe!!! Sim, tenho mãe, felizmente. Minha mamy, dona Doraci, é uma mulé porreta e que amo demais!! Qual o problema em ter duas mães? Inclusive, tirando a letra 'o', do nome de minha mamãezinha e reorganizando as letras, o que vira? Darci, parte do nome da minha sogrinha amada... Interessante, não? Enfim, só sei que tô no lucro... falo das duas e meus zoinhos brilham!

Onde é que estávamos mesmo?? Ah, lembrei! 

Nesse bate papo com minha sogra, falávamos sobre o que faz uma pessoa se sentir feliz. Aí conversamos sobre riqueza, dinheiro, grana, dindim, bufunfa, cascalho, money, pila... por aí! Comentávamos que para muitos, dinheiro é sinônimo de felicidade. 

Foi então que ela me falou assim: Joicy, cheguei a conclusão de que sou uma pessoa feliz. Minha riqueza(é assim que ela chama meu filho, Gustavo, seu único neto) é um menino saudável, inteligente, bem educado...(vou parar por aqui, pois a lista de adjetivos é bemmm ampla. Não quero cansar vcs. Mas, achei fofo!! :D). Todos vocês trabalham no que gostam e estão bem em suas profissões(no meu caso, mesmo com uma realidade dura, que como disse o sábio filósofo Professor Raimundo "e o salário ó?", sou professora por vocação e paixão). Você e o Ricardo estão bem casados. Todos os meus filhos estão bem encaminhados na vida(a lista, explicando essa frase, tbem é grande. Sem delongas, porém deixo registrado que achei lindo! Ouvi emocionada...). Não troco isso por prêmio da loteria nenhum. (ownnnnn... se eu disser que meus olhos encheram d'água, vou parecer uma boboca?)

Por conhecê-la muito bem, sei que ela estava falando com toda a sinceridade do seu coração. Darcimária é do tipo de pessoa que não troca a PAZ de espírito por NADA desse mundo. Parece clichê, né!? Cena de filme água com açúcar... Mas, é pura verdade!
Aí, lembrei do ditado 'DINHEIRO NÃO TRAZ FELICIDADE'... mas, como muitas piadinhas infames por aí já surgiram e uma delas é NÃO TRAZ MAS, MANDA BUSCAR! Há várias outras, contudo sem necessidade de apresentar...

Então, vamos retornar para o tema central. O que é felicidade? Alguns dizem que o que há, são momentos felizes! Então, isso me fez querer buscar o conceito de felicidade. O que fiz?  Fui lá no Aurélio, pai dos inteligentes (Burros? Não! Gente burra fica na ignorância, docinho!) e descobri:
Felicidade: 1. Qualidade ou estado de feliz. 2. Bom êxito; sucesso.
Sendo assim, vamos ver o que diz o conceito de:
Feliz: 1. Que goza de satisfação, sorte, ventura. 2. Intimamente contente, alegre. 3. Que teve ou tem bom resultado; bem sucedido. 4. Favorecido de sorte; afortunado. 5. Que proporciona prazer, traz ou transmite felicidade.
Então, cheguei à seguinte conclusão, de que sou feliz. Ou, estou feliz... que seja! Pois, trabalho no que amo(mas, não trabalho SÓ por amor... dinheiro e melhores condições de trabalho são necessárias, baby! Então, senhor Cid Gomes***, é preciso valorização! ProntoParei!!)... continuando... tenho um filho lindo e tudo mais que minha sogrinha falou acima(devidamente carimbado, registrado, avaliado e assinado embaixo...), sou casada com uma pessoa que me respeita e me ama, fico feliz pelo marido estar feliz em sua profissão, tenho amigos(real ou virtual) e colegas maravilhosos que elevam meu astral sempre e me proporcionam boas risadas e reflexões. Aqui não tem riqueza financeira. Só o suficiente para viver com tranquilidade. Então para mim, dinheiro ajuda a manter minha felicidade, mas não é a base dela, de jeito algum. Aiaaaaiii, hj estou super hiper clichê, mesmo!! nháááá... vou parar por aqui, com a lista que define minha felicidade, para não correr o risco de trazer nenhum olho gorrrrdo para minha happy life! kkkkkkk Como já falei em outra postagem, não acredito nessas crendices populares e sei que a maioria das pessoas que leem minhas postagens são totalmente do bem. Mas... vai que... né!? Mió não bobear!

Finalizando, se o que existem são momentos felizes, espero que meus momentos duuuuurem bastante. Mesmo com seus altos e baixos!!! Pq, se nesse meio aparecerem os momentos complicadinhos, de tristeza, a gente precisa de ânimo pra acreditar que não vai durar para sempre!!!!!! É isso aí... desabafei!

*** Cid Gomes é aquele sinhozinho, governador do estado do Ceará, que fez a infeliz declaração: “Quem quer dar aula faz isso por amor, e não pelo salário. Se quer ganhar melhor, pede demissão e vai para o ensino privado". Fiz um breve comentário sobre isso em uma postagem do mês de setembro. A quem interessar, é só correr pra lá => PostEducação

27 comentários:

  1. Boa tarde, Joicy.
    Não sei dizer se o termo "felicidade" possui uma forma de ser cientificamente mensurável e cognitivamente definível, Joicy.
    Deve ser por isso que ela define nossas vidas.
    Isso é claro, se soubermos reconhecê-la, já que tem gente que só dá valor a ela depois que a perde; mas aí a choradeira não adianta nada.
    Acho que felicidade é bem o que tu falou aí: fazer o que se gosta ao lado de quem se gosta.
    Se tu gostou desse meu último texto, eu recomendo leres os anteriores Gerações e Mestre e discípulo, que focam nesse tema de conhecimento e choque de gerações.
    Como és professora, acho que irás gostar.
    Eu curto rock mais ou menos calmo; heavy mettal não, e a única banda mais "acelerada" que gosto é System of a Down.
    A hq The Walking Dead é realmente desesperadora, o Rick Grimes se ferra, se ferra mais um pouco, e mais e mais e mais até que você pára e pensa "Não tem como ele se ferrar mais!", e aí você descobre que se enganou.
    Acho que no final da hq ele vai virar corintiano, pra fechar com chave de ouro.
    Outras hqs que indico são Preacher (com Cassidy, o vampiro porraloca mais legal da história das hqs), Transmetropolitan (como jornalista mais doido do mundo, Spider Jerusalém), WE3 e Fábulas.
    O Twitter do jaime é @jaimeguimaraes e em dia de jogo ele... bem, tu vai ver.
    Um abraço e um bom domingo pra ti, Joicy.

    ResponderExcluir
  2. Excelente post, Joicy.

    E é sempre bom ver que mais pessoas pensam como eu. Vivemos numa sociedade extremamente competitiva e baseada no monetarismo. Se você não tem dinheiro e "sucesso" (este sempre baseado em parâmetros pra lá de relativos e superficiais), você é um loser, e losers, "por definição", não podem ser felizes, porque são losers, ora bolas.

    Felicidade, porém, é precisamente a paz de espírito dita pela tua sogra. É assim que a vejo. Ela não tem regras. Uma pessoa pode ser feliz por amar, por ser amada. Ela pode se sentir feliz por poder descansar vendo o programa de tv favorito. Ela pode ser feliz por olhar pela janela e ver um lindo dia de sol. E ela pode ser feliz até pelo fato de ter dinheiro! Tudo depende da maneira como se encara a vida, e quais as prioridades que adotamos.

    A felicidade é um sentimento riquíssimo, e é muito tacanho reduzí-la a dinheiro, sucesso, ou qualquer dimensão isolada da vida que seja.

    Confesso, de minha parte, que já flertei com ela, a felicidade, algumas vezes. Acho que até já fiquei com ela. Porém, ainda estou buscando estabelecer uma "união estável" com a mesma.

    Ainda não cheguei lá, e talvez este "lá" sequer exista. Mas a busca continua. Sempre.

    Beijos, e bom domingo pra ti.

    ResponderExcluir
  3. Dona Darci é Dona Darci..... O resto é resto!!

    ResponderExcluir
  4. Adoreiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii!!!! Eu definiria a felicidade como: " Curtos momentos proporcionados por dinheiro e pessoas "boas" de prazer intenso e adrenalina". Bjoks...

    ResponderExcluir
  5. Oi Joyci!
    Tudo blz?

    O que é felicidade/ Bom eu não sei..acho que é sentir-se bem consigo mesmo. Nesse ponto creio oque sou feliz. Mas o que costumo dizer ás pessoas é que ninguém é SEMPRE feliz. O que temos é MOMENTOS de felicidade. Assim como temos momentos de tristeza, de ódio, de amor...momentos é tudo na nossa vida.
    Eu amo dinheiro, não nego. Mas não sou obcecada por ele. Gosto de gastar mas não sou impulsiva. Uma vez li a frase de um economista que disse: dinheiro não traz felicidade áqueles que não sabem o que fazer com ele". Isso serve para aquelas pessoas ricas que reclamam serem infelizes..quem sabe se elas usassem o dinheiro delas para algo realmente útil como ajudar instituições, não seriam mais felizes?

    Ah que legal vc se dar bem com sua sogra1 Isso é extremamente raro!

    Nossa não me atice demais a curiosidade para ver Spartcus, eu já estou mega curiosa pra ver Walking Dead..eu iria começar a ver só que chegou meus dvds do Teatro dos Contosd de Fadas e não resisti..vou ter que assisir esse clássico da minha infãncia-tv cultura antes!
    Sabe eu tenho conhecimento desses lances do facebok mas nunca participei..sei lá eu não consigo me adaptar ao facebook nem que eu queria ohohoho..e de fato eu nem quero me adaptar muito..já basta o blog que consome muito meu tempo. Vc curte Kubrick? Não acredito!!! Ele é meu diretor preferido! Para mim a obra mais incrivel dele foi Odisséia no Espaço porém..eu sou fã incondicional de Laranja Mêcanica, tanto o livro quanto o filme. Aliás, meu primeiro cosplay foi justamente o Alex! Fez um tremendo sucesso! Tem uma sessão cosplay no blog sobre o filme com algumas fotinhas do meu cosplay (futuramente farei uma postagem especial só do meu cosplay): http://empadinhafrita.blogspot.com/2011/02/cosplay-laranja-mecanica.html.
    Nossa que m dera eu ter bastante tempo livre para colocar as coisas em ordem e ficar na boa..eu só viov naquela correriam onstruosa....com o tempo todo cronometrado..nem passar um dia sem fazer nada eu posso porque senão atrasa todas as outras coisas!
    Minha irmã também é professora...não é uma profissão fácil...
    Sobre os tatuados..lembro uma vez que vi um top na net sobre as pessoas mais tatuadas do mundo...teve um cara que posou pra foto ao lado do retrato dele antes das tatuagens..irreconhecível.
    Olha, ainda bem que seu filho já está seguindo o gosto musical dos pais...tem que ensinar desde pequeno mesmo! Eu falo que se um dia tiver filho, ele escutará rock de verdade e será cosplayer!
    No meu caso, eu gosto de Michael Jackson por causa de minha mãe.entretanto, Sarah Brigthmann eu que incentivei minha mãe e ela gostou. Eu meio que tenho o dom de incentivar meus pais a aderirem aos meus gostos..minha mãe não assiste anime mas adoro os desenhos dos personagens e é uma mega incentivadora dos meus cosplays kkkkk.
    bjs!!!

    ResponderExcluir
  6. Oi Joyce!!
    Gostei de vc. aliás..gosto de você.
    E a gente vai se conhecer mais...tenho certeza..Porque estarei mais vezes aqui te kendo.. e te lendo te conhecendo.
    Voce me perguntpou sobre as séries que a Bruna, minha filhota de 17 anos, tem assistido.
    Perguntei a ela:Pretty Litte Liars, 90210, Gossio Girl, The Lying Game.
    Isso aí..rsrs

    Então falando de felicidade.

    Se eu contar da minha infância..muitos dirão..OH..como ela sofreu...foi privada de tanta coisa...

    Não sofri e não sabia o que era sofrimento.
    Porque nunca fui privada de amor.
    Vivia rodeada daquela parentada toda...
    Me lembro muito bem.
    Se tive festa de aniver?
    Não tive.
    Se tive bicicleta? tb não..
    Era triste? não..era feliz..
    Porque eu vivia entre os meus iguais.. Não tinha como comparar..
    Quando a gente se compara.. a gente deixa de ser feliz..ou se torna menos feliz.
    e comida nunca faltou...
    Bom..tempo passou, cresci, trabalhei, ajudei minha familia...
    Tive sonhos e praticamente todos realizados.
    E hoje.. falando em felicidade...e vivendo uma vida sem privação, digo com toda a certeza..
    Dinheiro não traz felicidade nem manda buscar..

    Felicidade ta dentro da gente. Ta no coração.

    Felicidade e poder dar felicidade para o outro.
    É compartilhar..

    É estado de espirito.

    É ter pessoas boas ao nosso lado. É saber que toda dificuldade é para o bem.

    Que a tristeza minha passa e torcer para que a tristeza do outro passe também.

    Exagerei...rsrs

    Ta vendo..culpa tua.. Vc é tão voce na tua escrita que me contagiou..

    Beijokas...semana de paz a vc!!

    ResponderExcluir
  7. Joicy,
    tu é o maior barato!
    Tô adorando te conhecer!
    Acho que tu foi um baita presentão de 1 ano do Humoremconto que recebi!

    Gosto do jeito que tu escreves, ou falas, acho que isso é papo mesmo! Muito tri (como falamos aqui no RS).

    A felicidade, creio, vem sempre em picos, pois a vida é uma sequência e não os melhores hits do momento.
    E acho que o motivo maior desta vida é buscar essa tal da felicidade e tentar propagar aos mais queridos, e mesmo aos conhecidos, pois isso é propagar vida!

    Beijinhos, querida nova amiga!
    Ótima semana garota linda :)

    ResponderExcluir
  8. Oi, Joicy!

    Bom, eu já escrevi sobre a felicidade em meu tosco blog - sim, eu me atrevi a fazer isso. Depois se você quiser conferir a postagem, fique à vontade: http://grooeland.blogspot.com/2010/09/sobre-felicidade.html

    Mas sempre há algo a dizer sobre "felicidade". Como bem citou o Jacques, não há uma maneira da mesma ser cientificamente mensurável e tampouco cognitivamente definível, apesar de sempre aparecerem pesquisas sugerindo que isso seja possível. Mas não creio que seja.

    Primeiro este conceito de "ser feliz para sempre" que os nossos queridos iluministas começaram a incutir em nossa cuca. Na verdade antes disso havia a ideia do Paraíso, mas só depois que o fulano partisse desta para a melhor e passasse por um julgamento para avaliar sua obra e bla bla bla. E nisso idealizamos demais e buscamos demais pela tal felicidade.

    Onde ela está? Nos carros novos? Nos apartamentos em condomínios fechados? Nas roupas, nos bens materiais? No sexo? Queremos ser felizes a todo custo e aí é que está o problema - calma, não se assuste, peraí que eu explico: quando idealizamos algo, mantemos esperança. De algo que pode acontecer - ou não e isso é angustiante. "Estou em busca da felicidade", isso é complicado porque a pessoa está buscando algo que ela talvez já possua e não se dê conta. Um maluquinho filósofo chamado Pascal afirmou certa vez que estamos sempre dispostos a ser felizes e por isso não somos e deixamos de viver e apreciar o tempo presente - o futuro seria a finalidade, a felicidade como algo que virá em um futuro. (mas qual? Evidente que as pessoas têm ambições, metas, planos, mas condicionar isso à um estado de felicidade, de SER feliz e não ESTAR feliz, pode trazer alguns desgostos)

    Logo, você e sua sogra estão felizes com o que tem e da forma como lidam com o presente. Olha o Sêneca, filósofo latino: "feliz é aquele que, satisfeito com sua condição, desfruta dela". Pena que o seu pupilo, Nero, achou isso muito chato e foi caçar cristãos e botar fogo em Roma! Se inventassem a internet naquele tempo ele poderia jogar "colheira feliz" ou algum jogo do tipo "Age of empires" para passar o tempo, né? E se Nero tivesse um banda poderia ter escrito coisas como "Panic on the streets of Roma..." ou "Roma is burning!" antes do Smiths e do Clash! rsrs

    Depois respondo ao seu comentário lá no grooeland, certo? Você fez considerações interessantes que eu gostaria de comentar também. Mas também tenho gostado muito de papear com você! :) Falamos a mesma língua, gostamos de Bukowski, algo de rock ("algo"? rsrs), trabalhamos no mesmo setor - ei, seu Ciro, abra mão dos seus rendimentos ou mesmo do seu cargo, pelo AMOR de Deus e dos cearenses! - enfim, é sempre bom encontrar pessoas com interesses afins!

    Depois eu volto! Isso é uma ameaça! ( não é isso o que dizem nos filmes? hahaha)

    Bjs e ótima semana pra você!

    ResponderExcluir
  9. Felicidade é estado de espírito e realmente não tem nada a ver com dinheiro. Por sermos duais, na outra ponta está a tristeza talvez para que estejamos sempre desafiados a manter viva, presente e vigorosa a felicidade em nossas vidas. Já o dinheiro é referência criada por nós, para casos de trocas diversas. Em princípio o dinheiro não vale nada, não tem vida e por isso não usufrui de nenhuma autonomia. O valor, a circulação e o poder são elementos que nós inserimos ao dinheiro. Sem fazermos isso ele, o dinheiro, por si só não fará nada.
    Pra fechar, considero ser obrigação nossa buscar a felicidade sempre.
    Cadinho RoCo

    ResponderExcluir
  10. Oi Joicy!!

    Que linda a sua sogra, que alma incrível, não?
    Apaixonei por ela daqui!!

    Quero que minha sogra seja assim, igual a sua. (acho que melhor não dá pra ser)

    As pessoas gostam de colocar dificuldade na felicidade.
    Pra mim, felicidade é quando tudo está uma merda e meu gato sobe na cama, deita ao meu lado e eu esqueço dos problemas por uns instantes.

    :D

    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Felicidade são momentos como esse que constato a riqueza das pessoas que fazem parte da minha vida. Vc é uma coisa fofa!!! Sua vida é muito importante pra mim e um monte de gente também!
    Theka hsimagem@gmail.com

    ResponderExcluir
  12. Joicy, adorei esse texto, acho q um dos seus melhores aqui. Felicidade tem haver com isso q vc escreveu mesmo. Feliz de vc q pode percebe-la, pq muita gente as vezes tem ela e não percebe (clichê?)...hehehhe.... A paz de espirito é tudo, mesmo q para isso se tenha q viver em uma eterna confusão diaria. Gosto de escrever no seu blog, um dos poucos q frenquento q não seja de cinema. Parabens pela espontaneidade e carisma, a sua simpatia contagia. Grande Abração e mantenha - se feliz. Bjs!

    ResponderExcluir
  13. Olá, JACQUES, vc escreveu uma coisa super interessante “ela define nossas vidas”... O ser humano tem grande necessidade de encontra-la, mas, como vc mesmo citou tem gente que só dá valor, depois que perde. Aliás, alguns sequer conseguem reconhecê-la, talvez pq estejam procurando da forma ou lugares errados. Acho que é aquela historinha bem clichê de aproveitar as coisas simples da vida. Clichê sim, mas verdadeira... aí, vem a choradeira que vc expôs, muitas vezes, que vem muitas vezes tarde demais...Eu optei por encontrá-la nas coisas simples. Acho que isso é imprescindível para que a gente não sofra desnecessariamente.

    Fui correndo dar uma curiada nos outros textos de seu blog. Vou lendo aos poucos.

    Ah, sobre o “rock mais ou menos calmo” eu tbem curto demais. System Of A Down tem sido uma banda muito escutada aqui em casa. Marido sempre gostou, mas eu comecei a ouvi-los há menos de um ano. Os caras são muito bons...

    Estou me esbaldando com o site que vc indicou. Ansiosa para ler as HQs de TWD. Kkkkk... Virar corintiano? Pô... isso sim é final tráááágico!!! Nem me fale de Corinthians, aqueela desgraça passou a maior raiva em todos aqui de casa, ontem... precisávamos da derrota do “cuuuuurintia”... Vaixxxcão ta com urucubaca, só pode! :/
    Grande abraço e excelente semana pra vc... :)


    BRUNO MELLO SOUZA, obrigada, querido... me senti muito bem escrevendo essa postagem! Com certeza a supervalorização de coisas superficiais, têm sido a base da vida de grande parte da sociedade. Acho que isso é uma questão cultural. Isso pode mudar de uma sociedade para outra... apesar que, com essa coisa de globalização as coisas estão se tornando “quase uma só” forma de pensar.
    Sobre achar que dinheiro é a fonte da felicidade, não quero me apresentar como uma pessoa perfeita, pois estou muito longe disso! Ainda bem!!!! Até mesmo pq não há problemas em ver felicidade no dinheiro, por exemplo. O que não podemos é, como vc bem defendeu, colocar isso como base dessa felicidade... pois isso nos frustrará na primeira dificuldade.

    Continue a flertar com a felicidade. Ela é uma boa companheira e como todo relacionamento, haverá altos e baixos. O diferencial está no acreditar que tudo vai ser melhor... Bjão


    RODRIGO CESAR, querido... Darci é “A cara”... rsrsrs... pessoa de uma sabedoria enorme. Saudades de vc! Venha nos visitar!! :)


    LORENA FEITOZA, obrigada pela visitinha, amora linda! “prazer intenso”... será que eu escrevo o que pensei!? Hahahaha... com vc só consigo pensar em situações hot hot hot!!! DANADA! Bjãããoo

    ResponderExcluir
  14. TSU, querida paulistana, concordo com vc, em sua definição de felicidade. Acho que é bem parecida com a forma como eu coloquei, esses períodos de felicidade podem ser interrompidos com períodos de tristeza. O que vai diferenciar é a forma como recebemos esses momentos complicados, sempre acreditando que vai melhorar. Faz parte de SER humano...

    Pois é, minha sogra é uma pessoa com quem eu tenho aprendido muito. Vejo muitas amigas minhas dizendo que suas sogras são pessoas difíceis de conviver. Eu não tenho problemas com a minha. Acho que o diferencial é que sabemos respeitar os momentos de cada uma. Qdo ela vê que não estou bem, tem sempre uma palavra positiva pra me dar... Sou fã número 1 dela!!

    Hahahahaah... Vc falou de eu estar aguçando sua curiosidade em Spartacus. Lembrei de um comentário que postei para uma amiga, ontem no facebook. Ela tbem está acompanhando a série aí eu escrevi para ela que estou em êxtase! Assisti o ep 9 e fiquei atônita, então qdo assisti o ep 10 pensei “Whathaporra?”... qdo pensei que nada poderia me surpreender mais, vem o epi 11 e me faz perceber que eu estava totalmente erradaaaa... Kkkkkk... estou simplesmente apaixonada pela série! Foi então que eu disse a ela que não consigo me conter. Acho que é pq qdo gosto muito de uma coisa, falo falo falo falo sobre o assunto...rs

    Eu gosto muito do facebook... adoro toda aquela interatividade!!! Kubrick? Como eu disse ao Jaime, há alguns dias, Kubrick é deus!!!! rs... um gênio que estava a frente de seu tempo... adoro [quase]todos os filmes dele e laranja mecânica está no topo, eu tinha ele desde o tempo do VHS, aí comprei o DVD duplo. Adorei seu cosplay do Alex, fui correndo conferir. Tenho o livro e li duas vezes... Anthony Burguess foi muito fera com aquele livro. Adorei. Gostei da releitura do Kubrick.

    Então quer dizer que sua irmã é minha companheira de profissão? Que bacana... difícil realidade que enfrentamos. Estamos longe da valorização! Mas, ainda acredito na educação... sou um tanto utópica(para muitos, uma bobona...). Como já falei em uma post aqui do blog, nosso pais ainda precisa evoluir muito. Estamos engatinhando...

    Vc falando de filhos... acho que precisamos incentivar as coisas boas mesmo. Vejo algumas crianças de hj em dia, muitos sem um bom referencial em casa. Meninas e meninos de 7/8/9 anos “descendo até o chão chão chão, no som do batidão”...rsrs... seria cômico se não fosse trágico! Sem falar das outras coisas que circulam por aí.Gde beijo


    MA FERREIRA, obrigada... essa empatia é recíproca! Será um prazer recebê-la mais vezes... Bruna é um lindo nome. Quer dizer ‘morena’!! Tenho uma aluna com esse nome... uma menina muito inteligente. :)

    Vc relatou sua vivência e com isso sua concepção de felicidade. É por aí... vc conseguiu abstrair todas as coisas boas pelas quais viveu...
    É como falei para o Bruno(xará de sua filhota... rs), essa supervalorização das coisas materiais fizeram com que a maioria das pessoas deixassem de perceber que os momentos felizes estão além do que o dinheiro pode proporcionar. Vc não exagerou... adoro ver o quanto as pessoas se sentem bem escrevendo por aqui. Sinta-se sempre a vontade para escrever o qto quiser. Estimular isso será uma culpa que terei o prazer de carregar! rs
    Bjks


    CECÍLIA ROMEU, assim eu fico toda toda... rsrsrs... obrigada, querida! Então vc é do RS? Me PAIdrasto(pai de coração...) é do PR. Nascido e criando em Guarapuava. Já dei umas passeadas por lá, mas não conheço RS.
    Que possamos aproveitar esses “picos” e compartilhar a felicidade com quem nos cerca, assim fazendo quem está a nossa volta, feliz tbem...

    Super beijo... ótima semana!!! :)

    ResponderExcluir
  15. JAIME GUIMARÃES, meu querido... vou conferir seu texto sobre a felicidade. Adorei a aula de história... nem preciso completar. Seu comentário ficou incrível! É bem como acredito...

    Sobre essa frase “estamos sempre dispostos a ser felizes e por isso não somos e deixamos de viver e apreciar o tempo presente” ... afirmo que essa frase já me definiu em uma época... Rsrsrs... Hoje tento ser diferente.

    Como todo mundo, tenho meus momentos difíceis, no meu caso, algumas vezes faço tempestade num copo d’água, alguns períodos de mau humor(TPM que o diga... nesse período pode estar chovendo florezinhas cor de rosa que eu surto mesmo assim. Afinal, odeio rosa! kkkkkk)... porém, na maior parte do tempo, tento apreciar cada momento. Nem sempre foi assim... olho pra trás e percebo o quanto amadureci. Como diz minha amiga Juliana, hoje, vejo que o copo está sempre meio cheio(pelo menos durante a maior parte do tempo)... pq, geralmente, há um lado bom para perceber, muitas vezes o que falta é sair de dentro do quadrado para percebê-lo.

    Solto altas gargalhadas lendo vc... Nero foi perfeitamente descrito!

    É uma pena que o Cid Gomes não seja o único a pensar assim, de nós professores... ai, a educação... aiaiai! Outra hora falamos mais... outra hora...
    Desejo que sua semana seja ótima... apesar da correria! Bjão



    CADINHO ROCO, concordo que seja um estado de espírito... e tbem acredito que alguém possa encontrar a felicidade por meio do dinheiro(isso é cultural mesmo...). Mas, como eu disse acima, isso não precisa(ou não deve... sei lá!) ser a base. Acho que é bem como o Jaime relatou. Precisamos olhar mais para os lados e perceber que a felicidade está bem ali, basta aproveitarmos. É como eu acredito tbem... essa busca constante faz parte de nós. Só precisamos ter cuidado para não deixar de percebê-la qdo já está bem debaixo do nosso nariz! Grande abraço... ótima semana!!



    LAY, florzinha! Viu como sou uma sortuda!? Vou ficar daqui, desejando que vc encontre uma tão fofa quanto a minha, ok!? Dedinhos cruzados... :) ... acho que vc descreveu a felicidade de uma forma bem simples e verdadeira. Apesar de todas as dificuldades, há sempre algo de bom para ser aproveitado... (Vc tem um gato? Que fofo... temos um tbem. Chama-se mequetrefe. rs)
    Grande beijo e uma linda semaninha!



    Thekinha, minha fadinha linda... essa percepção das coisas e pessoas que estão em nossa volta, como sinônimo de felicidade é imprescindível para que possamos aproveitar o tempo com as pessoas que amamos, com qualidade! Você é muito especial pra mim... super beijo pra vc e para sua linda famíííília!



    CELO SILVA, fico feliz que vc tenha gostado do texto... Acho que sou um clichê ambulante em muitos aspectos! Rsrs... quem não é, que atire a primeira pedra! Hahaha... Essa paz de espírito é fundamental para que possamos almejar sempre o melhor! Pq se olharmos à nossa volta e só observarmos as coisas ruins que a vida nos apresenta, acabaremos surtando! Ninguém disse que viver seria fácil(aí mais um super clichê... kkkk), mas a gente tenta da melhor maneira passar pelas partes difíceis! Espero continuar recebendo vc, sempre, em meu espaço! Sua visita e seus comentários são sempre tudibão! :) bjks

    ResponderExcluir
  16. Joicy, eu ri do seu gato com nome Mequetrefe! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Me acabei de rir aqui. O meu se chama "Dengoso".

    Uma ótima semana pra nós! Beijos.

    ResponderExcluir
  17. hahahahaah... LAY, sabe pq ele se chama MEQUETREFE? Seguinte, vou encurtar a história, prometo! ahhaha... Ele é filhote de uma persa com um siames(casal de gatos do meu cunhado). Aí, de todos os filhotes ele era o único que não havia nascido branquinho(como a mãe) e com cara "achatada", de Persa(tbem como a mãe). Então, digamos que ele era o mais "mequetrefe" de todos. hahaha... mas, sem querer bajular, o Meque foi o que ficou mais lindo, de todos! Parece o Garfield. Qualquer dia desses eu posto uma foto dele, pra vc ver! heheheh bjks

    ResponderExcluir
  18. Olá Joyce!!!

    Obrigado pelo comentário lá no "A desbocada".
    Gostei muito do seu cantinho e me identifiquei muito com você, sou estudante de pedagogia, curto rock, tatuagem e sou mãe também. Só o casamento que não deu certo, mas eu gostava da minha ex sogra e ela parecia gostar muito de mim, pelo menos até o filho dela sair da minha casa e ir morar com outra. Ai ela passou a ser a melhor amiga de infância da outra...
    Mas há pessoas e pessoas e sua sogra parece ser uma pessoa iluminada, parabéns e curta isso.

    Beijinhos!

    Obs: Adorei esse passarinho do Twitter me seguindo... Pelo menos aqui, algum passarinho me segue....Rsrsrsrs...Brincadeirinha...

    ResponderExcluir
  19. Oi Joicy!
    Nossa, bem isso mesmo, muita gente da tanto valor ao dinheiro (vide nossos representantes políticos) que da até raiva. Infelizmente no mundo de hoje o dinheiro manda e sem ele não vivemos, queria eu viver num mundo sem dinheiro em que cada um trabalhasse naquilo que realmente gostasse sem se preocupar com mais nada, mas fazer o que, acho que ainda não somos tão evoluídos.
    O que importa são os amigos que temos e os momentos com as pessoas que amamos. O dinheiro é importante, mas não o mais.
    Bjuss

    http://rickyoz.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  20. Olá, FABIANA(Sra Desbocada), Tudo bem!? Que bom receber vc aqui.
    Pelo jeito temos muitas coisas em comum. Que legal!!! Sabe, já ouvi muitas vezes algumas pessoas falarem sobre essa questão de "sua sogra gosta de vc enquanto seu casamento esta às mil maravilhas, deixa o casamento acabar pra vc ver". Até que um dia, respondi para uma colega que eu não me preocupava muito com isso, afinal, em questão de preferências, o filho vem sempre em primeiro lugar, claro.

    Sei lá, já deixei de me ligar nessas questões de "e se"... marido e eu nos esforçamos para que as coisas deem certo(assim como acredito que seja com todo mundo) e eu torço para que dure até "o felizes para sempre"... hehehehe... se esse sempre não for como eu esperava? Ah, "amanhã" a gente vê o que acontece! Então, enquanto isso, como vc mesmo desejou, vou continuar curtindo isso, juntamente com a sogra que ganhei de presente.

    kkkkkkkk... tbem adoro esse passarinho. Adorei seu trocadilho! haahah Grande bjo :D


    RICKY, olá, meu querido... essa questão do dinheiro sendo supervalorizado é bem realidade. Falei sobre isso em alguns comentários acima. Vejo como algo que está impregnado em nossa cultura ocidental! Espero que possamos nos tornar pessoas mais evoluidas a ponto de não pensarmos nele como base de tudo. Bjão :)

    ResponderExcluir
  21. Joicy, minha querida, estou em falta com você né? Poxa, sugeri um tema super bacana, você acolheu a idéia, realizou e eu não compareci. Mas, peço um milhão de desculpas, eu estive fazendo umas provas e não consegui mesmo dar conta do blog. Entre algumas vezes, mas apenas para postar e sair, só para não deixá-lo de lado mesmo. Agora que eu me livrei disso, por enquanto, pois semana que vem dá-lhe mais uma semaninha tensa e intensa de provas! Mas enquanto posso, estou cuidando do blog, postando, to com idéias novas e espero pôr todas em prática no blog e é claro, espero que você e outros (poucos) leitores, gostem também! Adorei a sua postagem, acho muito bacana essa relação que você mostrou ter com sua sogra, eu confesso que minha ex sogra me odiava, não sei porque motivos, sou uma pessoa boa sabe, mas acho que o problema era com ela mesmo. Sabe o tipo de mãe super ciumenta? Era ela! Mas eu, apesar de tudo que ela fez, entendo sim o fato dos ciúmes exagerados pelo filho, só não compreendo querer jogar esse carga pesada toda em cima e transformar esse ciúme em ódio, um sentimento tão negativo. Mas ei de encontrar uma sogra tão bacana quanto a sua, e claro, que o filho dela seja tão incrível quanto ela né? haha Mas então Joicy, que sua relação com sua família seja sempre assim, que a tendência seja só melhorar e que Deus abençõe cada dia mais a vida de vocês! Você é uma mulher que eu posso dizer com toda a certeza desse mundo que já admiro bastante! Parabéns pelo blog, pelo post e pela sua família, que já é muito abençoada pelo nosso grande e poderoso Deus. Fique com Ele. E mais uma vez, meu perdão.

    Ah, me conta o seu segredo? Como conseguir tantos comentários, seguidores, leitores e afins? rs Aceito dicas, sugestões, críticas (desde que sejam construtivas!), vindas de ti.

    Beijos

    ResponderExcluir
  22. Hahaha, eu era mestre em trocadilhos infames, mas saí dessa vida. Mas que bom que alguém sentiu minha falta por aqui... Brincadeira rsrs.

    Esse festival parece que vai ser muito interessante, um festival grande com muitas bandas e tudo mais. É bem longe daqui de São Paulo, mas eu gostaria de ir, e farei o possível para realizar esta façanha rs. Mas de qualquer modo, indo ou não, é legal ver um festival assim no país. Eu li o link que me passou, realmente estranho. Poucos dias atrás eu vi no site do consulado alemão uma notícia falando sobre a edição brasileira do Wacken e agora diz que não é nada relacionado ao Wacken... Mas sei lá, o nome para mim é o menos importante nisso tudo rsrs. O importante é que o festival aconteça, seja com o nome que for.

    Pretendo. Meu curso é bacharelado e licenciatura e desde o inicio já tinha em mente que o principal rumo da área é a de lecionar, mas não estava muito animado com isso e já estava de olho em uma vaga aqui na prefeitura em planejamento. Mas eu gostaria sim de ter a experiência de lecionar, atualmente venho pensando nisso.

    Sem problemas rsrs. Só de pensar no senado me deixa irritado. Claro, fica a dica, vou ouvir o trabalho da Miasthenia quando tiver um tempo. Eu gosto de ouvir metal em português, muita gente tem preconceito, mas eu gosto, apesar de como você mesma disse, é difícil encontrar uma banda boa e com letras decentes.

    Quando eu conheci a Escola da Ponte, achei que tinha entrado numa dimensão paralela rsrsrs. É realmente algo muito diferente, único e mágico. Espero que possa sim um dia conhecer a escola!
    Eu parei devido a forças maiores rs, mas também me arrependo de ter saído do conservatório.

    É extremamente difícil dizer o que é a felicidade. Uma vez eu li por aí que o homem nunca alcança a felicidade, pois está sempre buscando algo mais. A pessoa tem uma situação financeira estável, uma família estruturada e saudável e trabalha bem, mas não deixa nunca de ser ambicioso. Você pode estar bem, mas não para de pensar em como poderia estar melhor, lutando por melhores condições no trabalho, ou tentando melhorar a si próprio em algum aspecto e sempre nesta eterna busca de algo mais, pois o homem é um ser que busca sempre passar de suas limitações. Concordo em partes... Eu também concordo que o que existem são momentos de felicidade e não um estado de total satisfação, afinal, mesmo que eu esteja super feliz por algo que ocorreu naquele momento, amanhã eu sairei para ir a faculdade ou trabalhar e verei toda a miséria escancarada nas ruas e não dá para ficar feliz assim. Se alguém me perguntar se sou feliz, provavelmente direi que não, até pq eu ainda não tenho uma definição de felicidade para mim rsrs, talvez a paz de espirito seja o que as pessoas buscam e chamam de felicidade. Não fui nem um pouco coerente rsrs, mas foi o melhor que pude fazer =/
    E é realmente bacana o jeito que tu escreveste sobre sua sogra, achei lindo, mesmo com todos os clichês que, que por mais que sejam clichês, as vezes não tem como escapar deles.

    ResponderExcluir
  23. Ah Joicy eu queria ter uma felicidade assim ó, igualzinha á sua!!!! [olha o olho gordo]
    .
    Brincadeiras à parte moça, concordo plenamente com tudo o que você disse... acho que ainda não encontrei esta felicidade, ainda estou vivendo de momentos felizes, mas acredite, o meu ideal de felicidade é isso tudo que você está vivendo agora, filhos, família amorosa, realização naquilo que se faz, mesmo sem ganhar muito...
    Parabéns pelo texto!!!

    ResponderExcluir
  24. interessante o seu comentário que tive a ousadia de ler no blog de alguém que temos em comum e mais interessante ainda o tema que dá cor ao post que encontro neste seu espaço onde as palavras fluem animadas de simplicidade mas com rigor que desafia a reflexão.

    felicidade...

    penso que a posso exemplificar denunciando a Arte de bem conjugar as palavras em sintonia com o brilho dos olhos referindo-me a quem as escreve e diz... sentindo-as.

    cumprimentos

    ResponderExcluir
  25. Vim agradecer o seu comentário no meu blog e dizer que adorei o texto. Realmente, é muito difícil responder o que é felicidade. O que é feliz pra mim, pode não ser pra você, e vice-versa. O importante é ser feliz do seu jeito! Beijos, tenha um bom dia!

    http://umadosedeoverdose.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  26. LUANA, não se preocupe! Eu entendo perfeitamente essa questões de falta de tempo! O que importa é que vc está aqui agora e voltará sempre que puder. Sem cobranças!rsrsrsrs ... Esse problema que vc teve com sua sogre, infelizmente, é muito comum. Acho o fim da picada, essas atitudes, vindas de pessoas que, teoricamente, deveriam demonstrar maturidade. Mas, vai entender o ser humano, não é!? Obrigada pelos sentimentos positivos voltados à mim e minha família. Que o dobro seja enviado para vc! :)
    Ah, sobre a quantidade de visitantes, não sei dizer qual é o segredo.rsrsrs... não mesmo. Mas, acho que, talvez, o fato de que eu estou sempre visitando os blogs que sigo, faz com que eles me visitem tbem. Se vc notar, são [quase]sempre as mesmas pessoas. Acaba que trocamos ideias o tempo todo. Pois para cada comentário que recebo, tenho o hábito de responder aqui e ir ao blog da pessoa para responder por lá tbem. Acaba virando uma espécie de “bate papo”. A maioria dessas pessoas que postam aqui, tbem se tornaram meus amigos no face e/ou twitter, então estamos nos comunicando sempre. Acho que é por aí... Mas, não posso afirmar com propriedade que seja mesmo só por causa disso.
    Grande beijo e ótimo restante de semana...


    MANFIO, olááááááá, misifiiiiii... já tentei ir para a luz e sair dessa vida de trocadilhos infames, tbem! Kkkkkkk... mas, é mais forte que eu! Hehehehehehe... Ahhhh, pois pode acreditar, senti sua falta durante seu sumiço! Kkk

    Ah, eu tbem estou super empolgada com o festival. Estou torcendo para que dê tudo certo e aconteça de verdade. Marido e eu pretendemos ir... agora é só cruzar os dedos e esperar as notícias futuras!

    Que bacana vc querer lecionar... esse é um bom começo... ter interesse! Pois estamos cheios de professores que nunca desejaram entrar nessa área e somente permanecem nela por “falta” de opção, pois, querendo ou não é uma função em que dificilmente falta emprego. Aí muitos acabam caindo de para quedas, transformando essas pessoas em profissionais frustrados. Não acredito no professorado como um sacerdócio(há muitos argumentos desse tipo). Eu sou uma professora por paixão e vocação e desejo que minha profissão seja valorizada. Desejo que vc tenha sucesso, se persistir pela licenciatura.

    Sobre essa questão da felicidade, acho que é bem como alguns amigos falaram anteriormente e vc ressaltou. Vivemos momentos felizes mesmo. Não há como ser feliz o tempo todo. Esses momentos se intercalam com algumas situações complicadas... mas, como eu falei, gosto de pensar que esses momentos difíceis não vão durar para sempre. Precisamos aprender a notar a felicidade em nossa volta, pq do contrário, continuaremos buscando-a eternamente e deixando de aproveitar o presente.
    Bjão e ótimo restante de semaninha...


    J. BRUNO, hahahahahha, olho gordo naããããããããoooo! Kkkkk... Sabe dee uma coisa, acho que todos nós vivemos momentos felizes... é como escrevi no comentário acima, para o Manfio e os demais amigos. Desejo que vc tenha tudo que busca. Bjks :)


    RETRATO, que bom saber que meu comentário para esse alguém em comum trouxe vc até aqui. Espero recebê-lo mais vezes. Me senti lisonjeada com seu comentário e feliz por ter conseguido tocá-lo com minhas descompromissadas palavras! Volte sempre!! :)

    ResponderExcluir
  27. Joicy, seu post me deixou feliz...É muito bom ter essa predisposição para a felicidade, digo isso por acreditar que ela depende de como decidimos encarar a vida, achar que o copo está meio cheio ou meio vazio, e por aí vai... Como disse Ghandi (e espero que tenha sido ele mesmo, rs)
    "Não existe um caminho para a felicidade. A felicidade é o caminho"
    Mahatma Gandhi
    E tenho dito!!

    ResponderExcluir

Olá! Faça seu comentário!

Mas, NÃO DEIXE DE LER A POSTAGEM! ;)

Sinta-se a vontade!!! Sacomé, né!? Se você leu e chegou até aqui, não custa nada comentar... :)