11 de nov de 2011

Crendices Populares

Olá, pessoas!! Vocês, com certeza já perceberam que hoje é dia 11/11/11 (dãrrr... ai, Joicy, claro que sim!). Ok! 
Ontem eu ri um 'bucadim', lendo algumas postagens no RostoLivro, principalmente quando me deparei com algumas pessoas compartilhando imagens e textos cheios de histórias sobre essa data.
Grande parte das pessoas compartilhavam essas informações, deixando claro que não acreditavam nessas 'crenças', mas com um "Melhor não arriscar... Vai que... né?" rsrs
Contudo, o assunto nem é sobre esse dia 11/11/11, em específico, mas, sim a respeito das superstições. 
É comum ouvir que nós, brasileiros, somos um povo muito supersticioso. Você sabe o que isso significa? Uma pessoa supersticiosa possui apego infundado a qualquer coisa que lhe dizem, crê em fatos sem fundamento real, segue conselhos que nascem da crendice popular. É algo que passa de avós para netos, entre amigos, de geração a geração, é a chamada história oral. [BrasilCultura]
Sempre falamos que não somos supersticiosos, que esse tipo de crendice é bobagem e não caímos nessas lorotas. Eu posso afirmar, categoricamente, que sou super desacreditada dessas balelas todas. Mas, será que não acreditamos mesmo!? Apesar de afirmar que NÃO CREIO NESSAS CRENDICES POPULARES, confesso que já me peguei, diversas vezes, desvirando uma sandália, pelo simples motivo de que, quando criança, me disseram que se o chinelo ficasse virado para baixo terminaria em morte, mais especificamente, a morte da mãe. Querendo ou não, inconscientemente passa pela cabeça algo do tipo "Eu que não vou arriscar perder minha santa mãezinha por causa de um chinelo!" kkkkkkkk Eu sei, parece absurdo... mas, é mais forte que eu! hahahahahah
Lhes apresento meu gato preto e ele não é azarão, ok!!? rs
Você tem alguma superstição? Seguem algumas...
Vocês conhecem outras mais?

29 comentários:

  1. Eu detesto superstições!rs conheço varias! só não lembro agora!rs bjus

    ResponderExcluir
  2. Hahaha, as únicas que eu conhecia eram a do espelho e da escada, as outras 8 não tinha conhecimento.
    Não tenho nenhuma superstição, e acho que em casa ninguém tem também, talvez por isso eu não conheça absolutamente nada do assunto rs.
    O que posso dizer é que para que algumas coisas eu tenho certos "rituais". Por exemplo, sempre que vou escrever uma resenha de álbum tenho de ouvir por completo uma vez antes de começar a escrever, e outra vez ao final, por mais que já tenha escutado muitas vezes.

    Com certeza o Falaschi exagerou em alguns pontos, o que é considerável já que foi num momento de cabeça quente após o show.
    E realmente falta estrutura para os shows e divulgação, cansei de ir a shows com uma aparelhagem sonora que deixava muita a desejar e isso acaba afastando o público. Os eventos culturais da minha cidade praticamente ignoram este lado mais pesado do rock.

    ResponderExcluir
  3. Oi Joyce, estava um pouco sumida do meu blog, mas dei uma renovada. Sou a Darling haha. Então, apesar de todas crendisses, o meu dia 11.11.11 está sendo ótimo, perfeito, não vi alteração nenhuma! Mas com outras supertições eu sou bem ligada, desacredito acreditando sabe? Conhecia a da vassoura, da escada, do guarda-chuva e a típida do espelho, que por fim quebrei no começo do ano e não tive azar algum. Enfim, acho melhor não arriscar nesse tipo de coisa. Muito bom o post, beijinhos.

    ResponderExcluir
  4. kkkkk Já ouvi 9, das 10 superstições listadas.
    Já ouvi também: Se estiver fazendo careta e o galo cantar 3 vezes neste momento, você fica assim pra sempre; chupar cana e em seguida tomar água causa barriga d'água (mas todo mundo pede um caldo de cana com gelo, quem entende?); se entalar com a própria saliva é sinal de que a pessoa terá um desgosto...

    No momento só me lembro dessas 3. kkkkk
    O povo aqui tem muito disso. kkkk
    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Oie flor, tudo bem?
    Obrigada pela visita, ja ouvi várias das superstições que você listou... Eu ficava morrendo de medo quando quebrava meus espelhinhos que eu usava para me maquiar, mais graças a Deus não me deu azar não!
    Beijinhos

    vitrinecorderosa.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. É bem essa a lógica, mesmo. Pra que arriscar, né?

    Uma que eu sempre faço é aquela de pedir a realização de um desejo quando caem os cílios, e soprar em seguida. Vai que dá certo, hehehe!

    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Menina, assisti hj 11-11-11 e apresenta uma maldição para esse dia, apesar de não ser grande coisa dá uma incensada nessa já folclorica data...hehhe...
    Abs

    ResponderExcluir
  8. Ahhhh, esqueci de dizer: Meu irmão falou o "pra onde?" na seriedade sim! Ele realmente perguntou na inocência sem perceber o quão estúpida era a pergunta.

    Ah, para complementar o que Celo Silva falou aí em cima: Eu li algo sobre esse filme. No filme é como se hoje desse início o apocalipse.

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  10. Boa noite, Joicy. Como você está?
    Venho aqui lhe agradecer a visita em meu blog! Não pude responder seu comentário antes, pois estive muito ocupada, envolvida com os estudos e projetos pro ano que vem! Sabe como é né?
    Mas então, sempre que eu puder, estarei postando coisas novas para que você, e outras (poucas, mas fiéis.) leitoras, possam estar comentando. E claro, sempre que eu tiver disponibilidade, estarei por aqui, agradecendo as visitas, retribuindo os comentários e elogiando com muita facilidade seu blog, que é maravilhoso. Parabéns viu?
    Ah, tem postagem nova lá no blog, espero que goste e comente!
    Beijão, fique com Deus.

    ResponderExcluir
  11. A propósito, eu detesto superstições! haha
    Vi sua tatuagem no braço, linda! Quero fazer uma assim! Tenho duas, uma estrelinha no ombro e o simbolo do infinito no pulso. Mas a do ombro, eu tenho que retocar e quero 'incrementar', sabe como é!? Não gosto de nada 'tão simples assim'. E num futuro, não muito distante, quero fazer uma Fênix nas costas. Acho lindo! As duas tatuagens que eu tenho e a fênix que eu vou fazer, tem significados especias para mim! Não faço 'por fazer', se é que me entende. Ah, tive uma excelente ideia! Você podia fazer um post falando sobre as tatuagens, postar algumas fotos das suas, que as que eu vi, pelo menos, são lindas! Sei lá, tem muitos assuntos interessantes relacionados a esse vício chamado tatuagem! A tatuagem em si já é um assunto muito interessante. Significados, histórias, e até mesmo, superstições, né? haha
    Espero que pense com carinho na minha idéia!
    Beijão, Joicy.

    ResponderExcluir
  12. Oi Joicy!

    hohohoh eu conheço todas essas superstições1
    Legal foi ter descoberto que a da manga com leite surgiu por conta dos escravos XD.
    A da bolsa eu até acredito e mesmo não acreditando em superstições não a deixo no chão..e o mesmo vale para o chinelo rs.

    Ah que bom vc ter curtido Sampa! Vc foi na Galeria do Rock!!! Eu AMO ir lá! Já comprei várias coisas pra visuh =p..desde acessórios até roupas mesmo..recentemente lá começou a ter umas roupas customizadas meio death rocker que são lindas! Agora outro lugar de SP que adoro ir é no bairro da Liberdade...sempre lotado de coisas otakus rs.
    Nossa, a 25 de Março é tensa..e vc foi em uma época já próxima da época das festas...imagine aquilo na semana do Natal..mano mostra na tv, é uma loucura @_@. Tipo, é uma espécie de Paraíso Maldito kkkk.
    Olha, eu não sou uma pessoa muito habituada á certos rolês alternativos..tempos atrás era mais...entretanto tem alguns lugares como Santa Ifigênia (Paraiso da Pirataria) e de baladas de rock eu conheço mais aquelas que eu frequentava, focado no gótico mesmo.
    Nossa, eu ADORO Cindi Lauper!! Eu realmente preciso ir mais em shows..mas é ruim ir sozinha..fui no show da diva Sarah Brightmann e aquilo foi incrível *_*.
    O interessante dos animes é que mesmo um mangá como Naruto, voltado para a galera mais jovem, ás vezes aborda umas questões mais adultas. Quando o irmão do Sasuke aparece e quando a história de Itachi é realmente revelada (a razão de ter matado a própria familia) é algo que choca. Digo sempre que essa parte da história é a mais adulta de toda a série.

    Seu filho tá desenhando mangá/ Que legal! Qualquer dia mostra o blog pra ele ^^.
    bjs!!!

    ResponderExcluir
  13. Oi Joicy!
    Pois é, acho que todos nós temos um pouco de superstição cravada em nossos subinconscientes... hahahahha... eu mesmo antes tinha um sério problema com sexta-feira 13, não o filme, porque o Jason é muito massa, mas o dia mesmo. Eu tinha medo que se algo desse errado nesse dia, eu teria muitos anos de azar pela frente. Depois que eu cresci mais, aprendi a zoar o dia e aproveitá-lo ;D. Como eu disse, mesmo sem saber as pessoas fazem coisas supersticiosas sem perceberem. Algo que faço até hoje é evitar passar embaixo de escadas, sei lá porque, mas se tem como ir por outro caminho, eu não vou por baixo.

    Enfim... ah, se você curtiu aquele conto em que falei do preconceito social, o que foi totalmente acidental, aparece por lá toda quinta, que é o dia que eu vo postar os capítulos da série "A arte de roubar", eu diria a série mais séria e com questionamento social que eu criei. Mas não deixe de ir outros dias também, aproveitando que to fazendo propaganda, hehehe, passe lá segunda. Terá a estréia de uma série nova sobre a máfia italiana ;D.

    Bom final de semana prolongado!
    Bjuss

    ResponderExcluir
  14. ANE, eu nem digo que detesto superstições… acho que, na verdade, detesto quaisquer tipos de achismos! As pessoas acreditam em cada coisa que é pra deixar o cabelo em pé, né!? rs bjs

    MANFIO, é por aí mesmo. A gente acaba acreditando, inicialmente, naquilo que nos é colocado pela família. No seu caso, não houve muito o que se apegar, a respeito das superstições. Eu vivi rodeada de crenças populares, então, querendo ou não há resquícios delas até hj… mas, não sou de ficar me apegando à elas, não. Como falei para a Ane, acho uÓ as pessoas se apegarem nos achismos da vida. Sou mais racional! rs Porém, contudo, todavia, como vc disse, sempre temos algum tipo de "ritual" para determinadas situações… rs
    Sobre o comentário Edu Falaschi, concordo, ele acabou falando em um momento de estresse… nem julgo a fala dele, apesar de ter discordado de muitas coisas. Sabe, esse lance de estrutura e divulgação é um caso sério… assim como vc, já fui em diversos shows que deixaram muiiiito a desejar. Sei lá, as pessoas se prestam a fazer esse tipo de evento, mas não quer partir para a qualidade(sem querer generalizar, claro!). Vc está falando de eventos culturais que envolvam o tipo de som que curtimos, aí na sua cidade. Acho que esse problema á quase geral. Aqui em Goiânia não é diferente… mas, a galera da cena underground, daqui, tem se esforçado muito para mudar essa face. Esse assunto, sobre o público que vai ou deixa de ir aos shows, é assunto constante na comunidade GoiâniaRockCity (do [quase] finado orkut) … bjks

    V.M estava com saudades de vc, darling… que bom vc por aqui! hahahahaha… acho que é bem por aí, as pessoas acabam seguindo as superstições como forma de não arriscar mesmo… Mas, acho que em meu caso, faço sem perceber! bjs

    LAY, Eu ri tantão dessa "lenda" da cana! Eu nunca havia escutado!! ahahahha… êêêêêêêêê Brasilzão da diversidade… é vivendo e aprendendo!!! kkkkkkkk.. qto ao seu irmão… estou até agora rindo da "ingenuidade" dele. hahahahah

    LUCIELEN, pode ficar tranquila... eu já quebrei um espelho, há alguns anos! Deu tudo certo no final… só fiquei muito chateada, pois tinha uma moldura linda que eu gostava muito! kkkkkkkk… acho que posso dizer que não houve momentos de azar! haaahhahahaah… mas, vamos evitando enquanto podemos, né!? hahahaa

    BRUNO MELLO, Nossa!!! Vc me fez lembrar dessa… eu tbem faço! Meu filho descobriu essa, com os amigos da escola! Aí me perguntou pq as pessoas faziam os pedidos. Fui explicar para ele. Agora toda vez que cai um cílio, ele vem me pedir pra fazer um pedido. hahahahhaha Boa lembrança! bjsss

    CELO fui correndo ver a resenha que vc fez… adorei! Dica super anotadaaaa!!!

    ResponderExcluir
  15. LUANA, o importante é que vc está aqui… sem problemas! Estarei sempre visitando seu cantinho! Sobre a dica das tatuagens, SUPER AMEI! Já estou pensando em uma postagem bem bacana sobre esse assunto! #DicaFicou ;)

    TSU, sua lindaaaaa! Sabe, essa da bolsa eu faço(tbem inconscientemente) rsrsrsrrs… como diz o outro, não custa evitar, né!? hahhahahah
    Pois é, AAAAADOOOOOROOOO a galeria do Rock… Nossa, me perdi com tantas coisas legais! Ano passado eu havia ido lá… nesse ano fui mais preparada, com grana guardada para comprar tudo o que eu queria(nem tudo, pq aí precisaria de muiiiito mais grana)! Mas, deu pra saciar um cadim, minha euforia! Saí de lá satisfeita… rs… sobre a 25 de março, eu esperava que estivesse mais cheia. Ainda bem que minha expectativa estava lá em cima, então não me assustei tanto com a quantidade de pessoas! hahaha… mas, é sim, um PARAÍSO MALDITO! kkkkk… Anotei suas dicas, para minha próxima ida. Espero que seja looogo!

    O show da Cindy Lauper foi fantástico… ela é uma diva, muito querida! Simparissíííííssima mesmo! Fiquei pertinho do palco… foi uma experiência que levarei para sempre! Como vc disse, ir aos shows, sozinha, é muito ruim mesmo. Eu tenho sorte, pois qdo quero ir aos shows de metal, bandas oitentistas e afins, vou com o marido(que curte tanto qto eu)… qdo quero ver minha música popular brasileira, tenho minha best friend, Karla, que vai em todos comigo. Mas, isso só passou a acontecer de alguns anos pra cá. Já perdi muitos shows super mega, em minha vida, por falta de grana(pq não é barato manter esse hoby) pra ir aos eventos que eu queria… até mesmo, pq grande parte dos shows maravilhosos acontecem em Rio e/ou Sampa. Ultimamente, os organizadores tem trazido algumas coisas boas aqui para Goiânia(raridade… pois essa cidade AINDA está empesteada com a música sertaneja). Tbem há alguns shows legais em Brasília, que fica há pouco mais de 2 horas daqui de GYN. Como eu estava falando com o MANFIO, tbem curto muito ver os eventos das bandas locais, de metal (e as que vem de outros estados do Brasil, tbem). Tem muita coisa boa(mas, muita coisa ruim, confesso!)… Nossa! Já viu que me empolguei de novo, né!? hahahah… mas, estamos liberadas pra isso! adoooooooro… bjão

    RICKY OZ, olá, querido! Vc tbem é fã do jason!? hahahah… Eu era fascinada nesse filme! Hoje, não tanto mais! Porém, adoooooorava assistir sexta feira 13. No entanto, confesso que nunca fui muito supersticiosa com o diaaaa da sexta feira 13. Pode deixar, vou conferir seu blog, sempre! rs… bjs

    ResponderExcluir
  16. Nooooossa, sou muito supersticiosa! Hahahahaha, principalmente com futebol.
    Não uso determinada camisa do time porque ele pode perder, se fico em uma posição e ele fez gol, tenho que ficar nela até o fim.. UEHAOIEHAOIHEAOIHEAOEAIOH
    mas essas superstições não estão dando muito certo esse ano, já que o meu time (Cruzeiro) vai de mal a pior.. hahahaha

    ResponderExcluir
  17. Noooossa, sou muito supersticiosa, principalmente quando se trata de futebol!
    Não uso tal camisa, porque se usar o meu time vai perder... HUEAHEUAHUEAUHEA Se estou em uma posição e o meu time faz gol, tenho que ficar nela até o final.. coisas assim, sabe?
    HEAHUEAHUUAEHU mas elas não estão dando muito certo esse ano, já que o Cruzeiro vai de mal a pior =(

    ResponderExcluir
  18. ja estou seguindo flor
    me ajuda e me segue tb?

    www.makepopular.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. Adoro esse assunto, me divirto muito. Concordo com vc, mesmo quando achamos que não somos superticiosos demonstramos às vezes alguns "tics", tipo não passar por baixo de escadas. Conheço algumas outras: Se pisar na linha, a mãe quebra a espinha, se derrubar sal, tem que jogar um pouco por cima do ombro esquerdo pra espantar o azar, e se a mão coçar, guarda dentro da blusa ou o dinheiro vai embora. Ahhh! Quando a orelha coça ou arde, alguém tá falando mal de vc, mas, não tem problema...Morde a gola da blusa que a(o) linguaruda(o), morde a própria lingua!kkkkkkk

    ResponderExcluir
  20. DANIELLA(quasedevidro)… Nossa, essa do futebol eu não lembrava… mas, é verdade! Se eu te falar q qdo o Brasil perdeu pra França, na penúltima copa, a turma que estava comigo me jogou toda a culpa, pois eu cantei o hino Francês, com os jogadores! kkkkkkkk… Vou carregar essa culpa para o resto de my life… só sei que nunca mais farei algo do tipo! Já basta essa carga pesadíííííssima em meus ombros! kkkkkkkkk bjkssss

    CAROL MACHADO, Minha queridonaaaaa… como eu te disse no FaceBook, esse assunto deu o que falar, justamente pq quando menos imaginamos, demonstramos nosso lado supersticioso! hahahaha… Confesso que conhecia essa da linha, mas não desse jeito! Essa do sal é óóóótima. A da mão coçando eu lembro que uma mão é dinheiro entrando e a outra é dinheiro indo embora! Da orelha ardendo tbem, uma orelha (não sei dizer se direita ou esquerda) é alguém falando mal, a outra alguém falando bem! hahahahaha Essa solução de morder a gola da blusa eu dei treeeeela de rir, aqui! Não conhecia… boaaaa!!! bjksssss

    ResponderExcluir
  21. Nossa,morri de rir de mim mesma lendo esse post.Eu,normalmente,falo que não sou supersticiosa.Mas,ao ler esse post vi que pratico tudo isso ao pé da letra.Nunca deixo minha bolsa no chão porque senão meu dinheiro que já não tenho,pode ir embora.Chinelo virado perto de mim não tem vez,desviro todos que encontro.Enfim,me diverti muito lendo esse post.
    Adorei seu blog e já estou o seguindo.Te convido para conhecer meu blog.Se puder segui-lo,ficarei muito feliz!
    Aguardo sua visitinha!
    Bjs!
    Zilda Mara
    http://www.cacholaliteraria.blogspot.com
    @ZildaPeixoto

    ResponderExcluir
  22. Haha, também não sou simpatizante dos achismos da vida.
    Julgar é algo complicado mesmo... Mas o discurso do Fernando Quesada sobre o assunto foi bem mais coerente do que o Edu Falaschi. Mas não sou ninguém para ficar julgando quem está certo ou errado.

    A questão da estrutura é bem complexa mesmo. O próprio Edu disse algum tempo atrás sobre o assunto que os contratantes das bandas de metal muitas vezes são fãs das bandas que tentam levar shows as suas cidades, muitas vezes produtores bem amadores, com aparelhagem e técnicos de som bem meia boca, já que os grandes empresários da indústria fonográfica não tem interesse nos shows do estilo.
    Nesse ponto venho faz tempo batendo na mesma tecla e usando a banda Hangar como exemplo de como se adaptar ao mercado nacional. Após alguns anos lutando os caras investiram na compra de um ônibus que hoje transporta a banda e todo seu equipamento (instrumentos, cabos, mesa de som e até PAs) para todos os shows que fazem. Realizando um show com total equipamento de alta qualidade provindo da banda e não da casa, os shows do Hangar são sempre tecnicamente perfeitos, sem falha alguma. Os caras já fizeram 190 shows este ano e foram com seu ônibus tocar em cidades do interior do RS, PR e SP que jamais haviam recebido um show de metal. Sem contar que eles também realizam "workshows" acústicos.

    Acho que isso é comum mesmo então. Algo triste também que notei por aqui (não sei se por ai se repete) é que shows de bandas cover costumam atrair bem mais público do que bandas de som próprio, cada vez mais os covers da vida destroem o underground.

    Claro, sem problemas, só tenho a agradecer pelo link!

    ResponderExcluir
  23. ZILDA MARA, obrigada pela visita, querida! Garanto que passarei em seu blog, logo logo. Seja bem vinda para voltar quando quiser. Lendo seu comentário, vejo que não estou sozinha nessa! hahahah Volte sempre!!! bjks

    MANFIO, hoje mesmo estava aqui falando com meu marido... esse assunto é complicado e sempre rende. Uma coisa que conversamos foi sobre a questão da mesmice, na cena metal. Algumas bandas são simplesmente ‘réplicas’ de bandas antigas. Há muitas bandas que estão surgindo por aí, que simplesmente não se esforçam para fazer algo diferente, são quase “covers”, a diferença está somente na disposição das letras das músicas. rs Por isso, voltarei ao assunto do Edu (esse rendeu, heim!? kkkk) posso ser apedrejada ao escrever isso aqui, mas me diga, se eu tenho a oportunidade de assistir, por exemplo, a um show de uma banda de fora, como o Satyricon(que acabei de ver e saí e Gyn para Sampa, só para vê-los...), vc acha que vou trocar para assistir uma banda desconhecida que toca simplesmente igualzinho?! Sacou meu raciocínio!? Qdo eu digo que o Edu exagerou em sua fala, é pq qdo a banda nacional já é conhecida, se a banda é boa, o show rende público. (na maioria das vezes, claro... pq na maioria dos eventos, o que falta é o tal do incentivo e divulgação. Aqui entra no assunto que vc escreveu em meu blog, a respeito dos organizadores.). Mas, preciso ser coerente com o que eu gosto. Não é somente pq a banda é brasileira que vou curtir o som. EU, por exemplo, jamais iria a um show do Angra, pois não curto!! E olha que é uma banda conhecida.(espero que tenha entendido o que eu quis dizer... tá meio confuso, eu sei! rs)...

    Esse problema de público, aqui no Brasil, não é somente com bandas “da casa”(brasileiras). Aqui em minha cidade, os organizadores pensam duas vezes antes de trazer bandas do exterior, tbem. Tudo isso por medo de levar ‘ré’...

    Com relação ao que vc me perguntou, sobre as bandas covers... fique tranqüilo, pois isso acontece por aqui, tbem! Acho que é geral! INFELIZMENTE!

    Ufa! Acho que por hoje é só, né!!?? Kkkk... escrevi demais! bjs

    ResponderExcluir
  24. Realmente, eu também apesar de não me considerar supersticiosa, não arrisco minha mãe por um chinelo medíocre... haha!

    ResponderExcluir
  25. Confesso que essa do chinelo virado eu faço até hoje. Não que eu acredite, CLARO que não, MAS... Melhor não arriscar neh? Outra que faço até hoje é criança passar por debaixo das pernas da gente, dizem que não cresce mais. Totalmente ridículo, mas só me vi apegado a ela quando minha irmã queria passar por debaixo das minhas pernas kkkkkkkkkkkkkkk vai entender...
    Mas não tenho supertição com datas, adoro sextas-feira 13! Acho que é porque todo mundo fala que dá azar, deve ser por isso que eu gosto tanto. Para essas coisas eu gosto de contrariar. kkkk
    Abraços

    ResponderExcluir
  26. Bem essa é bem pra mim. Minha vó italianona das brabas, criou a gente com aquelas coisas de não dormir com chinelo virado, porta de guarda roupa aberta. Mesmo conversando com meus amigos, sobre física quântica, me pego virando o chinelo as vezes. Ridículo eu sei...

    ResponderExcluir
  27. Olá!Boom dia!
    Tudo bem?
    Nossa! Quando comecei a ler esta postagem, pensei: será que estamos em novembro?...Depois me lembrei q tu, tinha avisado, no FACE, que era "re" em virtude do dia 13. Eu sou um pouco supersticioso...mas, é em cima destas crendices( estas que vc postou acima)e idiotices...gosto do número 13,inclusive sempre o coloco em minhas apostas em jogos...mas, nunca ganhei nada com ele, rsrs
    Bom final de semana!
    beijos
    fui...

    ResponderExcluir
  28. Ola Joicy,
    Sabe eu não sou nada supersticioso até por conta da fé que deposito em minha doutrina. E isso já me colocou em algumas situações no mínimo engraçadas, mas isso fica para uma próxima...

    Grande abraço, Flávio.
    --> Blog Telinha Critica <--

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. (Cont.)
      Mas também não tenho nada contra quem tem algum tipo de superstição. Só não é legal quando de alguma forma a pessoa acaba prejudicando a própria vida por crendices. Muitos deixam de viver por conta disso...

      Excluir

Olá! Faça seu comentário!

Mas, NÃO DEIXE DE LER A POSTAGEM! ;)

Sinta-se a vontade!!! Sacomé, né!? Se você leu e chegou até aqui, não custa nada comentar... :)