1 de abr de 2012

O carteiro, o poeta e a amizade!

Meus queridos e queridas, quero agradecer a todos que visitaram o blog do Sandro, RIMAS DO PRETO, e conferiram a entrevista que ele fez comigo. Adorei todos os comentários! Quem ainda não leu, pode conferir AQUI.       

Então agora vamos ao breve post de hoje. Neste final de semana assisti pela enésima vez o filme "O carteiro e o poeta". Então, resolvi compartilhar e indicar para os que ainda não viram e/ou para os que já assistiram e desejam se deliciar novamente com esse belo filme.

O carteiro e o poeta conta a história do simplório Mário(Massimo Troisi), que vive em uma ilha, na itália. Ele é filho de pescador(ofício exercido pela maioria dos homens de seu vilarejo) que por desejar fugir de seu "carma" de se tornar também pescador, acaba por trabalhar no correio, onde exerce a função de entregar cartas, exclusivamente, ao exilado(por razões políticas) poeta Pablo Neruda(Philippe Noiret). Dessas visitas nasce uma bela amizade e Mário acaba recorrendo ao poeta para que o ajude a conquistar a bela Beatrice.

Esse filme é uma poesia em forma de película. Simplesmente lindo... cada vez que assisto me encanto mais e mais pela simplicidade de Mário e a sensibilidade de Neruda. Por meio das palavras os dois se tornam imensamente ligados.

Um dos diálogos que mais gosto é quando Mário diz à Pablo que A poesia não é de quem a escreve. Mas de quem precisa dela.

Enfim, o poeta do amor, num filme que fala não só de amor, mas, principalmente de amizade!

Se você não assistiu, então fica a dica. 



Beijinhos...

Câmbio, desligo!

81 comentários:

  1. Nooossa, deve ser lindo demais esse filme!

    ResponderExcluir
  2. Tu alegrou meu domingo. *.*
    Faz muitos anos que assisti esse filme, que por sinal amei. Passando da hora de ser assistido outra vez, providenciarei isso logo ...rs
    Nada melhor para explicar a ligação dos dois, poeta e carteiro do que a simplicidade e a sensibilidade que vc mencionou acima Joicy, pois somente uma pessoa simples contém dentro de si a profundidade de alma para entender um poeta como Neruda.
    Beijinhos, postagem feliz essa . \o

    Vivi

    Razão e Resenhas

    http://vivianeblood.blogspot.com/2012/04/resenha-promo-como-num-contos-de-fadas.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vivi, que legal saber que vc gostou! É um filme que de fato vale a pena rever inúmeras vezes! Obrigada, querida!!!

      bjks

      Excluir
  3. É um dos meus filmes favoritos, me emociono só de lembrar dele, da simplicidade cativante dos personagens, do amor de Mário pela sua amada e da amizade de Neruda pelo carteiro... Não sei se você sabia, mas o ator Massimo Troisi morreu dias depois do términa das gravações, sua morte já era anunciada e ele já sabia que tina pouco tempo de vida... lembro que nos extras do DVD mostrava que algumas cenos do filme chegaram a ser mudadas porque a capacidade física dele estava ficando bem limitada...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. J. Bruno, eu não sabia desse fato, até pouco tempo atrás! Quando li a respeito me bateu uma tristeza... do tipo, como ele conseguiu nos transmitir tanta emoção mesmo estando tão debilitado? Muito triste...

      Comprei o DVD e me encantei... já vi e revi "n" vezes! Não me canso... Assim como vc, ele tbem é um dos meus favoritos!

      bjks

      Excluir
  4. Oi Joicy (minha madrinha)
    Eu não assisti, mas já ouvi falar desse filme, vou tentar achar prá assistir. Fico por aqui hoje, não estou muito legal esse final de semana.
    Bjão e uma ótima semana querida.

    http://ashistoriasdeumabipolar.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luzinha, assista se tiver oportunidade! Ahh, desejo melhoras pra vc, viu? Lembre-se que o dia seguinte poderá ser sempre melhor! :) bjks

      Excluir
    2. Bom dia madrinha
      Estou bem melhor, obrigada. Já vi que temos o gosto bem parecido para filme, então vou procurar ver esse aí. Ontem assisti A pele que habito, e me lembrei de vc, não comentei nada com o Marcos, ele adorou o filme, geralmente ele consegue adivinhar o final, mas dessa vez ele não consegui. Eu fiquei, perplexa, o filme é arrebatador, como vc disse, ou algo parecido na época, impactador, faz tempo que eu não vejo nada igual. Sem falar no Banderas, que é uma gato (kkkkkk). Valeu pela dica! Bjão e uma ótima semana.
      http://ashistoriasdeumabipolar.blogspot.com.br/

      Excluir
    3. Que legall... achei mais legal ainda vc dizer que assistiu com o maridão e ele gostou. Geralmente eles assistem com determinado preconceito(digo, no geral!), principalmente pq muitos classificam Almodovar como um diretor de filmes para mulheres. Ledo engano, pois ao meu ver é um diretor para todos apreciarem! :) O Ricardo está curioso pra assistir tbem, pois discuti sobre o filme dia desses e ele ficou impressionado com minha análise. Ah, o final é surpreendente. Eu fiquei abismada e tbem fui pega de surpresa!!!! Sim, o Banderas tá tudão de bão nesse filme, como sempre! haahhaahahhahah... sobre o carteiro e o poeta, eu acho que vc vai amar! É linnnnnndo! A história belíssima...

      bjks

      Excluir
  5. Quando assisti esse filme, a uns cinco anos atrás fiquei fascinado pela poesia, pelo encanto que o diretor passa, e pela autenticidade do roteiro original adaptado do livro. Destaco aqui, uma passagem onde a sogra fica a repetir “o pássaro comeu e foi embora“. Que Neruda aproveitou-se do genro enquanto lhe foi útil. Então, Mário lhe diz que se alguém fora útil ao outro, esse alguém fora Neruda a ele. Ele sim aproveitara aquela convivência. Aprendera muito de si mesmo com o poeta.
    Claro que para ambos, carteiro e poeta, nessa convivência,uma troca saudável, prazeirosa e que preencheu a vida deles naquele período.

    Ainda tenho ele (dvd pirata, não diz para ninguém) e assisto de vez em quando. Quanto a outra postagem passei lá também, mas acho que ainda não moderaram meu comentário. Comentei de novo.Beijocas colaboradora de blogosfera !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa parte que vc citou é bela, Victorzinho... Acho que o belo desse filme é ver o quando um é agradecido pela existência do outro, nem que tenha sido por um breve momento, porém que deixou marcas para sempre. De certa forma, Neruda mexeu com a vida de mário para sempre! Muito lindooooo... muito lindo mesmo!

      Ah, eu tenho DVD original. Fiz questão de comprar para minha humilde DVDteca.
      Ah, eu vi seu comentário lá... é que quando vc entra no blog dele tem a opção de ver os comentários mais antigos. :)

      bjks

      Excluir
  6. Esse post para mim foi uma sessão nostalgia hahaha
    Há anos que vi esse filme, no ensino fundamental! Simplesmente adoro esse filme! E eu nem lembrava, fui lendo seu post e lembrando da história hehehe
    Também recomendo a todos, é fascinante XD
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mateus, realmente uma sessão nostalgia, né!? Fascinante é uma boa palavra para definir esse filme...

      bjks :)

      Excluir
  7. Joycita

    Eu ainda não vi mas deve ser lindo o filme, tipo pelo q vc postou, na fuga ddele de ser igual ao resto q o cerca ele encontrou algo precioso na vida, tenho q dar um jeito de assistir urgente.

    Bjão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leo, se puder, assista! é um filme muito belo! Vc vai gostar!!!!

      Excluir
  8. Boa noite...e que bons tempos do carteiro, quando ficavamos a espera de uma carta, amigo, namorado ou familia. Como era bom! O carteiro era o protagonista, a carta, mero instrumento de trabalho mas que encantava a quem recebia...Bons tempos! Vou assistir, sei que vou amar...Bjinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Simone, eu adorava escrever cartas. Tive uma amiga que hoje faz parte de meu facebook, escrevíamos uma para a outra todos os meses, quando ela mudou-se da cidade onde morávamos. Bons tempos!!!

      bjks

      Excluir
  9. Esse filme é encanto, sensibilidade e pureza. Eu amei assistir, e ter o personagem Neruda é fantástico e trás ensinamentos diversos, pois pra mim é um dos melhores que há.
    Obrigada pela dica, vou procurar nos meus dvds se acho ele pra assistir no feriado, já que nao vou viajar. Já fui no blog Rimas do Preto, e gostei muito e comentei.
    Beijokas doces e uma semana maravilhosa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente lindo, Marlyzinha!! Amo esse filme e está entre meus favoritos!
      Ahhh, vou lá conferir seu coment no blog do sandro!

      bjks

      Excluir
  10. Puxa Joicy, você sabe que ainda não vi esse filme? Parece incrível né? Mas a sua publicação me deixou com grande vontade de ver um filme que já é um clássico.

    Abraços, Flávio.
    --> Blog Telinha Critica <--

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. VEja, Flavinho... sei que vc irá gostar muito!!!!

      Abração

      Excluir
    2. Vou ver sim, já até anotei aqui no caderninho de sugestões. Você sabe quanto tempo de duração tem o filme? Depois explico o porque da minha pergunta.

      Abraços Flávio.
      --> Blog Telinha Critica <--

      Excluir
    3. Flavinho, o filme tem duração de 108 minutos. Agora fiquei curiosa sobre o pq da pergunta! rs... abraçãããão

      Excluir
    4. É porque adoro filmes mas desde quando vi Titanic fiquei com trauma... :( é muito longo, minha bunda saiu quadrada, hahahha....

      Abraços Flávio.
      --> Blog Telinha Crítica <--

      Excluir
    5. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk... Flavinho, vc é mesmo uma figuraça! Pode ficar tranquilo que esse aí é curtinho!

      Abração

      Excluir
  11. Acredita que ainda não vi esse filme, parenta?
    Pois é, acontece nas melhores famílias.
    Mas acho que vou gostar de ver, já que ando meio de saco cheio com os filmes superficiais de hoje em dia.
    E poesia é sempre bem vinda pra acalmar a mente e tirar o pó dos neurônios.
    Abraço, Joicy.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Homi de deus, vc tem que assistir! Filme belíssimo e longe desses "lugares comuns" que estamos acostumados a ver por aí!

      bjkssssss

      Excluir
  12. Joicy não li tua entrevista. Irei lá depois. Esse filme já me havia sido indicado. Deve ser muito bom! Beijo querida!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Confira lá! :)

      Ah, esse filme é demais... assista, se tiver oportunidade!

      bjks

      Excluir
  13. Eu assinti cinco vezes, e cada uma das cinco, foi como se fosse a primeira. Tenho mania de anotações em caderninho ( será coisa da idade?) Anotei na época, tudo aquilo que me emocionava e inspirava...Perdi o caderninho...Vou assistir pela sexta vez a esse filme, de caderninho novo! rss Obrigada, amiga, pela lembrança desse filme / poesia!!

    Feliz semana !

    Beijos da Lu...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, então assista e anote... vale muito a pena! bjksss

      Excluir
  14. Tá chegando mesmo, uma pena perder o MOA. Mas eu senti falta de uma banda de grande porte no festival, dessas que lotam estádios tipo AC/DC e Iron Maiden. Pois até mesmo os headliners são de um porte médio. Mesmo se eu fosse não faria diferença para mim, pois tem muitas bandas que gosto que irão tocar no festival, mas com uma banda de grande porte é público garantido.
    Mas vou ao Blind em Sampa sim, só em casos de tragédia isso não irá acontecer rs. Inclusive, acabei de voltar do show do Roger Waters no Morumbi, estádio completamente lotado hehe. Essa certamente foi a apresentação que aguardei com maior ansiedade em minha vida, parecia até que nunca tinha ido a um show antes rsrs.

    Pois não tem muito que dizer realmente. E mesmo já estando de certo modo “calejado” e familiarizado com essa situação, perder a namorada aos 18 anos, quando seus sentimentos estão à tona é complicado, mesmo assim é sempre um processo difícil e necessário o luto. Bom, acho que o facto de sempre querermos mais é algo bom, se ficássemos acomodados e satisfeitos, sem necessidade de buscar melhorias, quais seriam os motivos para continuar vivendo?

    Nossa, estava vendo aquele meme da outra postagem, deve dar um trabalho danado para responder rsrs. E gostei da entrevista, as perguntas foram interessantes e as respostas muito bem elaboradas.
    Vi esse filme quando estava no ensino médio por recomendação de um professor, é realmente muito bom e ar poético é demais. No fim ainda me peguei refletindo na figura do carteiro de antigamente que meus avôs portugueses muitas vezes romantizavam contando suas nostálgicas histórias haha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Manfio, pois é... tá chegando e eu não vou! Que tristeza... por um lado, foi necessário. Estou economizando. Marido e eu estamos com alguns planos, então teremos que economizar mais. ahhahhah Porém, irei ao Brujeria. Já que não tem moa, ne!? ahhahaha De fato, tá faltando mesmo, algo maior!

      Que o show do Blind seja tudibão, visse? Tenho certeza que será! Eita... Roger Waters? que massa!!!! É tudo de bom quando vamos em shows que desejamos muito... ai, eu que o diga!

      Querermos algo mais nos impulsiona sempre pra frente... é uma forma de querermos crescer. Isso é bom mesmo... MAs, tem gente que morre em vida, fato!
      O meme dá mesmo trabalho! ahhahahaha... mas, gostei de participar! Sobre a entrevista, achei legal ser entrevistada. Mas, realmente, mesmo que não pareça, é um tanto complicado falarmos de nós mesmos. Há sempre as pessoas que não compreendem muito o que desejávamos falar. No entanto, a receptividade da entrevista foi muito legal!

      O carteiro e o poeta é um de meus filmes preferidos. Eu ainda peguei uma época em que mandávamos cartas. Correspondi por muitos anos com amigos meus que moravam longe. É uma experiencia que sinto saudades.

      bjks

      Excluir
  15. Joicynha,
    "Il Postino", filme maravilhoso!
    Que é uma verdadeira poesia, por si só.
    Mais um da leva de filmes italianos na linha de Cine Paradiso, Mediterrâneo... enfim. Um clássico!
    E em pensar que o Massimo Troisi já estava bem adoentado quando contracenou...

    Lindo post! Colocado de forma objetiva e com atitude.

    Beijinhos e ótima semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cissinha, é uma verdadeira poesia mesmo! Cine Paradiso é beloooo tbem. Tenho os dois filmes...

      De fato, triste e forte pensar que Troisi estva adoentado nessa época. Fico imaginando como deve ter sido difícil.

      Obrigada, queridona!!

      bjks

      Excluir
  16. Será que foi publicado o comentário? Não deu a mensagem da moderação... qualquer coisa, me avisa. Beijoss

    ResponderExcluir
  17. Olá Jó tudo bem?
    Menina eu fiquei com raiva na época que esse filme ganhou o oscar de melhor filme estrangeiro. Eu assisti O Quatrilho que concorreu com ele e achei O Quatrilho o melhor filme nacional que eu já havia assistido e não tinha dúvidas que merecia o Oscar, então eu peguei tanta raiva desse O Crateiro e o poeta que nunca assisti, hahahahahahahahahahaahahahahahahhaha.

    Vou pensar agora, já que foi você que indicou!

    Um beijão e tenha uma linda semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahhh Dezinho, eu entendo sua raiva, mas eles mereceram! Deixe esse preconceito de lado e assista... hahahahahah... vc vai gostar, tenho certeza!!! Um filme lindoooooo! bjks

      Excluir
  18. oiee
    esse filme eh realmente lindo, me deu vontade de assistir novamente.... vou aproveitar pra ver no feriado quarta feira, q eh aniversario de minha cidade heehhe
    bjosss boa semana pra vc viu.
    PS: vou ler sua entrevista agora mesmo hehe

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paulenha, é o tipo de filme que eu vejo e revejo mas não me canso!!! Adooooooro!!!!

      Obrigada... :)

      bjks

      Excluir
  19. Olá Joicy!
    Poxa, esse filme parece mesmo interessante. "A poesia não é de quem a escreve. Mas de quem precisa dela." Eu nunca pensei dessa forma. Sabe, eu costumo escrever bastante poemas. Geralmente relatando o que sinto no momento, mas confesso que quando as pessoas leem, é bom saber que não sou a única com aquele sentimento. Vou procurar ver esse filme. Fiquei pensando... Quem sabe as palavras de minha poesia também não tenham o poder de me ligar a quem amo ^^.
    Gostei muito.
    Abraços
    http://suinguken.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kamila, esse diálogo mexeu muito comigo principalmente pq sempre bati na tecla em relação ao sentido de posse(um dos motivos da conversa entre os dois personagens). Veja o filme... acho que vai gostar!
      bjks

      Excluir
  20. Oi Joicy!
    Realmente, esse filme é muito bom mesmo. A primeira vez que assisti foi an escola, quando eu era menor e confesso que não me empolguei muito, mas um tempo depois o revi e aí com mais entendimento pude ver a beleza da película. A história é simplesmente maravilhosa.

    Bjuss

    ResponderExcluir
  21. sse filme nao conheço, mas irei busca-lo já que vc recomendou... bjos

    ResponderExcluir
  22. Não assisti ao filme, mas lembro vagamente de ter ouvido falar nele na época em que concorreu ao Oscar junto com o Quatrilho, mas seu enredo parece interessante, um filme romântico, recheado de uma trama poética, bem ao estilo do que minha esposa gosta, vou ver se consigo assisti-lo pela internet, como vc o assistiu?

    Gostei bastante de tua entrevista lá no Sandro, e se prepara que por esses dias te mando mais uma, e ai, vai encarar?

    Abração pra ti.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sobre o filme O carteiro e o poeta, eu comprei o DVD há alguns anos. Mas, posso ver se consigo o link para vc baixar. Se encontrar, postarei em seu blog, ok? Acho que sua esposa irá amar, e vc tbem!!!

      Sobre a entrevista, eu SUPER aceito! Pode contar comigo... hehehe

      Abração!!!!

      Excluir
  23. Joicy :)
    Como vai?
    Esse filme eu não conhecia :O
    Mas valeu a indicação >.<

    Fico muito grato pela oportunidade de ter te entrevistado :)
    E a galera gostou ein?rsrs

    Beijos e tenha uma excelente semana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi demais a entrevista. É, acho que a galera gostou! rs

      bjkssss

      Excluir
  24. Joicy, lembro-me de um professor de literatura comentar entusiasmado sobre este filme... Desde então fiquei com o nome gravado na memória, mas ainda não consegui assisti-lo. Pretendo corrigir esta falha em breve :)
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lê, se tiver a oportunidade, veja mesmo! Vc vai gostar... há uma sensibilidade contida nele que é de deixar-nos encantados!

      bjks

      Excluir
  25. Oi Joicynha!!!

    Adorei a dica viu?
    Com toda a certeza vou dar aquela jeitinho para poder assisti-lo! Tenho a impressão que há muito tempo atrás eu já li livro, mas não mergulhei muito na história... Acho que época era meio bobinha para a profundidade do texto.
    Enfim, amei a dica! Obrigada! Beijos*

    http://luahmelo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  26. Nunca assisti o filme, mas ele realmente parece ser de uma doçura de matar diabético.
    A frase realmente é muito boa, além de tornar a posse da poesia dinâmica. Ela é de todos que precisam dela, portanto, não é de ninguém para sempre.
    Vou atrás do filme.
    Beijogro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OBrigada pelo comentário aqui no Umas e outras... gostei da sua visão sobre a frase que postei. De fato, dessa forma a posse da poesia se torna mesmo dinâmica. Passarei lá em seu blog... :)

      bjks

      Excluir
  27. Olá!Boa noite!
    Puxa vida!Logo eu que tenho mais contato com poesia, no nosso grupo,não assisti este filme!
    Vou procurar agora mesmo, e assistir!Nossa! Neruda!
    Okei!Valeu pela dica!
    Boa terça!
    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Felisberto, nem acreditei quando li que vc não assistiu esse filme! PReciiiiiiiiiiiiisa ver! hahahaahah

      Acho que vc vai amar!!

      bjks

      Excluir
  28. Bela dica, nunca ouvi falar do filme mais achei o post bem interessante ! Beijão, www.spiderwebs.tk

    ResponderExcluir
  29. Eu que amo cinema, ainda não conhecia a esse filme e pela sua analise o filme deve ser realmente lindo, valeu pela dica, adoro poesia e se o filme tem poesia então já valera a pena eu ver.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Super indico! Todos que curtem cinema deveriam assistir!!

      bjks

      Excluir
  30. Oi Joycinha,

    Saudades de você! Tudo bem? Esse filme não é só um filme, mas uma dádiva da vida. Acho que a atitude dos personagens me permitiram ver a questão da busca exagerada e o que realmente é importante para ser feliz. Adorei o seu texto e as lembranças que me permitiram.

    Beijos e boa terça com os meninos.

    Lu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luluzinha, tbem tô com saudades... tenho encontrado pouco tempo para blogar! haha... ainda bem que temos o feriadão, né!? Adorei seu comentário sobre o filme. A felicidade é encontrada bem ali e muitas vezes não vemos. O filme mostra bem isso...

      bjks

      Excluir
  31. Queridos e queridas, mais tarde voltarei para terminar de responder os comentários... adorei!! bjks

    ResponderExcluir
  32. não conhecia mas o pouco que partilhas, o vídeo e o resumo que fazes, deixam em registo uma ida ao cinema. parece muito interessante.




    a...té

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um filme que merece ser visto por vc. Tenho certeza que irá gostar, ponto! Certeeeeza... sinto poesia em vc. Ele é uma poesia em forma de película. Sua cara!

      bjks

      Excluir
  33. Joicy,

    Lembrei que esse filme permitiu que eu tomasse uma decisão, que foi muito importante para mim. Lembrei agora, acho que estou assistindo muito Unforgettable. risos.

    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eita... O carteiro e o poeta fazendo acontecer! rs

      bjks queridona!

      Excluir
  34. Olá Joicy,

    Tudo bem?

    Fui no Blog do Sandro ler sua entrevista e adorei conhecê-la um pouco mais. Deixei lá o meu comentário.

    Ainda não vi o filme, mas já ouvi falar dele. Depois de seu comentário e recomendação, com certeza irei assisti-lo.

    Beijão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adorei seu comentário lá, Verinha! Muito obrigada...

      Ah, vc vai amar esse filme, tenho certeza!

      bjks

      Excluir
  35. Oi, Joicy!
    Valeu a dica! Vou assistir ainda hoje que já to curtindo o feriadim.
    Depois volto para comentar minha opinião sobre o filme.

    Abraço,

    http://bcmaoli.blogspot.com.br/2012/04/paprica-i-ela-nao-sabia-dizer-nao-1.html?showComment=1333534235978#c8555040662245935282

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tomara que vc curta mesmo... ficarei aguardando suas impressões sobre o filme!

      bjks

      Excluir
  36. Olá Joicy!
    Não conhecia o filme, mais vou assisti com certeza! Gostei muito da dica...
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que vc goste tanto quanto eu! rs... bjks

      Excluir
  37. Ainda não assisti a este filme, porém, da maneira que você conta parece ser muito bom. Vou procurá-lo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Chris, se vc gosta de filmes alternativos, que fogem dessa mesmice que temos por aí, indico que assista! É muito bom!!!!

      Excluir
  38. Me parece bastante interessante. Vou conferir!

    ResponderExcluir
  39. Fiquei com muita vontade de ver Joicy! Mais um na minha listinha! Bjos linda!

    ResponderExcluir
  40. Esse filme é realmente sensacional, poesia em forma de película como você descreveu.

    ResponderExcluir

Olá! Faça seu comentário!

Mas, NÃO DEIXE DE LER A POSTAGEM! ;)

Sinta-se a vontade!!! Sacomé, né!? Se você leu e chegou até aqui, não custa nada comentar... :)