18 de mar de 2012

Velhice... será?

Olá, queridos e queridas da blogosfera, câmbio!

Como é engraçada essa questão de idade, né?

Ontem, marido e eu fomos num showzinho de metal, aqui em Gyn. Evento underground que sempre acontece. Como era de se esperar, encontramos a "galera das antigas" que sempre se reúne nesses eventos. Ficaram relembrando os velhos tempos(alguns chegam a ser bastante nostálgicos, outros apenas aproveitaram para recordar mesmo). Estavam presentes também, como era de se esperar, os mais 'jovenzinhos', que começaram a "curtir o som" há pouco. É legal ver essa diversidade.

Lá eu ouvi uma coisa bem interessante. Um rapazinho virou para o outro e disse com uma voz séria "cara, espero que quando eu for um velho de 40 anos, ainda esteja ouvindo muito metal". O moleque parecia ter uns 18 anos.

Foi então que fiquei lembrando que ainda "ontem" eu também tinha a idade daquele rapaz. Que daqui 6 anos e 4 meses terei 40 anos... e que será logo, pois como sabemos, o tempo passa rapidinho. Mas, e aí, estarei velha? Por isso que tudo depende da vista à partir dos vários pontos, né? Ei, não estou fazendo propaganda contra o "envelhecimento", ok? Leia até o final para não tirar conclusões precipitadas.

Vamos lá então! 

Essa situação me fez recordar uma conversa que tive com minha sogra e marido, há algum tempo. Ela estava relembrando de uma historinha que aconteceu com o Ricardo(acho que é a primeira vez que cito o nome dele aqui. Lembro que um dia o amigo Ricky Oz  me perguntou se o nome do meu marido era MARIDO. Tipo, se eu chego em casa e digo "e aí marido, como foi seu dia de trabalho?"... Ricky, seu trollador! hahahaha. Então, hoje, apresento oficialmente "Ricardo, essa é a blogosfera... blogosfera, esse é o Ricardo/marido!")... foco, Joicy, foco... continuando, a sogra estava contando que quando o Ricardo tinha 18 anos, foi ao oftalmologista com intuito de fazer uma cirurgia para não precisar mais usar óculos. Foi então que o "dotô" disse à ele que seria desnecessário, principalmente porque o "grau" que ele usava não era tão alto(mas, precisava usar os óculos constantemente, para evitar aumentar com o tempo) e quando se aproximasse dos 40 anos, provavelmente não precisaria mais usa-los. Sabe qual foi a resposta abusada do marido? "Ah, quando eu chegar nos quarenta já vou tá velho, aí nem vou me preocupar com usar ou não os óculos". Que danado!!!

Atualmente rimos demais com essa fala, pois ele estava comentando justamente sobre a questão do ponto de vista. Vejam que ironia. Daqui 5 anos ele fará 40 anos e não se sente o "velho" que citou há 16 anos. 

Foi então que fiquei pensando com meus botões que realmente precisamos rever nossos conceitos. Essa meninada(todos passamos por essa fase) precisa parar de ter uma visão tão limitada de velhice, pois o triste não é chegar aos ENTAS da vida... triste é ter uma alma que não deseja viver e isso acontece com muitos que ainda estão na casa dos 20/30 anos(conheço muitos "velhinhos" que ainda estão 'só' com vinte e poucos anos de idade). 

Detalhe, quando eu digo viver, NÃO estou me referindo às farras e afins(apesar de Joicynha gostar muito dessa parte! hihihihi). Me refiro a aproveitar todos os momentos que a vida nos oferece, ok?


Beijinhos...

Câmbio, desligo!



108 comentários:

  1. Completei 60 agorinha mesmo, dia 14/03.
    E quando tinha 35 achava que aos 40 estaria velho.
    Qual o quê!
    Sinto-me como se tivesse 20 e poucos, mas muito mais experiente.
    Isso é que conta, nénão?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E como conta, Carlos! Demais... valeu pelo comentário!!!!

      bjks

      Excluir
  2. rs...É bem assim!!1 E o que sobra pra mim dizer? Já tenho 6.3.rsrs


    um beijo,linda semana,chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Viver é isso, Chica... vc é um exemplo de quem vive cada momento! :)

      bjks

      Excluir
  3. Concordo co vc Joicy, é melhor não pensar na velhice, viver o momento, se possível abrir novos horizontes e viver cada dia como se fosse o último!
    Excelente post!

    Bjs e boa semana!

    Rui

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rui, querido... acho que a gente até deve pensar na velhice, mas não com esses conceitos tortos que temos dela, sabe!

      Para mim essa delimitação é tão desnecessária. Tudo é questão de experiência que adquirimos ao longo dos anos e isso sim é algo positivo!

      Coomo vc disse bem, viver cada dia intensamente!

      bjks

      Excluir
  4. Muito interessante o seu texto. E achei mais interessante ainda o seu ponto de vista. Concordo com você e acho que todos cometemos esse erro, de achar que vamos estar velhos daqui a 5 ou 10 anos. E todos não reparamos como o tempo passa voando. Velhice é da cabeça mesmo. Bacana o teu blog!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que esse "erro" faz parte de nossa mente limitada de adolescente... todo mundo passa por essa fase, né? Ainda bem que um dia crescemos e revertemos a visão(apesar que alguns persistem... aahhahah) Valeu, Alexandre...

      bjks

      Excluir
  5. Eu acho um pouco relativo. Concordo com o texto, mas há seus pormenores.
    Um exemplo, quando eu tinha meus oito, nove anos, meu sonho era conhecer a Disney. Era uma loucura, porque eu estudava em escola particular e parecia ser o único elemento que nunca tinha ido. Era o alienígena do colégio. E não era somente pela pressão, mas os relatos que eles contavam quando voltavam e isto me deprimia, mimimi.
    Não foi realizado por falta de tempo $$$ dos meus pais (que hoje tenho discernimento e reconheço, gastavam um bocado já com meus estudos)e por não ter excursões $$$ interessantes.
    Foi um sonho que morreu. Eu penso que hoje, prestes a fazer vintão no início do ano que vem, posso juntar uma grana e ir até curtir até a Disney, seria um sonho realizado? Não. Eu digo que não porque, poderia até me divertir em algumas coisas, mas não teria o mesmo encanto se eu tivesse realizado esta viagem aos oito, nove anos, como mencionei. Para mim é um sonho morto.
    No entanto, os sonhos vão se renovando de acordo com o amadurecimento e há aquelas pessoas que adotam um estilo de vida e, podem ter 40 anos e ninguém vai acreditar (dou como exemplo o meu xará ilusionista Criss Angel, quase caí pra trás quando descobri a idade dele), ele vive intensamente, mesmo sendo de idade.
    Agora, o que é ridículo, são pessoas que "forçam" aquilo que não são. Tipo, no shopping você vê um tiozão todo colorido, com calça igual do Fiuk, cabelo do Pe Lanza, vestido igual ao filho adolescente na praça de alimentação. Desculpe dizer, mas isto é bem ridículo... É querer voltar atrás no tempo, é querer fazer parte de uma geração que não pertence a ele e paga mico. Toda geração tem ou teve seu valor. Isto não significa que pessoa deva viver enclausurada, mas deva saber viver com o amadurecimento sem envelhecer a alma, ficar ranzinza, careta e atrasada, fora do mundo tecnológico por não "não ter mais idade", aí sim, eu sou contra não acompanhar as gerações.
    Mas tem certos casos que realmente é forçação de barra.
    Excelente texto Joycinha, nos leva a reflexão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cacete, meus dedos são psicopatas, eu não reviso o que escrevo e só depois vejo os erros. Foi mal.

      Excluir
    2. Chris, acredito que todo exagero acaba se tornando falta de bom senso(que aliás cabe em qualquer lugar, né!?)... na verdade, quando falo dessa questão da velhice, falo mais da vontade de viver, sem me ater a essas questões de "vestimentas". Apesar que mesmo em relação à isso, aprendi a não me importar muito. Antes eu via uma senhora com minivestidinhos e shortinhos e achava um horror... hoje eu simplesmente não me prendo nisso. Apesar de ainda achar estranho. É aquele lance de "cadum com seu cadum"...

      Eu gostei de ler seu ponto de vista! :) Isso enriquece o assunto!

      bjks

      Excluir
    3. Ps. Sobre seus dedos psicopatas, não se preocupe... os meus tbem são assim! hahahah

      Excluir
    4. Aqui onde moro está uma febre de pulserinhas coloridas, elas vem com vários escritos, tipo... paz, amor, Deus, felicidade, amizade...
      Aí meu filho me deu duas das que ele usa: Uma preta e uma vermelha (cores do nosso mengão) escritas DEUS É FIEL. Disse pra eu usar que iria me dar sorte nas provas que fiz no último domingo. E eu usei. Por ele.
      Mas confesso que fiquei morrendo de medo de parecer uma "tiazona" forçando ser adolescente kkkkkkkkkk... sério, fiquei mesmo. Quase sempre sou do tipo sensata, mas até que não me senti tão ridícula. E meu filho amou me dar sorte =)

      Excluir
    5. hahahahahahah... confesso que ri de seu comentário e sua preocupação, Val!!!!!

      bjinhoss

      Excluir
  6. Joicy,
    Quando eu tinha uns 14 anos e ouvia alguém dizer que tinha 40 eu achava que já haviam vivido demais e já estavam pra sucumbir à morte.Aos 16 casei com o homem da minha vida que tinha 33anos e já achava que quem tinha 40 anos não era tão velho assim... Aos 40 anos achei que eu ainda estava no auge da minha vida, e que tinha vivido muito pouco ainda. Sem muitas neuras estou vencendo a idade da loba, daqui a pouco estarei na casa dos 50 e vou achar que ainda tenho muito pra viver... Acho que na verdade a vida é muito curta mesmo aos 80 anos, 90 anos, 100 anos! Viver é bom demais e acredito que a idade cronológica é apenas um detalhe, o que importa é a idade mental. Nessa eu quero morrer jovem se possível aos 100 anos (ou mais kkkkkkkkk)
    minha filha reclama que a vida está passando muito rápido pra ela e que já nao acha muito velha uma pessoa de 60 anos. Pois é, tudo depende do nosso ponto de vista e da nossa idade.
    Beijokas doces e uma semana maravilhosa!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. MArlyzinha, lindona1 Vc colocou bem a situação, na ordem cronológica das ideias... acho que todos passamos por esse tipo de pensamento, né!?

      Que venham os muitos anos de vida para nós, pq eu tbem quero viver muiiiiiiiiiito! rs

      bjks

      Excluir
  7. Joicynha,

    Hoje aos 40 anos consigo entender o meu corpo e os meus sonhos. Sei que se usa o termo "a idade está na alma", mas penso que devemos ter flexibilidade para se conduzir no tempo, sem sermos jurássicos, mas sem sermos ridículos. Gosto de música pop e de clássica e vivo feliz nos meus quarenta. Sei que posso parecer complexa nos detalhes, mas não me acho velho, mas vivida. Todavia, não crio expectativa que posso dançar a noite inteira e ir ao trabalho pela manhã, pois o foco muda e os objetivos também, mas posso virar a noite no sábado e curtir a ressaca ao domingo Assim, penso que é só uma questão de entendimento de si mesmo e aí não percebo as diferenças de idades, mas de busca, pois o "slow down" vem e ajuda a ter na nossa preservação. Ah, gosto muito de rock, mas de balada.

    O texto é maravilhoso, bem escrito e cheio de vida. Assim como você que sempre nos permite ampliar os nossos horizontes no cotidiano.

    Força amanhã na jornada com as crianças! Cuidado no transito também!

    Beijos.

    Lu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luuu, acho que o melhor da maturidade é isso, vermos que tudo o que vivemos nos fez o que somos hoje, sem desespero!

      Acho que sobre as expectativas, entra a questão do bom senso. Querendo ou não, temos que nos adequar à realidade que o passar dos anos traz!

      Obrigaaaaaaaada!

      bjks

      Excluir
  8. Oi Joicy
    Acho que seu texto "casou" com o da Lú, vc sabe que ela faz quarenta hoje, e como ela disse acima, a idade está na alma. Eu só compreendi isso agora, depois que passei dos trinta. Quando eu tinha dezoito pensava igual a esse rapaz que vc citou. Tenho trinta e oito e não me troco por duas de dezenove, mesmo porque não vou encontrar ninguém que queira trocar (kkkkkkk). O importante é que sou feliz com o meu marido Marcos, e meus dois filhos maravilhosos!
    Bjão no coração. Uma ótima semana!

    http://ashistoriasdeumabipolar.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luzinha, de fato, a idade está dentro de nós.
      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk... eu ri tantão e altão de seu comentário!!!
      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Excluir
  9. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Inicialmente ficou parecendo que Ricky é a mesma pessoa que o teu marido, RICARDO.

    kkkkkkkkkkk Por isso que digo: Idade está na cabeça, e só!
    Minha avó tem 63 e eu digo pra ela que ela só é velha se ela se considerar velha. No mais, também conheço uns ranzinzas de 20 e poucos. ^^

    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahahahahahahahahah... mesmo lay??? Eita... gerou confusão??

      Ranzinzas de vinte e poucs é o que mais há!

      bjks

      Excluir
  10. Olha, eu com 25 anos tinha pavor de envelhecer, chegar aos trinta me deixava meio estranha, mas hoje vivo um dia de cada vez, aproveito tudo que a vida tem a me oferecer, e muitas vezes realizo coisas e sonhos que tinha aos 15, 16, não tenho vergonha também de gostar de coisas que as pessoas considerem ser para adolescentes ou de jovens.
    Claro, não banco a ridícula total né ...rsrsrs
    Mas tenho a alma jovem, o espírito livre e é pensando assim que não me deixo entrar em depressão qd ela começa a surgir.

    Outro dia me aconteceu um fato engraçado(tipo, me senti estranha, mas depois passou)
    Fui levar minha filha Pietra de 4 anos na escola, chegamos cedo. Me recostei num muro perto de uma moça de seus 20,23 anos de idade.Logo ela elogiou Pietra e olhou pra mim, me reparou muito, um olhar sem educação mesmo e perguntou:
    - Você trás sua netinha todo dia?
    Caralho(opssss), eu surtei, olhei bem pra ela e disse: Não, a minha mãe, que é avó dela não mora perto, então sou eu mesmo quem a trago.
    A moça ficou super sem graça, até hoje qd me v~e por lá passa longe.kkkkkkk
    Caramba, eu desde meus 16 anos tenho muitos fios de cabelos brancos e estou a 2 meses sem tingir, dando descanso de químicos que sempre dou.Mas me chamar de avó foi brabo, pq estou curtindo a maternidade ainda, vou ter tempo pra ser avó, e quando chegar essa época vou ostentar meus netos com muito orgulho, mas por enquanto non.

    Beijinhos Joicy.Adorei a postagem, achei tão eloquente. *.*

    Viviane

    http://vivianeblood.blogspot.com.br/2012/03/resenha-passagem.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Pô, que situação Viviiiiiiiii... ri demais!!

      bjks

      Excluir
  11. Joicynha,]
    tudo é tão relativo...
    e creio que a juventude ou velhice está na alma sim, e explico... você já deve ter visto 2 pessoas da mesma idade, mas uma mais ranzinza, impaciente, com menos planos e entusiasmo; e outra, mais risonha, mais fashion, até no corte de cabelo, etc... Porque acredito que as coisas vêm de dentro para fora, e até o corpo pode responder de forma mais "velha ou nova" que a própria idade real da pessoa.
    E quando a gente é adolescente ou bem jovem, acha mesmo todo mundo velho!

    E agora um desafio, que idade você acha que tenho?
    hahaha!
    Tô esperando....

    Beijãooo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cissa, com certeza!

      Ah, sua idade?? Uai... vendo suas fotos, penso que uns 35. Acertei??? É isso mesmo????

      Fala aíiiiiiiiii... rsrsrs

      bjks

      Excluir
  12. AIi Adorei teu blog! Desejo sorte na Promo lá do blog! Bom, eu tbm amo Rock do fundo do meu coração e sei que nunca vou deixar de gostar...mesmo que tenha uns 60 anos! Eu adorei o seu texto...leve e gostos de ler!
    Beijos!
    http://palomaviricio.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu, Paloma... eu tbem estarei curtindo meu bom rock/metal até os 99 anos de idade... hihihihih bjks

      Excluir
  13. Ola Joicy,
    Aqui em casa já refletimos sobre esse tema e falei para o povo o seguinte: essa questão tem várias facetas, a começar pela perspectiva de vida dos brasileiros que aumentou muito nas últimas décadas. Veja, no início do século XX essa perspectiva de vida era na casa dos cinquenta e poucos anos, logo alguém com 40 era velho. Hoje a média geral gira em torno dos 70 e tantos mas o mito dos quarenta continuou como uma espécie de tradição. E por ai vai.

    Sei que velho é um estado de espírito, eu com 37 sou mais velho do que muitos com o dobro da minha idade! Além disso, conheço muitos senhores e senhoras pra lá dos 80 com muita disposição, inteligência e vontade de viver! É o que pretendo conseguir, mas só o tempo responderá.

    Abraços Flávio,
    --> Blog Telinha Critica <--

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Flavinho, com certeza, vc tocou num ponto muito interessante ao falar sobre a questão histórica... mas, uma pena que ainda continuemos com o mesmo pensamento de antes, mesmo hoje sendo outra realidade...

      Ei, como assim vc é um velho em estado de espírito? rsrsrs... é meio ranzinzolino, é!? Fiquei curiosa... rs

      bjks

      Excluir
  14. Joicy, pois é acho que telepaticamente entramos em sintonia e meu estado de espírito lhe inspirou para escrever este post. Nos últimos dias eu tenho escutado o elenco do Chaves cantando no meu ouvido o tempo inteiro: "...e também velhos de apenas vinte e seis", pois é, é dramático! Acho que cheguei a um limite e com certeza mudanças precisarão acontecer, tentarei agarrar de qualquer jeito a juventude que foge de mim... Acredite ou não, nos eventos undergrounds que têm por aqui é sempre a mesma coisa, tem sempre alguém que chega e diz: "pois é né cara, na nossa época era diferente" (na verdade não era), mas de alguma forma ficamos presos ao passado à uma época que não voltará, por esta e por outras digo que estou me tornando um idoso antes da hora...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. J. Bruninho, eu ri muito quando li aquele recado em seu facebook, por isso compartilhei o link para vc ler essa postagem, foi uma espécie de "transmimento de pensassão"! hahahahah

      Penso que tudo isso seja algo do momento, amigo... tudo bem, tem algumas pessoas que são mesmo eternamente velhas, no entanto, há cooisas da vida que nos tornam assim, ranzinzas, sem vontade de fazer nada!

      Sobre o que vc disse, à respeito da galera "das antigas" que fica relembrando o passado e remoendo o presente, com falas como a que vc citou, temos aos montes por aqui... mas, ainda bem que marido e eu temos a cabeça bem mais aberta em relação a isso. Penso que tudo muda e não há como ficarmos limitados ao nosso tempo. Porém, sim, tem coisa atuais que me matam de raiva. Não sou nenhuma MAdre Teresa de Calcutá, pra abraçar todo mundo e ficar dizendo que tá tudo bem, mas não fico reclamando para os quatro ventos. Sinto saudades de algumas coisas? Sim. Tenho vontade de voltar no tempo e aproveitar mais? Tbem... sofro em alguns momentos, por saber que isso é impossível? Claro! Porém, tenho preferido caminhar sempre pra frente e me esforçado para isso. Sacomé, né? A gente sofre menos, quando faz assim. bjkssss

      Excluir
  15. puta merda, a velhice é uma merda. Oscar Wilde pensava muito nisso. Diz que a beleza da vida estava em ser jovem, depois era apenas a espera da morte. Principalmente pelas mulheres.

    Bah tenho muito medo em ficar velho. Acho que vou ficar beberrão, tarado e mal-humorado. Na real, boa parte dos velhos é assim. Hahá.

    Mas o outro lado é que dizem que a juventude é um estado de espírito e não tem nada haver com a idade.

    Enfim,

    Beijãoo

    ----
    Site Oficial: JimCarbonera.com
    Rascunhos: PalavraVadia.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jim, véio tarado só dá vexame e paga mico a toda hora.
      Aqui no Paraná a gente percebe que tá na hora de tirar o cavalo da chuva quando as meninas começam a te chamar de "tio"...

      Excluir
    2. Pô, Jim... sabe, eu nem tenho essa noia toda em relação a idade. Só tenho medo da morte, principalmente da morte prematura. Tenho o desejo de viver muitos anos ainda! hahahah Até os... sei lá, os 99 anos. Mas, confesso que tenho super medo e ser uma idosa dependente dos outros. Quero poder fazer todas as coisas que desejo, com disposição e sanidade mental.

      Eu ainda prefiro concordar com o outro lado qu vc citou... a velhice como um estado de espírito!

      Ahaahahhahaahahah... velho tarado? Ahhh, essa foi de me fazer rir altão, seu danado!

      O Carlos disse que véio tarado só paga mico. kkkkkk

      bjks

      Excluir
  16. Tenho ojeriza da velhice Joicy, não aceito que um dia vamos perder o nosso vigor físico e definharmos até a morte, mas é algo inexorável, não há dinheiro que possa reverter esse fato, vamos envelhecer e não há nada que podemos fazer contra isso. Fiz quarentinha em janeiro passado, mas acho que tenho 3 idades, a cronológica, que é 40 mesmo, a biológica, que é a do meu estado físico que dizem que pareço ter 30, e a mental, essa eu acho que tem 25, e esse estado de espírito jovial quero manter até ficar bem velhinho, pois amo a juventude e quero preservá-la, mesmo que no espírito até o fim de minha vida.

    Lindo texto teu, bem reflexivo, e desencana, essa mulekada é um bando de boboca, já fomos um dia, lembra? kkkkkk

    Forever young, i wanna be, forever young...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cheng, como eu disse ao Jim, acima, não tenho essa paranoia em relação a velhice... meu medo é de me tornar uma velha dependente dos outros. Desejo ser uma idosa totalmente independente e mentalmente sã. Morro de medo das doenças "de velhos"... é uma judiação!

      Vc será um coroa inteiro, Paulo... é um cara que tem hábitos saudáveis e que põe muito garoto no chinelo!

      Sobre essa meninada, é como eu disse lá em cima, todos já fomos assim. Faz parte, né!? rsrsrrsrs

      Abração

      Excluir
  17. Oi Joicy!
    Você lembrou desse comentário que fiz, hehehehe... ^^)
    Esse negócio de idade é, de fato, relativo, e vai da cabeça de cada um. Eu mais um bando de amigo meu e tenho certeza que muitos da minha idade, gostam de um monte de coisa considerada de criança. Há um tempo atrás eu me preocuparia com isso, mas hoje não tem nem aí com o que pensam ou vão dizer, gosto do que gosto e pronto.
    Vou contar um segredo, eu fiz o mesmo que o meu xará, seu marido. Eu usava óculos, também de pouco grau e foi me dito o mesmo que o Ricardo ouviu. Se eu usasse constantemente, talvez, lá pelos 30 ou 40 anos eu não precisasse mais. Já se eu não usasse, poderia aumentar os graus e nas referidas idades eu seria obrigado pelos meus próprios olhos a usar óculos. Eu até tava indo bem, pensei vai que se eu usar direitinho em um ou dois anos eu não precise mais, mas um dia meu óculos quebrou(e não foi o primeiro) e eu vi a oportunidade perfeita. Parei de usar, heheheheh. Por enquanto ainda estou enxergando.

    Você disse tudo nesse post. A verdadeira idade está na cabeça de cada um.
    Bjuss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ricky, já disseram que tenho memória de elefante... mas, ultimamente confesso que a danada anda me deixando na mão. Acho que é o estresse diário que tá fundindo tudo aqui! hahaahah

      Ah, lembro quando meu marido deu entrevista em um jornal local(saiu ele e meu filho, juntos), onde falava dos gostos que ele tinha, que eram "ditos" infantis e adolescentes, como por exemplo, desenhos animados e jogos. Enfim, cadum com seu cadum, né!? hahahah

      Vc tbem fez a mesma proeza que meu digníssimo? Olha só, o grande problema é que provavelmente quando vc tiver nos entas da vida, precisará usar óculos para o resto da vidinha. :/ hahahah... e, segundo dizem, é a época em que mais odeiam usar essas coisinhas. rsrsrs

      bjks

      Excluir
  18. Eu tenho 39 anos e ainda curto punk rock! Outro dia parei no estacionamento do mercado ouvindo Hey ho lets go! Dos Ramones e uma molecada que anda de skate ficou olhando, aí eu sai do carro com uma camisa do Ramones, aquela típoca que tem uma circunferencia com uma águia dentro e o nome da banda nas bordas. Quando eu passei pelos meninos um deles falou: - Som legal hein tio!

    Hein tio? - pensei eu - mas tá valendo, eu sei que sou mais moleque que muitos daqueles alí, afinal meu espírito é jovem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dezinho, vc estará com 99 anos, ao lado dos netos do samuquinha e ouvindo punk rock! Tenho certeeeeeeeeza! hahaah

      Isso é bom demais...

      bjks

      Excluir
  19. A velhice chega para quem se entrega......a velhice mental. O resto é experiência total. Viva a idade do maluco.

    ResponderExcluir
  20. Nossa, acho que a juventude é mais algo interno do que externo! Existem jovens de 80 e poucos anos, e existem velhos, de apenas 26 (888 musiquinha do chaves :p Beijão, www.spiderwebs.tk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sa... essa musiquinha do chaves é clássica! rs

      bjinhos

      Excluir
  21. Olá Joyce,

    Adoro ler o que você escreve. É muito natural e divertido.

    Vale citar aquela antiga frase não sei de quem : "Ser jovem não é ter dezoito anos; ser jovem é ter espírito jovem".

    Ter quarenta anos hoje é tecnicamente ser jovem. E nem ousem dizer o contrário (rsrsrsrs).

    Com relação à Marilene, ela foi a primeira classificada na segunda fase
    do Ostra. Você fica devendo o voto da final (rsrsrsrs).

    Beijão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vera, muito obrigada, querida! Sabe que gostei dessa antiga frase. Quero pensar sempre assim...

      hahahhahahah... eu não ousarei... jaamais! Logo estarei nesse barco! hahaha

      Ah, pode deixar, comparecerei à votação! Fiquei muito feliz por ela ter sido classificada. Eita, em primeiro lugar? Danada! rs

      bjks

      Excluir
  22. Joicy!!!
    Bato palmas para seu post1 Esses dias mesmo discuti com uma pessoa acerca do lance de idade...e nós mulheres parece que sofremos muito mais pressão com o passar dos anos. Não to falando aqui de aparência mas de pressão da familia acerca de namoro,casamento,filhos e etc..tipo a gente vive com o relógio e o calendario..tem que fazer isso até essa idade e por aí vai.
    Nossa, vc parece muito mais nova pelas fotos! E olha só teu marido chama Ricardo kkkk...realmente eu nunca tinha reparado que o nome dele nunca foi publicado. Espero um dia encontrar alguém que goste das mesmacoisas que eu, como vc encontrou.
    Ah e bota correria nessa nossa vida né? Essa semana meu blog ficou meio que abandonado por conta da falta de tempo. To aqui correndo feito louca pra responder aos comments. E atualizar também rs.
    Então mulher..viu a postagem do show? Minha mãe curte Morrissey sim!!! A gente se dá super bem ^^. Com meu pai também...ele tá louco que eu tenha um dia de folga pra ir com ele na 25 de Março kkkk.
    Eu lembro quando vc falou de Rammstein!!! Eu queria ter ido no show do Mifists ano passado na Virada cultural mas não tinha como...o que será que haverá na Virada esse ano? =p
    Quando você fez a postagem sobre seu amigo me veio á mente um amigo meu da época de rolê, o Sal. Tipo..a gente era unida pacas, se falava todo dia. Era aquilo: sair em ele não tinha gosto...mas infelizmente ele acabou tendo uma lavagem cerebral e indo pra igreja e abandonando tudo..desde então tenho trauma de igrejas evangélicas. Roubaram meu amigo u.u kkkkk.
    Esses dias conversei com minha amiga do Sul porque ela sonhou comigo..coicidentemente eu tinha pensado muito nela. Eu queria muito poder ver mais vezes alguns amigos e amigas especiais mas a vida da gente é tão complicada. Pior que tem gente que não entende que você pode ter amigos sem ter nenhum caso com eles.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tsunâmica, é por isso que adoro esses comentários. Cada um trazendo algo novo!Vc focou em outro lado que tbem deve ser muito bem lembrado. Digamos que as pessoas, principalmente as mulheres tenham uma espécie de reloginho e calendário na testa que diz: se vc não andar depressa, ficará obsoleta! Tipo, um prazo de validade definido para tudo isso o que vc postou, como casamento, filhos e afins. Muito bem colocado…

      Ah, pareço mais nova? eia… valeuuuu! rs

      Acho muito legal ver a cumplicidade que há entre vc e sua mãe. Sinto saudades da minha, que mora super longe daqui. Só a vejo nas férias. Sempre fui muito ligada à ela, sabe! Mas, em quesito gostos e manias, somos muito diferentes. Porém, ela me respeita muito e é a mãe mais linda e fofa do mundo. hahahahah … tá, eu sei, babei colorido! Caramba, seu pai quer ir à 25 de março!? Que engraçado… eu imagino a farra que seria. Ah, quando for em sampa de novo pretendo ir na Augusta e bairro liberdade(acertei?)…

      Poxa, seu amigo foi abduzido por uma igreja? Nem vou expressar muito minha opinião pois sou radical em relação a essas mudanças. Me irritam demais. Enfim, cada um com seu cada um, né!?

      Eu ri do seu "gente que não entende que vc pode ter amigos sem ter nenhum caso com eles"… lembra do meu amigo flavio, que morreu? Quando nos conhecemos queriam dar um jeito de namorarmos, mas foi em vão, pois falávamos que não rolava nada além de amizade. As pessoas acham que é impossível, mas nós sabemos que não é…


      bjks

      Excluir
  23. Joyce, a verdade é essa mesmo. Quando eu tinha 22, namorei um rapaz de 36 e desisti porque pensava que ele era velho (kkkkk). Eu é que não tinha maturidade e qualquer experiência de vida. Mudamos tanto que nem percebemos o significado da idade cronológica. Coincidentemente, acabei de postar um poema que nominei OUTONO DA VIDA. Os mais jovens pensam que, com o tempo, não temos mais o direito de sonhar, de ter ilusões, de viver.
    A final do PENA DE OURO começa hoje. Gostaria que conhecesse os trabalhos dos concorrentes. Se gostar do meu, vou agradecer o voto.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  24. Minha querida amiga!
    Hoje venho vestida de blogueira para pedir e desejar felicidade prá vc,prá mim,prá nossos amigos que fazem esse mundo acontecer,virar,mexer,remexer o mundo do bloguista...
    meu recadindo para seus típanos;vc é uma blogueira da qual tiro o chapéu por ser boa comentarista,com porte de boa amiga da qual aprendi a amar como aquela amiga que mora do outro lado da nossa rua,que temos o prazer de sentir sua energia.Continue assim,que continuarei te amando neste universo tão globolizado,ou melhor,tão nosso,kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    bjs meu docinho de côco!

    ResponderExcluir
  25. Ah Joicy, eu concordo com vc, idade é relativa mesmo.
    Tenho um avô que tem 92 anos de idade e ainda trabalha e dirige...Ainda na mesma família um tio tem 45 e tá "podre" porque não soube viver direito!
    Acho que a vida deveria ser medida pela idade do cerebro viu hehehehehe
    Seria uma bagunca né?!

    Adoro ler vc, bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Camilinha, sua linda, seu vozinho tem 92 anos? Que lindoooo!! Que muitos outros ainda venham para ele... eu sempre digo que desejo viver muito... tipo, não precisa ser até os 100, sendo até 99 já está de bom tamanho!

      hihihihi

      Obrigaaaaada, vc é uma querida...

      bjks

      Excluir
  26. Joicy, Querida amiga

    Adorei esta postagem.
    Sempre mudamos o que idealizamos. Ainda bem, não é? Quando eu tinha 18 não queria chegar aos 33, e é tudo bobagem. Cristo viveu até esta idade e fez o suficiente por nós. O curioso é que depois dos 33 nem mais importei em chegar aos entas.kkkkk.
    Me sinto uma eterna criança.
    Uma linda semana para você, seu marido e seu lindo filho.
    Beijussss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Elisa, querida,

      Ainda bem que nós mudamos a visão, com o passar dos anos, né!?

      Adorei!!! Muito obrigada...

      Bjks

      Excluir
  27. Eu ria da história do seu marido não ter nome e só agora você falar o nome dele. haahaha' Enfim, tens razão, eu me considero uma velhinha de 18 anos, até já escrevi sobre isso em meu blog, por ter comportamentos e pensamentos diferentes da maioria dos jovens de hoje. Eu tenho um exemplo em casa de que velhice está em nossas mentes, não em nosso físico ou idade. Minha avó se demonstra mais jovem que eu muitas vezes, ela tem 69 anos,mas tem mais pique do que uma adolescente de 18(tipo eu. rs).
    Quero chegar aos 40/50/60/70... Com uma alma igual a da minha avó, com uma alma jovem e uma paixão por viver eterna :}

    Beijos
    http://mon-autre.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jeniffer, pois é, meu marido era só MARIDO... hahahahahah... a velhice de fato está na cabeça, né? Acho que todos os adolescentes passam por um momento assim, concorda? Acho que os hormônios têm culpa nisso tudo, com certeza. Vc está quase entrando na fase adulta e com certeza a visão vai mudar com o passar dos anos. Sua avó sabe das coisas... espero estar assim, quando tiver a idade dela.

      Bjks

      Excluir
  28. Que texto legal! Gostei da história e do que voc~e falou. Quero chegar aos 40 cheia de vida e carregada de sabedoria. Não tenho medo da velhice. Acho que na verdade não existe "A velhice." O interessante é deixar viva a criança que existe dentro da gente! Beijos

    http://pollymomentos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Polly, acho que o melhor do passar dos anos são as experiências adquiridas. Obrigada...

      Bjks

      Excluir
  29. Acredito que o que conta é sentir-se ou não velho. Muito se fala de pessoas jovens como eu que gostam de coisas antigas como "tendo uma alma velha". Se isso significar que obtenho sabedoria através de meus gostos, então tudo bem, pois ainda me sinto jovem e espero permanecer assim por muito tempo.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leee, achei interessante seu ponto de vista, ligado a questão dos gostos.

      Que os anos venham e com eles as experiências.

      bjks

      Excluir
  30. Joicynha,
    hummm... errou a idade! hahaha!
    Adorei a brincadeira! Mas não vou contar não... hahaha! Aguardo novo palpite!
    Beijãooo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eita! Novo palpite?? Pô... mas, era a idade que vc apresenta, e isso já falei! Ah, vou chutar, entonce. hmmm... 40???

      Excluir
    2. Joicy,
      você é uma queridona e gentil, sabia?
      Mas é um pouquinho mais hahaha!
      Beijãooo

      Excluir
    3. hahaha!
      Joicy.... eu estava tomando um cafezinho agora... haha! Engasguei! hahah!
      Tenho 42 anos, nasci em 1969, dia 5 de maio faço 43, e quero presente! hahaha!
      Beijãooo

      Dica que dou para todo mundo para quem consegue: dormir de barriga para cima! hahaha!
      Beijãooo

      Excluir
    4. hahahahaahah... até que enfim eu acertei... eu iria ficar muito desolada se fosse mais. Não por ter algo contra que tem mais de 42 anos e sim pq jamais acreditaria nisso. Minha fia, fala onde compro essa água que vc bebe!? Aniversário de 5/5? Eita, está bem aí...

      Tô ferrada, pois só durmo de bruços! hahahahah

      bjks

      Excluir
    5. Joicynha,
      hahaha!
      Motor 4.2 peças originais de fábrica! ...
      Mas também achei que você tinha menos, conclusão:
      "a gente tá podendo!"
      E outra conclusão: insônia é bom! :)

      Beijos,
      câmbio e desligo _________

      Excluir
    6. Cissinha, querida...

      Vc está super podendo! É linda por dentro e por fora... e o 4.2 me deixou de boca aberta, visse?

      Fiquei até vermelha com seu elogio.

      hahahhahahahah... essa lógica da insônia foi ótima!

      bjks

      Excluir
  31. Apesar das estatísticas mostrarem a expectativa de vida do idoso, que está em torno de setenta e quatro anos, é comum os jovens acharem que ter quarenta anos é estar velho.
    Este pensamento eu conheci nos meados de 1970. Comecei o ginásio com vinte e quatro anos. Sempre fui a mais velha da classe. Os jovenzinhos da época achavam-me a mais séria e com muita responsabilidade.
    A culpa não fora deles. Se já me taxavam velha aos vinte e quatro, o problema é a proporção dos cálculos.
    Quando uma nova geração chegar aos vinte e cinco, os de trinta e cinco serão crucificados impiedosamente.
    A diferença fundamental estará no conhecimento de cada um. Em épocas diferentes.

    Cida

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cidíssima, muito obrigada pela visita. Gostei muito de seu comentário.

      Aliás, adorei seu relato. Nada como sentirmos na pele para termos idéia real das coisas, né? Tudo é questão de ponto de vista mesmo... muito interessante.

      beijinhos

      Excluir
  32. Oi Joicy!! Você é só alguns meses menos jovem que eu! rs...

    Sabe o que é engraçado? Entendo perfeitamente o seu marido. Quanto mais idade eu tenho, mais jovem eu me sinto!! como é isso? rs...

    Muito, muito estranho... Mas muito, muito legal!!! :)

    O importante é mesmo a gente aproveitar a vida!!!

    Ah!! Te indiquei pra responder um meme lá no blog, dá uma olhadinha depois!

    Beijo!

    Ju
    entrepalcoselivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahaahhahahhahahah... isso se dá pq vc acredita que a idade está na cabeça e não somente no corpo, Ju... claro, o corpo sente o peso dos anos, mas quem disse que não podemos continuar vivendo?

      Fui lá curtir o meme... salvei aqui e farei logo logo, prometo!

      bjks

      Excluir
  33. Joicy,

    eu não estou lembrado exatamente quem foi o autor, (Sêneca ou Platão, não vou recordar mesmo) porém é mais ou menos assim: "não se impressione com os cabelos brancos: pode ser apenas idade e ele não viveu".

    O que nos torna "velhos"? Biologicamente, sabemos, é inevitável; contudo há muito o velho modelo de "aposentadoria" - aquele senhor ou senhora sentadinho na frente da TV ou bajulando os netos - já vem mudando: hoje a chamada terceira idade viaja, navega pela internet, frequenta festas e salões de dança, enfim, fazem de tudo.

    Veja que estou falando da terceira idade. E quem tem 30, 40 anos? Ora, ainda está distante disso. Mas é curioso como as coisas mudam. Que tal Mick Jagger falando, nos anos 60, que não queria chegar aos 30 anos tocando "Satisfaction"? Tá aí, aos 70, berrando "I can´t get no satisfaction" - o mesmo Jagger que dizia "não confie em ninguém com mais de 30 anos". E Keith Richards também tá por aí. Aliás, para a molecadinha: desculpa aí, mas os sexagenários dos Stones, mesmo detonados com o excesso de álcool e drogas nos últimos 40 anos, continuam muito melhores do que as modinhas que aparecem por aí! ( tá, é coisa de fã, posso ter exagerado rsrs)

    O fato é que estar "velho" nesta faixa etária é uma coisa muito boa: a maturidade e a experiência...é, não dá pra comparar, mas vai eu ter essa cabeça aos 20 anos. rsrs Porém entendo que de lá pra cá muitas coisas moldaram este ser que está aqui hoje escrevendo sobre o tempo e a idade.

    Bjs, sua LINDA jovem! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa frase é forte, Jaiminho... quantos velhos que não viveram vemos por aí? Muitos, infelizmente... vc sempre me presenteia com belas palavras.

      Sim, não podemos lutar contra a biologia, mesmo que muitos tentem com todas as forças e com ajuda da "quimica"!!! hahaha

      O ponto de vista é um danado... uma mesma pessoa pode mudar o seu, só depende do contexto. Basta lermos o que vc escreveu sobre o Jagger. E não é assim mesmo? Todos passamos por momentos assim. hahahhahahhaahahahahah, podexá, eu darei um desconto para vc, sobre seu tom de fã, pois eu vivo pensando nisso, quando vejo meus "ídolos" até hoje fazendo e acontecendo. Aliás, eles dão uma "surra" grande em muito baby rocker e baby Metal que vemos por aí!

      A experiência adquirida é o que há de melhor nisso tudo. Temos que saber como aproveita-la. O que somos hoje não muda, mas o que seremos amanhã, com certeza.

      Bjkas, seu LINDO! :)

      Excluir
  34. Olá Joicy, gosto muito da maneira como você escreve. Bem casual e espontâneo. Achei legal o seu ponto de vista, mas sinceramente, não consigo ver o envelhecimento com tanta naturalidade.

    Escrevi uma poesia sobre o tema, se puder depois leia lá no meu blog.

    Grande abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hum... realmente o poema que vc escreveu tem tudo a ver com o post da Joicy, gostei bastante, Fábio.

      Excluir
    2. Realmente, Fabinho, seu poema dialoga com minha última postagem... bom, mas lhe digo uma coisa, mesmo eu ainda não tendo envelhecido tanto(ainda com 33 anos... rs... tô chegando lá!) tento receber a velhice como algo que simplesmente faz parte do processo. O jeito é tentar aproveitar cada momento. Sei lá, mas acho que é mais fácil se tentarmos não ser tão indiferentes. Porém, respeito o ponto de vista! :)

      bjoquinhas

      Excluir
  35. Boa tarde, parenta.
    Concordo contigo e com o resto do pessoal, não adianta querermos fingir a idade que não temos, o que devemos é sim aprender com ela, aliás, todas elas).
    Assim como o tempo é relativo, a idade também é.
    Nós mudamos um pouquinho a cada dia, e o que não podemos jamais fazer é menosprezar o nosso "eu" de ontem pois, sem ele, não estaríamos aqui agora.
    Abraço, Joicy.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, meu querido... acho qeu essas mudanças que acontecem a cada dia devem ser encaradas de maneira consciente, né!? Pena que nem todos tem essa visão. Tudo faz parte do processo e aprender com ele é mais inteligente do que menosprezarmos. Adorei seu ponto de vista..

      bjks

      Excluir
  36. Querida amiga

    Lembrei de uma frase
    do Rubem Alves,
    que dizia que os Deuses da vida,
    o levassem quando a chama
    da alegria da esperança
    não mais existisse.

    Desejo que a alegria
    faça folia em sua vida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aluisio, como sempre, adoro ler seus comentários... há uma linda poética neles. Rubem Alves é um queridão que adoro ler...

      bjks

      Excluir
  37. Olá Joyce,

    Tudo bem por aí?
    Vim ver se havia novidade. Vou aproveitar para lembrá-la do voto para a mana.
    Só vale votar até quinta, dia 22, à meia noite.
    TUDO BEM SE NÃO FOR POSSÍVEL, OK?

    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vera, mereço um super puxão de orelha... poxa, essa semana foi atribuladíssima. Eu trabalhei o dia todo e tive simpósio para participar de terça a quinta, à noite. :/ Fiquei triste... mil perdões!!!!

      bjks

      Excluir
  38. Gostei muito dessa forma que escreveu o texto.

    Idade, é uma coisa por vezes dificil de aceitar por algumas pessoas. Mas fazer o que ? Não podemos fugir e nem fingir que nada passou. O importante é aproveitar cada fase sempre procurando ser feliz da melhor maneira possivel, porque tudo passa.

    Que o outono que lhe traga muitas alegrias.
    Ótima semana pra ti!
    Beijos grandes!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi minha querida... Nào há mesmo o que fazer... o jeito é nos conformarmos e aproveitarmos da melhor maneira possível, né!?

      Muito obrigada... o mesmo desejo à vc!

      bjks

      Excluir
  39. Ahhh Joicy... quero eu chegar bem rapido aos 40... deve ser muito bom, olhar pra trás e ver tudo que já viveu e passou, superou, não tenho medo de ficar velha e nem escondo minha idade, tenho medo de perder a vontade de viver, como vc diz no texto, tenho medo de perder a vontade de lutar, guerrilhar... seguir em frente e tamo que tamo... me vejo com 40 anos, muito ativa, trabalhando fora, filhos crescidos e eu de boa com a vida, quem sabe nas férias viajar, conhecer lugares que sonho em conhecer e tudo mas.
    Amei o post!!
    Beijooos

    http://www.artesdosanjos.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Janeeeeee, eu compartilho de seus desejos, viu? rs

      Temos que saber receber de braços abertos a velhice, afinal, ela será uma visitante que não aceita ser negada. A não ser pela dona morte, aquela danada! E isso está fora de cogitação, em meus próximos 66 anos. hahahhaahahhahhaahahah

      bjkssss

      Excluir
  40. Haha, normalmente ouço o oposto. Galera dirige carro, mas só de pensar em pegar uma moto já se arrepiam. Para mim tanto faz, depois de um trágico acidente, só vou dirigir quando alguém me levar a força para uma autoescola rsrsrs.

    Sim, é sempre bom ter uma dupla cidadania. Posso ir tanto para Portugal, como para o Brasil sem ser expulso de nenhum lugar rsrs. Essas políticas com estrangeiros são tensas, afinal, turista é sempre bem vindo, mas um trabalhador estrangeiro não.

    Exato, pedir para não chorar ou de ficar triste é a pior cosia que se pode fazer, é impossível e é necessário esse processo, afinal, somos humanos e temos sentimentos, exceto os psicopatas rs.
    Poxa, nem sabia que o Samael vinha para o Brasil esse ano. Agora é que fui ver que vão tocar no Roça n Roll. Esse é um festival que quero ir, o do ano passado foi muito bom, e esse ano promete já com um nome como o Samael no cast.

    Particularmente nunca liguei muito para esse assunto de velhice (ainda rs), o que realmente me incomoda é até o oposto. Faço 21 anos em agosto e as pessoas geralmente acham que tenho uns 16,17. Na escola que fui apresentar um projeto da universidade, pensaram que eu fosse um aluno novo rsrs. Agora sempre vou com a camisa da universidade para evitar isso rs.
    Mas concordo com os que disseram que a velhice está na alma. Claro que biologicamente há todo o conceito de velhice ligado a idade, mas fatores psicológicos e socioculturais também são importantes. Não anseio viver até os 90, 100 anos, quero viver bastante, mas até quando eu consiga viver bem sem depender dos outros e sem ser um estrovo na vida de outras pessoas. Enquanto puder ser um tiozão ou vovozão curtindo meu sagrado heavy metal estarei feliz rsrs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahahahahhahah... pois é, acho que sou do contra. E olha que já sofri acidente de moto. Pense? Eu deveria ter super medo da danada de duas rodas, não? Mas, mesmo assim, ainda tenho medo mesmo é de carro. Vê se pode?

      Ei, vc sofreu acidente de carro? Que coisa... compreensível seu medo!

      Pois é, Samael estará no Marrecos, segundo informações que recebi. Eu já sabia da presença deles no Roça n roll! Vc vai? Que massa...

      Realmente, vi sua foto e vc tem cara de menininho... rsrsrs... de adolescente. Ah, mas veja isso pelo lado bom. Vc sempre será o garoto sem idade certa. rs... mas, brincadeiras à parte, penso que as mulheres são as que mais "sofrem" com essas questões da idade. É algo cultural e acredito que precise mudar. Pra que esse medo todo de serem "desmascaradas" em suas idades. Mulheres... nem tente compreende-las. É furada! hahahaahah

      Eu não desejo viver até os 100 anos, 99 já está bom pra mim, como disse na postagem recente lá do blog. hahahahahaha... mas, isso já é por outro assunto, o tal medo da morte que eu tenho e é tema do post.

      bjks

      Excluir
  41. Sou daquelas que não teme a velhice física - que para mim só vale depois dos 65 anos! A velhice de alma é a que realmente me incomoda... parar de tentar, de ter projetos, de sonhar...
    Idade não é sinônimo de "velhice"
    Esta visão limitada tmb me incomoda!

    ;D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. KArla, vc é sábia! Acho que o pior de tudo é desistir de continuar mesmo... a vida continua e é importante pensarmos assim sempre, né!?

      Super amei seu comentário...

      bjks

      Excluir
  42. Lindinha... volto amanha pra comentar ta?
    beijinho....te mndei um email...

    ResponderExcluir
  43. Oi Joicy!
    Lendo seu post eu fiquei aqui refletindo... Sim, eu sei que a velhice é algo muito relativo e que quando você está nos quarenta, cinquenta, não tem mais a mesma perspectiva de vida dos vinte porque o tempo e as experiências de vida vão mudar sua maneira de pensar, inevitavelmente. Mas eu, cá dos meus dezoito anos, confesso que MORRO DE MEDO de chegar nos vinte que estão logo ali, quanto mais nos quarenta! ahiauaiauahihaui
    O meu medo não é exatamente de ficar velha e não ter mais a mesma beleza de antes, porque a beleza (que já não é muita no meu caso, disfarça.) acaba e isto é um fato que nós temos que aceitar, por mais que doa. O negócio é que eu tenho medo de ficar mais velha e ficar tipo... chata.
    Quando eu era criança, via minha mãe nos seus quarenta anos e ela tinha rosto de vinte e jeito de vinte e hoje com cinquenta e seis eu a vejo com uns trinta e cinco no máximo. O_O' Eu já me vejo velha perto da minha mãe, porque ela tem uma disposição enorme pra tudo e não tem tanto medo das coisas quanto eu.
    E tudo isso vai da maneira como a pessoa encara a vida, porque o sofrimento pode te deixar amargo sim, mas isso só se você permitir. Tô tentando mudar um pouco a minha maneira de ver as coisas, mas tá difícil +_+

    Adorei seu post, Joicy *-*

    Beijocas,

    Ismália .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ismália, eu ri com seu comentário... me perdoa!? rsrsrs... mas, meu riso não foi de deboche, viu!? Foi, tipo, pq vc trouxe uma outra ótica da questão e achei super interessante. Medo de ficar uma velha ranzinza?

      Não se preocupe com isso... as preocupações aparecerão sempre. Provavelmente, outras. MAs, sempre estarão por aí, sondando vc. É assim, pronto! Mas, com o tempo as coisas vão mudando e o olhar tbem.

      Adorei seu relato... por isso que amo muito tudo isso aqui. O debate é enriquecedor!

      bjks

      Excluir
  44. Pois é Joicy. O corpo até pode envelhecer, isso é uma coisa que não dá pra evitar.
    Mas a alma só envelhece se nós permitirmos. Extistem dois tipos de velhice:
    a velhice da mente e a do corpo (em outras palavras, é o tempo de uso, hehe). Por isso que hoje em dia tem muito "jovem" por aí que parece mais velho do que uma pessoa de 60.
    E o contrário também. Pessoas com muitos anos já vividos que têm um espirito jovem.

    O "segredo" pra ser jovem você mesma já disse: é aproveitar os momentos da vida.

    Tenha um ótimo fim de semana e muuuito proveitoso.
    Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É nisso que acredito, Angelus, essa velhice da alma so acontece quando permitimos, como vc bem colocou.


      Vamos então aproveitar cada instante, né!?
      bjks e ótimo finde pra vc

      Excluir
  45. Querida Joyce....

    Ja cheguei nos enta faz algum tempinho..não muito tempo..rs


    e te digo... o corpo envelhece..a alma não...

    Um beijo..te enviei email...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mazinha, quero chegar aos enta com essa mesma alegria que vejo em vc... meus entas estão próóóóximos! rs

      bjinhos

      Excluir
  46. Eu tenho um amigo que aos 38 se sente um velho eu costumo dizer a ele que ninguém é velho aos 40 o que se dirá aos 38, mas ninguém me escuta mesmo e ele menos ainda rsrs... De toda forma envelhecer é natural, a Bíblia diz que um discursa a outro dia e uma noite revela conhecimento a outra noite, ou seja, quanto mais vivemos podemos mais aprender, nos tornar melhor naquilo que fazemos a aprender a aproveitar mais os nossos pequenos e grandes prazeres.

    Adorei sua reflexão, ainda estou nos meus 25 e sem medo caminho apenas para frente!!!

    Cheros...

    emquantos.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pandora, qeurida... que bom ver vc por aqui! Adorei...

      Acredito no aprendizado constante... faz parte do processo. Ainda bem, né!? Já imaginou se chegássemos em uma etapa da vida e falássemos, já sei tudo. Não preciso de mais nada. Seria péssimo e muito triste.

      Vamos caminhando sempre em frente... Adorei seu relato!

      bjks

      Excluir
  47. Joicy também tenho amigos com 20 e poucos anos que se sentem velhos!
    Eu sou preguiçosa, mas tento sempre aproveitar tudo que posso! rs

    Só o Ricky mesmo né!!! kkkkkkkkk
    Eu já sabia o nome do maridão por causa do face... hehe
    Mas convenhamos que por aqui, você sempre se refere à ele como "marido"! hehe

    Acho que a velhice depende mesmo é da gente. Conheço um monte de "tiozinhos" que fazem parte de moto clube e que não se sentem nem um pouquinho velhos, e tem a vida provavelmente mais agitada do que a minha! kkkkk

    BjO
    http://www.the-sook.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Blake, o Ricky me traz cada uma... ahaahhhahhaha...

      Obrigada por vir aqui, queridona...

      O jeito é a gente aproveitar mesmo... pois, a vida passa rápido!

      bjks

      Excluir
  48. Adorei! Me lembrei da minha avozinha, uma senhorinha bacana de 89 anos, uma vez ela me disse, que só era velha por fora, que por dentro se sentia "novinha em folha"! E eu acho que é bem isso mesmo, o importante é a mente, como vc disse, quanta gente nova tem mente velha e vice-versa. Acho que a filolsofia do "Carpe Diem" é o ideal, mas como vc disse, em algumas coisas, aproveite com moderação!!!rs. Bjos!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com sua avó, Carolzinha!!!! Quero ser como ela, quando crescer! rs

      bjks

      Excluir

Olá! Faça seu comentário!

Mas, NÃO DEIXE DE LER A POSTAGEM! ;)

Sinta-se a vontade!!! Sacomé, né!? Se você leu e chegou até aqui, não custa nada comentar... :)