4 de fev de 2012

Parangolés, desabafos e afins... parte 2!

Olá, queridos e queridas. Tudo bem?

Uma professora Maluquinha, Ziraldo.
Sei que ando bastante sumida. Mas, sacomé, né!? Ainda estou me adaptando à vidinha de pobre mortal que trabalha o dia inteiro. Como a maioria já sabe, sou professora. Ano passado optei por lecionar somente pela manhã. Me permiti esse luxo, durante um ano. Foi então que voltei ao árduo trabalho de dar aulas durante o dia todo, agora que sou duplamente concursada(lembrei do marido, adaptando a conhecidíssima fala da mãe do Chris(Everybody Hates Chris): "Não preciso disso, minha mulher têm dois empregos"). Essa trabalheira em período integral será definitiva... a não ser que eu peça exoneração de um dos cargos, ou então peça afastamento por interesses particulares(por um período). Mas, como nenhuma dessas opções está entre minhas escolhas, o jeito será me acostumar com a rotina pancada de trabalhar tantãozão, como a maioria das pessoas.

Euzinha, nessa semana...
Sei que muitos podem até dizer, "mas que exagero! Tantas pessoas trabalham o dia todo e nunca morreram. Que menina molenga!". A questão é a seguinte, não estou reclamando do trabalho em período integral(até mesmo porque sempre ralei que nem uma condenada, o dia inteiro). Contudo, em toda minha vidinha, meus empregos foram perto de casa. Mesmo quando eu dava aula em duas escolas, eram sempre próximas(a mais recente, que leciono pela manhã há quatro anos, fica há 10 minutos de minha casa... indo de moto). 
 
"IgualinhaQuiném" a minha
Porém, dessa vez, quando tomei posse do segundo concurso, me disseram que nããããããããooo havia vaga em nenhuma região próxima de onde moro, sendo assim, me enviaram para o outro lado da cidade. Eu resido na região sudeste e me mandaram para noroeste de Goiânia. Portanto, saio da "primeira escola", no final da manhã, pego minha motoca e vou correndinho para casa. Almoço o mais rápido que posso, pego de novo a moto(sem dança da motinha, por favor!) e sigo em direção ao "segundo tempo do jogo". Eita, já cansei só de lembrar!

Mafaldinha descabelada...
Só posso dizer que não está sendo fácil. Vou demorar mais algum tempo para me acostumar com esse ritmo frenético! Essa semana, por exemplo, foi tão intensa que cheguei ao final da sexta feira(03/02) com cansaço terrível(tá, a culpa foi tbem das aulas de Muay Thai e Boxe, que iniciei, depois de um mês sem ir à academia)... o cansaço, ao chegar no último dia de trabalho(da semana) era tanto, que doía desde a pontinha do dedão do pé, até os fios de cabelo.
Cansada mode on...
Quando cheguei em casa, pensei que ia sentar no chão e chorar de tanta moleza e dor!! Contudo, acho que nem tinha forças para derramar lágrimas... e, como não há nada tão ruim, que não possa piorar, sei que a próxima semana ainda será de muita canseira, pois nem estou esperando que as coisas fiquem mais fáceis tão rapidamente. Só sei que essa distância entre as duas instituições está me matando! Ainda bem que estou gostando da escola nova, porque do contrário, eu já teria surtado!


Fico por aqui, pois essa postagem me deu um soooooooooono!
Beijinhos...
Cliquem na imagem da Boo, para verem o gif

Câmbio, desligo... zzzzzzZZZZzzzzZZz 
Todas as imagens desse post foram retiradas da internet, com ajuda do papai "Gúgol".

65 comentários:

  1. Ohh... vida amiga, imagino como deve estar, fora que professor chega em casa e não para de trabalhar, pois tem que rever o que vai dar no dia seguinte e daqui a pouco tem provas e... deixa eu parar se não vc vai ficar doida antes do tempo!! mas força viu e que ideia, ainda vai fazer aulas de boxe e muay thai? Só vc viu!! mas força na peruca e eu aqui nessa moleza, perciso me mexer... oxé... vou voltar a estudar e fazer um curso sei lá de que, quero entrar no mercado de trabalho antes dos 30!! rsrsrsrs... OH! Amiga, isso é Deus que manda pra mim, eu resgatei ano passado um grupo de 4 irmãos que estava abandonado no mato daqui de perto de casa e então trouxe eles pra cá e um dos 4 era femea e ela acabou dando filhotinho, culpado foi o vet que disse que só com 7 meses pode castrar, sendo que me parece que pode castrar com 4... PUTZ viu!! Mas estão bem, tem comida, agua, amor, caminha quentinha e uma mami adotiva (que sou eu) que ama demais todos eles!! Beijos
    http://www.artesdosanjos.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, de certa forma a gente não acaba trabalhando em casa tbem, como vc disse!! hahahahah, sobre as aulas de boxe e muay, foi por necessidade. Eu preciso fazer atividades físicas para conseguir entrar no ritmo acelerado. A academia tem me ajudado com a qualidade de vida... será punk, no começo, mas entrarei no ritmo!

      A respeito de seus gatos, eles têm sorte de ter vc como dona... vc é uma queridona!!!

      bjinhos

      Excluir
  2. Muay Thai e Boxe e esse ritmo de trabalho ai, se ta querendo se matar né menina ? , também larguei do trampo convencional, so que pra mim foi melhor pois trabalho menos e descanso nos finais de semana coisa que não fazia antes. O Problema é que agora que tenho uma agência junior, estamos aumentando os clientes e não estou suportando a demanda, facul, trampo estagio e agencia e não sei se vou continuar assim. Bem ta mo junto na canseira e na preguiça. Final de semana é over na cama e sofá total.Descupa a demora para postar, agora vc ja sabe porque. um beijo para vc e sua familia linda !

    Continua lá na blogosfera ativona hein !

    Té mais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahahahahaahahah... acho que exagerei mesmo por voltar às atividades físicas de uma vez. Deveria ter pego somente uma das aulas. Achei que iria morrer com a correria! kkkkkkkkk...

      Eu entendo bem essa sua correria, Victinho... não é fácil! Desejo sorte pra vc!

      Eu tbem demorei a postar e comentar nos blogs amigos, inclusive no seu. Mas tentarei me organizar melhor.

      bjks

      Excluir
  3. Oi Joyce, essa é a primeira vez que visito o seu blog, apesar de fazermos parte do mesmo grupo de blogueiros no face! Gostei mt do que vi e li e assim como vc eu tb sou professor e sei mt bem como é sua luta. Ano passado eu dava aula de manha e de tarde e de noite eu estudava pois to fazendo facul de jornalismo agora. Sem falar que ainda tenho um filho pequeno em casa e que me mudei duas vezes só no ano passado e que andava de onibus. esse ano vou dar aula só a tarde e em um lugar próximo de casa pois assim terei mais tempo p/ cuidar do meu baby e organizar minha vida e até voltar a comentar os blogues dos amigos blogueiros. O que posso lhe desejar e força e determinaçào e se vc sentir que nào ta agradando é melhor parar e ficar em um só lugar pois como professores e educadores, temos que estar bem para educar bem não é mesmo. e a saúde é o nosso maior tesouro, lembre-se disso e espero sua visita lá no cinemeirosnews que tem uma enquete te esperando hehehe

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Érico... tudo bem? Primeiramente quero agradecer pela visita! Achei interessante vc mudar sua rotina por conta de seu bebê... geralmente só nós mulheres fazemos isso, afinal, querendo ou não vivemos numa sociedade machista! Gostei de ver... seu filho, certamente, agradecerá pela atenção que foi dada à ele, nesse momento tão importante de crescimento.

      Sabe, eu prezo muito pela qualidade de vida, não só minha(por isso faço academia), mas da minha família tbem, por isso mesmo trabalhando o dia todo, tenho que dar um jeito de estar com o marido e filho nos outros momentos. Concordo plenamente com o que vc escreveu sobre observar se não está agradando. Acima de tudo, estar bem com a gente mesmo, né? É por essas e outras que não abro mão de meu tempo de diversão... rs... trabalhar é bom, faz parte e precisamos, mas tudo em exagero faz um mal danado!

      Pode deixar que passarei lá em seu blog, o mais rápido que eu puder. Aguarde minha visita!

      bjks

      Excluir
  4. Joicy, deu um friozinho aqui na barriga só de ler seu post, pois é, as minhas férias chegaram ao fim e na segunda volto á labuta. Trabalho em uma cidade vizinha a minha, cerca de meia hora de ônibus... O normal seria que eu trabalhasse 6:15 por dia (contando os 15 minutos de almoço), mas sempre tem as "horas bestas", some a estas o tempo perdido no trajeto e lá se vão quase nove horas, praticamente ininterruptas nos dias normais e mais de 10 nos dias de pico.

    Lhe desejo toda a garra e disposição do mundo, pois da pra ver que sua rotina tá brava (tadinha da Joicy...), mas estou certo de que sua luta será recompensada, se não pelo salário, talvez pela respeito dos alunos e pelo prazer de lecionar... Excelente post e relaxe enquanto ainda é weekend! Beijão sua linda!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. José Bruninho, então vc tbem está voltando ao trabalho? Bom retorno, viu!? No começo a gente fica assim, meio desengonçado mesmo! Mas, depois entra nos eixos! Caramba, eu acho essas horas "bestas" um saco e um desaforo com os funcionários...

      A rotina tá brava mesmo, mas vou entrar nos eixos... rsrsrs... obridaaaaaada, queridão... vou ali, daqui um cadim, aproveitar essa noite de sábado, ouvindo um bom rock/metal e bebendo uns drinks com o maridão! ;)

      bjks

      Excluir
  5. é nessas horas que eu vejo como sou preguiçoso. Só você contatando essa história toda e de pensar na distância das duas instituições, já fiquei cansado e quase desisti de ler o resto do post hehehe, brincadeirinha. :P

    Mas é foda, se temos demais reclamamos, se temos de menos reclamamos, se não temos, reclamamos mais ainda. Por isso que os orientais sempre dizem que o equilíbrio é a fonte da felicidade. Temos que ganhar grana, ao mesmo tempo, sem esquecer de viver. Dizem que o grande sábio é aquele que sabe dividir seu tempo. Mas daí eu digo, cada um sabe da sua vida e de suas necessidades, então não temos como julgar o que é certo ou errado.

    E é isso que importa!

    Beijãoo!!

    ----
    Site Oficial: JimCarbonera.com
    Rascunhos: PalavraVadia.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jim... ficou cansaaaaado? Eu imaginei que essa postagem acabaria deixando alguns leitores assim. hahahahah... até eu fiquei, quando reli. Sooooono...

      É bem assim mesmo... de certa forma nunca nos contentamos com nada. Confesso que já fui do tipo que trabalhava demais e nunca encontrava tempo para minha vida pessoal, até que as coisas foram ficando um tanto estranhas e precisei mudar a forma como estava lidando com tudo. E mudei!!! Hoje, mesmo com a correria do trabalho(modéstia à parte, sou boa no que faço), dou um jeito para os prazeres da vida. Eu sempre digo que quem inventou a frase "o trabalho enobrece a alma" era no mínimo um adepto desse capitalismo escroto que existe. Adoro o ócio e acho-o extremamente necessário... kkkkk... mas, preciso de dinheiro, então o jeito é tentar adequar-me ao sistema, mas, não de forma que me sinta mais escrava dele do que já sou(não adianta tapar o sol com a peneira). Nem sei se me fiz entender... estou com uma ressaca desgraçaada(acho que não foi uma boa, misturar amarula, cozumel e absinto... mas, vou sobreviver!). O.O

      bjksss

      Excluir
  6. Hehehhehehehhehehehhehehehhehe é a vida do brasileiro se ele tiver vontade de melhorar de vida né minha amiga!
    Hehehehehhehehóehe o bom pra relaxar é chegar em casa a noite levar o som pro banheiro colocar um ramones bem alto e curtir um banho de uns 15 minutos pelo menos! Hehehehehehhehehe eu faço isso e o Samuelzinho quando ouve uns rocks já dá uns pulinhos na barriga da Andréia! Êêê muléque!
    Hehehehehehe, mas não se avexe não porque te garanto que milhares de brasileiros queriam estar no seu ligar viu!

    Só não demora uma semana pra parecer pô!

    Um beijão atodos aí e fiquem com Deus!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Andrezinho, é verdade! Por isso mesmo me esforcei para passar num segundo concurso, para ter estabilidade e poder ganhar mais um cadim(já viu que professor em nosso país precisa se desdobrar, se quiser melhorar o padrão de vida, um pouco mais, né!?)

      Excelente dica a sua, visse? Adorei e acho que vou fazerr isso da próxima vez. Porém, ao som de Rammstein!!

      Obrigaaaaada e prometo que vou agilizar as coisas por aqui! Rá!

      bjks

      Excluir
    2. Ah, esqueci de comentar... parabéns por aplicar som de qualidade ao samuelzinho, já antes de nascer! É isso aíííííí!!!

      bjs pra vc, Sua Andreia e Samuel!

      Excluir
  7. Oi Joicy!
    Não vou dizer que sei como é, porque essa tua rotina ta de matar hein... =/
    Mas eu te entendo, já tive tempos de levantar cedão e voltar tardão pra casa, sem tempo pra piscar. Pelo que você disse, suas opções são poucas, então espero que você se acostume logo com essa nova distância. E se cuida com essa motoca hein, mocinha, é um veículo muito perigoso!
    Bjuss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A rotina está punk mesmo, Ricky... mas, vou dar um jeito de lidar com tudo isso! rs

      Ah, podexá... estou com atenção redobrada com a moto. Já sofri dois acidentes, nos últimos anos. Aprendi da forma mais dolorosa que o cuidado deve ser triplicado, quando o assunto é moto!

      bjks

      Excluir
  8. Nossa , seu texto me fez relembrar que segunda feira começa tudo denovo. Que bom que tem a pausa no carnaval né? Que legal que és professora, eu também vou ser ano que vem , sou estudante do curso normal .

    amei seu blog e estou seguindo, se puder retribui, se gostar é claro
    www.spiderwebs.tk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade... pelo menos temos os finais de semana e feriados para aliviar o "corridão" nosso de cada dia!! Então vc se tornará professora? Que bacana... sorte aí!

      bjks

      Excluir
  9. Oi querida,

    Sei como você está se sentindo. Se eu fosse uma pessoa menos inquieta, trabalharia menos, mas penso sempre no trabalho uma esperança de realização. E aí, fico, também de um lado para outro. Hoje trabalhei até o final da tarde e só pensava em escrever o meu post que gosto de elaborar na sexta. Enfim, conciliar casa, família e emprego é dureza. E aproveitando o conto do André, só sendo Mulher Maravilha.

    Força aí! Não desista! Estarei colocando você nas minha orações pela manhã

    Beijos.

    Lu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luuuu... nós mulheres acabamos tendo que nos virar nos trinta mesmo, né!? Apesar das dificuldades, o importante é que somos lutadoras e não desistimos facilmente!

      O que mais penso no meio dessa correria é que não posso desistir do blog. Aqui é um espaço onde posso desanuviar as ideias e interagir com uma galera bacana que acrescenta muito à minha vidinha! Por isso, vou me esforçar para organizar meu tempo...

      bjks

      Excluir
  10. ...olá! Boa noite!
    Aff..cansei,só com sua descrição...do seu ritmo frenético!
    Também..não vou dizer que sei como é..porque sempre trabalhei PERTO DE CASA!
    Agora fazer Muay Thai e Boxe, tudo junto! Sei não!
    "Gambatê (vamos lá) que pelo menos em pensamento, eu te ajudo, rsrs!Senão, vc "some" da Blogosfera! Isto, nem pensar, hein?
    Bom domingo!
    Beijos carinhosos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Felis!! Tudo bem? hahahahahhaahah... acho que a maioria acabou se cansando só de ler! heheheh... poxa, eu preciso do Muay e Boxe pra conseguir ter resistência para aguentar o "arroxa"! rsrsrs

      Valeu pelo incentivo aí! "Gambatê!" rs ... é sempre bom um apoio moral!

      Pode deixar que, mesmo diante dessa correria, não pretendo abandonar a blogosfera... aliás, assim como preciso da academia, tbem preciso desse espaço aqui para conseguir balancear com a correria nossa de cada dia! Rá!

      bjksssss

      Excluir
  11. E aí Joicy?!.Vamos por partes, como diz o Jack Estripador (kkkkk): 1º) Eu comecei pelo seu blog, depois fui pro do PC, depois pro da minha chará e hoje escrevi no do André. É incrível como "cadum" de vcs tem essa facilidade com as palavras, expressando o cotidiado, mas de forma instrutiva e que nos prendem, pelo menos a mim, esperando pelo próximo capítulo, como se fosse um bom romance (kkkkk). Eu assistia muito tv (fechada), mas depois que te conheci, e conheci os outros, todos os dias tenho que ver o que vcs tem a me acrescentar e quase não vejo TV, só as minhas séries favoritas. 2º) Eu já te disse que ser mulher moderna não é fácil, eu tenho só um emprego, em tempo integral, e voltei há quinze dias, vc tbém sabe disso, então ainda estou pegando o ritmo. O Marcos trabalha em outra cidade aqui perto e em empresa privada, quando ele reclama que tá cansado, eu falo: Vc só trabalha! Eu, na minha hora do almoço, não almocei, fui na reunião do Daniel, depois do trabalho, fui no mercado, fui comprar material escolar, etc...(ufff, cansei). Isso pque eu não voltei a malhar tbém, estou precisando, é pque como vc disse nada que é ruim que não possa piorar, eu tinha quebrado o meu dedinho por isso parei, mas tenho que voltar, estou criando coragem. 3º) A gente reclama, mas é muito bom tdo isso, falo por experiência própria, quando a gente é ativa, não consegue ficar passiva, precisa da agitação prá se sentir viva. Bjão. Fique com Deus. Lú.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie, Luciana! Fico muito feliz por ver vc participando dos blogs de amigos meus... esses que vc citou são excelentes! Aliás, eu indico todos os que estão em minha aba de "Fica a dica"... nossa, vc prefere nos visitar à ver TV. Fiquei feliz com essa confissão! Construtivo!!! ;)

      Realmente, não é nada fácil essa vida de mulher moderna. Junto com a liberdade e "igualdade"(?? há controvérsias) de direitos vem tbem a responsabilidade. Vc está certíssima quando fala que nós mulheres fazemos muito, pois além de trabalhar, ainda temos outras coisas mais para dar conta. Não é brinquedo não! Malhar é muito bom... não só para questão de "peso"(como é meu caso), mas principalmente para conseguir aguentar a correria. As atividades me ajudam a ter resistência.

      Como vc disse, a gente reclama, mas é bom... eu gosto! Gosto de poder ter meu trabalho, minha independência financeira e poder, principalmente, fazer o que amo de paixão!

      E vamos que vamos... pq a semana está quase começando! rsrs

      bjks

      Excluir
  12. Joicy
    É lindo o teu trabalho. Apesar de cansativo vejo que enfrenta tudo com alegria e prazer.Encantei-me com a sua rotina diária descrevendo cada passo com uma ilustração.E a moto? Deve ser emocionante esse meio de locomoção e tão necessário no trânsito caótico da maioria das cidades.
    Parabéns dedicada professora.

    Lindo final de semana
    Beijussssss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Elisa... apesar da correria, acho que sou feliz em minhas escolhas! Sei que minha profissão não é valorizada(ainda...), mas gosto demais dessa vida que levo. Não está fácil mesmo, mas sei que vou me acostumar... e, se continuar difícil demais, tentarei remover para mais perto de casa. rs

      Ahhh, com certeza a moto é minha companheira necessária. As coisas acabam sendo mais rápidas para mim, com ela! Porém, sempre com cuidado. rs

      bjinhos e ótima semaninha

      Excluir
  13. Oi querida, compartilho da sua dor, rs. fiquei um ano exatamente na mesma situação, trabalhava no Finsocial (ao lado do Nova Esperança)e no Ribão, e sei o quanto é trash, corria feito louca e até tive um acidente de carro, por isso muito cuidado! Mas se Deus quiser vai ser temporário e vc logo vai voltar pro Ribas, hehehe ( seria ótimo)! Esses maridos né? O senhor Carol falou a mesma coisa quando passei no segundo concurso:"Não preciso disso, minha mulher têm dois empregos"kkkkkkk. Força (pq não é fácil), e se cuida! bjo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro, minha fiel leitora que adooooro! Nossa, quanta coisa aconteceu com vc, heim!? Sabe, eu tenho três opções de caminhos e uma delas é andar pelas marginal/goiás norte/perimetral, que são vias rápidas, contudo o tráfego de caminhões e ônibus é enorme. No entanto, por esse motivo, escolhi ir por dentro da cidade (passando pela 88/87/Av.D/Castelo Branco/Anhanguera e por fim, pegar só um pedacinho da perimetral), pois achei menos perigoso! Esses maridos são mesmo umas figuras... O meu ainda brincou "uai, marida, agora posso largar meu emprego e ser sustentado, né?"... kkkkkkkk

      bjks

      Excluir
  14. Bom dia minha linda!
    Amo sua irreverência...essa crônica é mais um desabafo de um brasileiro...sei como é a vida de um ser que trabalha como vc...
    Gostei das imagens,tira nosso cansaço...
    bjsssssssssssssss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, queridonaaaa... ah, obrigada, viu!? rs

      É vero, nós brasileiros temos essa vida corrida mesmo. Precisamos, né? Pra conseguirmos atingir algumas metas que tanto desejamos...

      grande beijo...

      Excluir
  15. Oi Joicy!
    Putz, eu sei bem como é.
    Estudo em duas escolas. Não chegam a ser perto, mas também não distantes, porém eu volto pra casa acabado. Sem falar de tanta lição de casa que recebo, tem dia que eu durmo 1:00 para acordar 5:35... Mas eu sempre repito a frase que a minha professora de inglês dizia: No Pain No Gain... :x
    Ainda estou inteiro e não estou surtando, quero só ver como vai ser em Março, o mês que eu vou pegar firme nos estudos para o vestibular... =/
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Eduardo... eita! Vc tbem tem uma super rotina, heim!? Vc é dos meus... definitivamente acostumei a dormir pouco. No entanto, chego no final de semana super cansada, precisando recarregar as baterias.

      Força aí! rsrsr

      bjks

      Excluir
  16. Joicy,
    O bom de jornada ampliada é o salário ampliado também.Eu tenho 22 anos de SEDF e sempre trabalhei em dois turnos, pois achava que 20 horas o salário era muito pouco e já acostumei com isso. Trabalhei em outra cidade satélite quando entrei para a SE e depois de algum tempo fui pedindo remoção e chegando mais perto de casa. Hoje trabalho a 900 metros da minha casa e estou lá num piscar de olhos... Às vezes saio de casa quando ouço a sirene tocar(claro vou de carro rsrsrsrs senão chego atrasada).
    Logo entra no ritmo e nem vai sentir o dia passar, a correria vira rotina e depois pode sempre pedir remoção para mais perto de casa. Desejo-te felicidades na nova carga horária.
    Beijokas doces e obrigada pela visita ao meu blog e comentário.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então vc é minha companheira de profissão? Que legal...

      Tbem estou com esse plano, de remover para mais perto de casa. Quem sabe, né!? Ah não ser que eu me apaixone muito pela escola e não queria sair de lá... rsrsrs... acontece, né!?

      Acredito que irei me acostumar, mesmo... basta dar tempo ao tempo, né!? Obrigada por vir aqui e deixar esse comentário tão acolhedor, viu!?

      bjinhos

      Excluir
  17. Oi Lindinha..tudo bem??

    Eu me cansei só de ler...rsrs
    Imagino que não deva ser fácil...mas sei que voce ama o que faz..
    Daqui a pouco ja vai estar mais acostumada..quem sabe...
    Ah..mas pelo jeito vc tem energia pra dar e vender. Vai dar conta do recado direitinho!!

    bjkas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oioioi, minha artista queridinha! Acho que causei essa sensação na maioria que leu o texto até o final... hahahahahahah... obrigada pelo apoio moral, querida! Realmente, vou me acostumar. Só esperar mais um cadim, né!? rs...

      Por sorte tenho muita energia mesmo. Dificilmente peço arrego... rsrsrs...

      bjks e obrigadaaaaa

      Excluir
  18. professor sooofre...!!!
    mas sempre ouvi dizer que "quem corre por gosto não se cansa" e sei que vc corre, com muito gosto pelo que faz!!!
    a sua "motoca" é um espanto. acredito que seja a sua melhor amiga!!!

    ousei visitar este seu cantinho, e gostei!

    a...té

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Obrigada pela visita e pelo comentário... realmente, sofremos, mas o lance é não deixar a peteca cair, né!? rs

      Ahhh, minha motoca é uma grande companheira... já tem até um apelido (XTZinha) carinhoso. Minha sogra diz que será um grande problema quando eu precisar vender, pois quando damos nome às coisas, acabamos nos apegando ainda mais... rsrs...

      Bjinhos

      Excluir
  19. Olá Joicy. Como alguns aqui, também deu canseira só de ler. ahah.
    Estou brincando, sei que não deve ser fácil, porém, para lhe consolar, conheço um professor que faz jornada tripla. Dá aula em três períodos, não sei como o homem aguenta.
    Espero que você se adapte a esta rotina cansativa e consiga continuar fazendo tudo o que lhe dá prazer.
    Em relação aos comentários em meu blogue, não se preocupe, eu nunca vi isto como uma troca de favores, mas sim, lê e comenta quem gosta, o que é o caso deste blogue aqui. Leio e comento porque realmente gosto da maneira espontânea com que escreve.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eita, Christian, hahahhahhaha... pelo jeito cansei geral, né!?

      Pô, jornada tripla é pra enlouquecer. Sério... conheço alguns colegas que fazem isso, mas garanto que nenhum deles gostam. Aliás, alguns já tiveram sérios problemas de saúde e, também, de relacionamentos(inclusive alguns com finais super tristes). Sim, o dinheiro é muito bem vindo e necessário, pois como muitos usam de argumento, precisamos colocar comida na mesa, comprar roupas e suprir as demais necessidades, mas o exagero acaba tornando as coisas terrívelmente difíceis tbem. Eu não faria isso, de trabalhar com carga tripla! Loucura total, ao meu ver...

      Ah, obrigada pelo carinho com meu blog. Fico feliz em saber que gosta de vir aqui... vc é super bem vindo sempre. Seus comentários são sempre ricos e acrescentam muito o debate.

      bjinhoss

      Excluir
  20. Joicy!!!
    !!!!
    Mau... não sei o quê?... (como é o nome mesmo?)
    boxe, duas escolas..., mais filho...marido, etc...
    Oooooo... até eu cansei! rsrs
    No meu caso, trabalho um montão, mas nem preciso sair de casa se não quero, pois como é no computador, posso ficar em casa, o que não signifique que não vá trabalhar, ou não trabalhe.
    Mas o deslocamento é suuuuper cansativo mesmo!
    O que te dizer? descaaaaaaaansa! rsrs

    Beijos e ótima semana!
    CÂMBIO-DESLIGO! ______________

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, querida Cissa... tudo bem? Eu entendo o seu trabalho, que de certa forma, apesar de poder ser em casa, é cansativo pra caramba. Exige muita disposição mental.

      No meu caso, tbem há essa questão de mexer com a cabeça, mas o que tá pegando mesmo é, como vc disse, o deslocamento. Muito cansativo mesmo...

      bjinhos

      Excluir
  21. É perfeitamente compreensível teu cansaço e a adaptação pode sempre ser mais ou menos demorada.Depois engrena,rsrs

    beijos, linda semana,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  22. Joicy, amei sua visita ao meu blog. Adoro comentários cheiso de motivos e vontades como o seu. Fiquei feliz, de verdade.

    Bom, vou começar a conhecer esta vida de professora em pouco tempo, apesar de trabalhar integralmente, trabalho perto de casa e alguns dias tenho a opção de não sair de dentro dela, ou seja, é fácil. Mas este mês pretendo fazer estágio remunerado aqui no Rio de Janeiro e ver se consigo em algum colégio particular para contribuir com minha (infernal) pasta de estágio.

    É, ser gente grande não é muito fácil e a vida cobra, mas cobra com vontade! Meu Jesus!

    Bom, eu aderi aos e-books por serem mais baratos (pelo menos em inglês) e mais fáceis, acabo trocando alguns com amigos e tudo mais. Eu uso o Kindle que é um tablet próprio para leitura, não cansa a vista e é ótimo. Se quiser algumas dicas, vou estar na área sempre! :D

    Um beijão,
    Pronome Interrogativo.
    http://www.pronomeinterrogativo.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Thais... obrigada por vir aqui. Eu gostei muito de seu blog. Digamos que sou assim, quando gosto acabo comentando demais. rsrsrsrs

      Então vc tbem é da área educacional? Espero que goste, pq as coisas não estão fáceis para nós, visse!?

      Ahhh, valeu pela dica a respeito dos eBooks...

      bjinhos

      Excluir
  23. Olá!Boa tarde!
    Okei!
    Registrado!
    Obrigado pela visita, belo comentário com seu bom humor peculiar e carinho de sempre!
    Boa semana!
    beijos carinhosos!

    ResponderExcluir
  24. Joicy, vida de professor não é fácil nestes dias, não só no Brasil...
    Desejo que vc faça de suas fraquezas todas as forças!

    Bj e boa semana.
    Rui

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Rui... que bom ver vc aqui. Realmente, a coisa está "feia" não só aqui, pelas bandas brasileiras. Andei lendo coisas de deixar o cabelo em pé, sobre meus companheiros de profissão em outros países. Esperamos que isso mude né? Obrigada, viu!?

      bjinhos

      Excluir
  25. Joicy, queridona! Que vida, han??
    Passa o link do blog pra os teus alunos pra eles verem o quanto você "sofre". Duvido que eles não serão bonzinhos contigo. Hehehehe

    Tu tem todo o direito de estar cansada... Finais de semana são mais desejados do que uma viajem pra a Disney, hein? kkkkkk

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, Lay! Vou pensar nessa possibilidade de comprar o comportamento dos meus alunos com essa chantagem emocional! hahahah... eu ri!

      Com certeza, meus finais de semana tem sido muitoooo desejados! rs

      bjinhos

      Excluir
  26. Passando pra desejar uma 3ªF iluminada e repleta de bênçãos! Apareça! Abraço fraterno e carinhoso!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  27. Joicy,

    até o comecinho do ano passado eu estava com 60 horas semanais, ou seja, trabalhando de manhã, de tarde e de noite, pulando de escola em escola e outros setores da secretaria de educação.

    Loucura. Isso me causou sérios problemas; conheço colegas que ainda mantém essa rotina de três turnos e os sábados também. Sei lá o que deu em mim pra ficar 06 anos nessa vida insana, mas é aquela coisa maluca: de repente você se vê envolvido no turbilhão, nos eventos, nas atividades e quando se dá conta lá está a pessoa toda dedicada ao trabalho e não deixando espaço para a vida pessoal.E no caso do magistério ainda tem trabalho pra casa - embora eu tenha tomado a certa decisão de não levar mais papel pra casa...rsrs Sério, tinha época em que umas pilhas de trabalhos e provas faziam aquele volume por aqui. Hoje, nem pensar. Faço os planejamentos e material de aula aqui em casa e já é muito, porque durante o horário da coordenação às vezes nem dá tempo.

    Esse negócio de escola muito distante de onde o professor mora bem complicado. Se fosse apenas UMA escola, beleza. O problema é que professor tem que ficar pulando de escola em escola pra completar sua carga horária. Daí tem gente que diz: "Ah, quer escola perto de casa, é? Que folga!" Não é folga, é necessidade mesmo diante deste cenário deplorável do magistério com essas cargas horárias absolutamente superadas e que não caberiam mais a um projeto de "nova escola" ou "nova educação". Com esse ritmo de trabalho, carga horária e escolas muito distantes, é quase sempre um convite à desmotivação - imagine o profissional "engolir" um almoço, sair correndo e chegar em cima da hora no trabalho e isso TODOS OS DIAS? Fácil não...

    Mas é assim que colocam a banda pra gente sair atrás, né, Joicy? Sei exatamente o que é isso de chegar em casa e não ter nem forças pra chorar ou sorrir e tudo o que mais se deseja é cama...e não pensar muito que amanhã tem mais rsrs

    Bjnhos!

    Depois eu passo na outra postagem! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jaiminho, acho que já havíamos conversado sobre essa questão de carga horária, há algum tempo, né?! É realmente desgastante e, muitas vezes, o dinheiro não paga todo o cansaço. Concordo com tudo o que vc escreveu.

      Essa vida de professor não é fácil e, pra piorar, ainda há essa desvalorização terrível!

      bjinhos

      Excluir
  28. Edjany Lemes Araujo10 de fev de 2012 19:37:00

    Entao,... quase chorei quando li seu relato! Afinal compartilhamos do mesmo "sentimento" ou correria. Sou nova concursada tambem e tambem me mandaram para o outro lado da cidade... no meu caso outra cidade (pois moro em Aparecida de Goiania - Centro. De manha fico no meu Instituto (Instituto Duelo de Ensino - preparatorio para concursos) que fica no St Aeroporto e a tarde me abalo ate o Parque Santa Rita, e assim como você minha sorte é que tambem estou gostando da escola, mas nao estou conseguindo fazer mais nada = academia NUNCA mais!!!!! Ainda preciso me organizar e me acostumar com isso!!! Fora monografia de pos graduação, namorado em Brasilia, coisas da casa, etc, etc, etc ...

    Mas ta chegando o feriadao de Carnaval (Graças a Deus) que nos dará um pouco de folego!!!!


    Sucesso!!!!
    Adorei o blog..

    Edjany Lemes - Pedagoga

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Edjany, adorei receber vc aqui em meu blog, espero que volte mais vezes!

      Poxa, não é mesmo fácil essa nossa vidinha de sofressor(apelido que meu amigo jaiminho colocou, há algum tempo... rsrsrs). Se pelo menos tivéssemos reconhecimento por parte do governo, sociedade e da própria categoria(ôôô classezinha desunina, viu!?)...

      Mas, vamos acreditando e lutando para ver se as coisas melhoram, né?

      Eu PRECISO continuar na academia, senão simplesmente surto. É uma forma de me fazer ter pique para lidar com o dia a dia corrido!

      E, ainda temos que conseguir conciliar trabalho e vida pessoal, né? Mulheres são heroínas mesmo... e tenho dito!

      E que venha o feriadão de carnaval, pois estou precisando. rsrsrs

      bjks

      Excluir
    2. Edjany Lemes Araujo - Pedagoga11 de fev de 2012 08:21:00

      Bom dia, minha cara, concordo plenamente com você... o professorado é classe mais importante (todos e quaisquer profissionais passam por nossas mãos) e sem duvida a mais DESUNIDA, mas se já temos duas professoras que entenderam isso já é alguma coisa... com trabalho de formiguinha quem sabe cheguemos lá! rsrsrs.

      Adoro meus alunos, e certa vez li em algum lugar que: “Daqui 30 anos, não importará o tipo de carro que dirigi, o tipo de casa em que morei, quanto tinha depositado no banco, nem que roupas vesti. Mas o mundo pode ser um pouco melhor porque eu fui importante na vida de uma criança.”

      Não serei hipocrita em dizer que a estabilidade (e tranquilidade)financeira é importante mas sem demagogia será que o dinheiro é essencial? conheço muiiiiiiitos "doutores" que andam de carrao, tem um casa maraaaavilhosa, mas nao conhecem o gosto gostoso de ser importante pra alguem, nao experimentaram ouvir de pessoinhas sem nenhuma maldade e falsidade que você é linda e que gosta de você ... isso nao tem preço ...

      Viva (e que sobreviva) a educação infantil da forma que tem que ser!!!


      Tia Ed
      bjim

      Excluir
  29. Só lendo isso eu já fiquei cansado!
    Tem que ter disposição mesmo, principalmente quando o trabalho é longe.
    Já tive uma experiência parecida, mas foi no colégio. Acordar às 5 da manhã, pegar 2 ônibus e tal. Foi assim durante três anos, e no primeiro ano também praticava Muyai Thai.
    Ufa! Haja fôlego!
    Mas é como você disse. Se você está gostando do trabalho, mesmo longe, o cansaço é gratificante. Sinal de missão cumprida.
    Grande abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. rsrsrsrs... verdade! Até eu cansei quando cheguei ao final! ahahahah....

      Obrigada, querido... bjks

      Excluir
  30. Eitaaa nóis eim, mas bola para frente você consegue superar esse cansaço. Esse trânsito realmente mata qualquer um, eu que o diga. Trbalho perto da minha casa, no setor universitário o problema é minha faculdade que é lá na pqp então tenho que dar uma voltonaaa de casa pra faculdade, da facu pro trabalho e de lá para casa. Mas sabe que acho até bom, e to até com saudade hahahahahhahah

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Kely... é verdade a gente sempre dá conta! Ah, o trânsito é froidis... essa nossa vida de super heroínas não é mole !!!

      bjks

      Excluir
  31. Oi!
    Amei o blog e os escritos viu?
    Ri bastante com essa postagem e fiquei pensando no quanto tua vida está corrida hein?
    Tomara que tudo esteja se normalizando!
    Obrigada por seguir o meu blog viu?
    Já estou seguindo aqui também!
    Beijos*

    http://luahmelo.blogspot.com
    @PENSAMENTOAD

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Luana... realmente, tá uma loucura! hahahahahah... está aos poucos entrando nos eixos. Não que esteja melhor, só estou começando a me acostumar. rs

      bjks

      Excluir
  32. aiaiai que bom que já sou agora uma senhora aposentada!!! isso é que é incentivo né?! só que para isso, ah, como eu ralei, corria pra não perder ônibus, comia mtas vezs só na escola e ia em casa pra lavar roupa ou ia ao banco e outros no horário do almoço, veja bem vc é jovem, bonita, saudável, pelo que vi tem um amor por inteiro, então é cansativo sim, mas o tempo passa e lembra, amanhã pode ser diferente, peça a Deus sempre que dirija a tua vida, quem sabe logo, logo vc estará trabalhando numa só escola, tenho uma filha que é prof também e de manhã ela já falava q estava cansada e eu tenho dado umas dicas, pelo menos ela tem escrito no face umas frases diferentes, evidenciar o que não gostamos parece que piora, bj querida, mta paz, força e alegria porque trabalhar numa escola é outra história, tem um quê de "estou onde deveria estar...) por mais difícil que seja!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada querida... realmente, temos uqe tentar olhar o lado bom e não ficar martelando no que é complicado.

      Bjks

      Excluir

Olá! Faça seu comentário!

Mas, NÃO DEIXE DE LER A POSTAGEM! ;)

Sinta-se a vontade!!! Sacomé, né!? Se você leu e chegou até aqui, não custa nada comentar... :)