29 de fev de 2012

Sai pra lá com seu SER que meu TER está passando!

Como eu falei na postagem "Parangolés, desabafos e afins... parte 2!", estou lecionando super longe de minha residência, no período vespertino. Porém, já não estou mais com todo aquele cansaço que postei na publicação citada anteriormente, mas uma coisa que ainda está me matando é o tal trânsito. Se não bastasse ele ser caótico por conta da quantidade de veículos que circula, ainda temos algumas pessoas que dirigem/pilotam pelas ruas com seu jeito imponente, apresentando seu "carrão" e sua "motona" no estilo "ei, não viram que o rei está chegando? Saia, reles mortal!".

Pois é, ontem foi um dia desses. Estava eu(a reles mortal) em minha moto, naquele trânsito terrível e um "carrão" entra de uma vez na avenida hiper movimentada, ultrapassando o sinal vermelho em pleno horário de pico, buzinannnnndo e "embicando" seu "cavalo de aço", se achando o próprio "coronezim do asfalto" com um risada sem vergonha estampada no rosto! Eu, com minha Moto Cross(minha humilde XTZinha) precisei frear bruscamente para não bater no desgraçado!!! Pensei que iria cair! Buzinei com uma fúria horrorosa! Fiquei tãããão irritada e assustada que senti vontade de gritar de raiva. Ele percebeu minha raiva e riu mais ainda.
Confesso que falei alguns palavrões que se minha mãe ouvisse ficaria espantada, me daria umas palmadas e mandaria lavar a boca com sabão. Não se preocupem, não falei diretamente para o motorista... eu "gritei baixinho". Respirei fundo e "tentei" me controlar. Cheguei em casa muito chateada e a primeira frase que eu disse foi "esse trânsito está acabando comigo!!!".

Sinceramente, ontem, depois de todo o estresse no trânsito, pensei seriamente em pegar minha "capanga", correr pra roça e viver no meio do nada. PQP!!!!!!Nessas horas eu tenho uma vontade louca de mudar para um cidadezinha bem pacata, com uma rua só!rs Mas aí eu lembro que GynHellCity(termo carinhoso que eu utilizo para Goiânia) é minha cidade do coração e não tenho vontade de mudar. Sendo assim, o jeito e aguentar o tranco e conseguir "peneirar" essas situações.  
 
Caramba!! Essa situação me fez recordar um episódio que aconteceu há quase dois anos quando estava indo para a escola que leciono na parte da manhã e um "fiiidumaéééégua" entra sem nem olhar, na avenida, com sua caminhonete(com o mesmo ar de "eu sou o dono do mundo", que o cabra que citei acima) de forma que precisei jogar a moto para a contramão(a sorte é que não vinha veículo algum). 
Quando parei no sinaleiro, bem do lado do "fiiidumacatilanga" ele joga um olhar cretino pra mim, dá uma batidinha na porta do seu "carrão" e diz algo mais ou menos assim "Foi mal! Você sabe, né? São meus cavalos de potência!". WhaTheFuck??? Quem me conhece, sacoméééé Joicynha aqui! Tirei o capacete(não, eu não joguei nas "fuças" dele), dei uma olhada pro "benedito", joguei uma risadinha e disse com toda tranquilidade do mundo(apesar da raiva me consumindo), mas, também com toda ironia que eu consegui colocar para fora "Claro que sei! Mas, da próxima que você vier com seus 'cavalos' pra cidade, lembre-se que aqui não é sua roça. Passar bem!"... Nunca me esquecerei desse "doce" diálogo! Confesso que quando terminei de falar me bateu um medo do cara "revidar" e jogar os cavalos... ops... os cachorros em cima de mim. Foi muito rápido e só lembro do moço que estava no carro do lado "soltar" a maior "gargalhada". Coloquei o capacete, cheguei a moto mais pra frente, esperei o sinal abrir e fui me embora. Se olhei, pra conferir com que cara o rapaz ficou? Que nada!!! 
 
Claro que em sã consciência eu jamais falaria isso. Mas, tem horas que o estresse toma conta da gente. PuRaQueParTiu!!!!!  Quando cheguei à escola e relatei o acontecido, uma de minhas colegas falou algo que me chamou atenção "Joicy, esse é aquele tipo de gente que se comporta com atitudes prepotentes, sempre com o ar de 'dá licença com seu Ser que o meu TER está passando!' e infelizmente existem mais pessoas assim do que possamos imaginar". Desde então, nunca mais me esqueci dessa expressão. E não é a mais pura verdade? Infelizmente sim! 


 Então, esse é meu desabafo!

Fico por aqui...

Câmbio, desligo!

26 de fev de 2012

Cabelo, cabeleira, cabeluda, descabelada!

Foto 1
Olá queridos e queridas dessa blogosfera! 

Hoje falarei um cadinho sobre meu cabelo. Isso mesmo! Esse post surgiu depois de uma conversa que tive com a blogueira Tsu, num bate papo sobre cabeleiras, visuais e afins. Então, a postagem vai mostrar um pouco de minha fase camaleoa.  

Foto 2
Sempre tive cabelo preto e durante muito tempo o mantive grandão. De mais ou menos 13 anos pra cá tenho mudado o corte com frequência. A verdade é que nunca me apeguei muito ao comprimento das madeixas, uma vez que sempre tive a seguinte frase em mente "cabelo cresce". Algumas pessoas dizem que meu cabelo cresce super rápido. Não sei se é isso mesmo. O assunto aqui se dá porque eu sempre tive meu cabelo preto. Mas, no final de 2009 eu encuquei que queria fazer "algumas" mechas vermelhas. Foi uma tortura, pois eu usava tinta preta e para tirá-la foi muito difícil. Um verdadeiro sofrimento!!! Então, minha cabeleireira que é uma fofa teve toda paciência do mundo com meu cabelããão. Sim, na época ele ia até a altura da cintura e pretinho, como vocês podem ver nas duas fotos (1 e 2)  
Foto 3

Como vocês puderam ver, meu cabelo era grandão e negro como a noite.

Comecei a fazer mechas e ficou como na foto 3.


Foto 4
 Deixem-me fazer um adendo. Quando eu era criança, minha mãe sempre cortava meu cabelo com franjas. Eu até gostava, mas depois de um tempo ele foi ficando cada vez mais ondulado(nunca tive problemas com isso, pois sempre gostei das ondas dele), porém as franjas ficavam parecidas com uma antena parabólica.
Foto 5
Sééééério!! Era uma coisa esquisita... eles ficavam arrebitados. Um verdadeiro horror!!! Falei sobre isso porque no início de 2010 eu resolvi voltar a usar franja. Fiquei receosa no começo, mas o resultado me agradou tantão. Apesar de estar lisééééééérrimo, na foto, eu usava meu cabelo sempre ondulado(sou super adepta das ondas), mas o secador de cabelo era usado diariamente para manter a franja no lugar(antena parabólica aqui não, rapá!). Então o resultado do novo visual vocês podem conferir nessas duas fotos(4 e 5)



Foto 6

Foto 7

Mas, a cor ainda não estava do jeito que eu queria. Como eu disse, a tinta preta não foi facilmente removida. Precisamos passar por vários processos de [des]coloração até chegarmos o mais próximo do que eu desejava(como nas fotos 6 e 7).







Foto 8
Foto 9


Depois de um tempão com o cabelo compridão, resolvi radicalizar mais ainda. Além de ficar mais claro, fiz a proeza de cortar meus cabelos na altura do ombro (fotos 8 e 9). 








Foto10
Foto 11


Porém, por não gostar muito da cor e ter achado que ficou "laranja" demais já nas primeiras lavadas, resolvi cortar mais reto e pintar com um vermelho mais "fechado"(10 e 11).








Foto 12
Foto 13



Mas eu tenho um bichinho carpinteiro no corpo e não consigo ficar quieta. Por isso, meses depois resolvi dar uma mudada no corte(foto 12 e 13) e a cor foi ficando a cada retoque mais intensa. 







Foto 14

A cor ficou como eu desejava, mas o corte (das duas fotos anteriores) não agradou muito, foi aí que três dias depois voltei ao salão e mudei de novo(foto 14). Detalhe, eu corto com um cabeleireiro e a tintura é feita por outra pessoa. Tenho minhas manias. Não abro mão de nenhum dos meus dois mestres.







Foto 15

Alguns meses depois a Joicy ficou com os "pacovás" cheio e resolveu ficar careca. ahahah... brincadeira, só mudei o corte de novo(foto 15)! Gostei bastante, mas esse só complicou porque eu  precisava ficar com o cabelo liso a maior parte das vezes. Deu um super trabalho permanecer com esse corte e poucos meses depois eu desisti de manter.







Depois disso dei uma "aquietada no facho" e parei de cortar o cabelo. Agora estou querendo que ele cresça de novo.


Foto 16


Deixe-me fazer uma observação aqui. Em [quase]todas as fotos meu cabelo está liso, pois sempre que eu pintava e cortava ganhava a tal "escova e chapinha", mas quem me conhece sabe que sou adepta de meu cabelo mais "rebelde"(as duas primeiras fotos lá do início da postagem mostra como é a juba, naturalmente!). 




Foto 17


Por isso, pra não dizerem que a Joicy só colocou fotos dela toda bonitona, vou colocar aqui algumas fotos do meu bebelo sem "chapa"(fotos 16 e 17)... quer dizer, só a franja que está "alisada"... sacomé, né? Eu não iria andar com uma antena parabólica na cabeça! hahaha ... atualmente meu cabelo está sem essa franja aí, além de estar um pouco mais comprido e vermelhããão.


Essa é a responsável por toda a mudança na cor, a queridona Solange Campos. 
Dei um super trabalho para ela. Mas, acha bom que eu sei! hihihi
Sei também que vou levar uma super bronca, pois estou com o cabelo desbotado há vários dias e não voltei para retocar, ainda. O.o


Beijinhos...

Câmbio, desligo!


25 de fev de 2012

Livros, livros e mais livros... para crianças e adolescentes!

Olá, queridos e queridas... tudo bem?

Ano passado, por volta do mês de de outubro, compartilhei no RostoLivro, uma dica super bacana do site "EducarParaCrescer". Era o link de um HotSite(clique AQUI para ser encaminhado até ele) muito legal com dicas de 204 livros para crianças e adolescentes. As sugestões de livros estão divididas por faixa etária, de 2 à 18 anos.

Porque estou lembrando disso agora? É o seguinte, uma tia muito querida passou em meu FaceBook falando sobre essa postagem e perguntando se eu poderia postar o link, novamente, para que ela tivesse acesso. Foi aí que encasquetei nas ideias que precisava encontrar o bendito site. Enfim, consegui e como tudo o que é bom deve ser passado adiante, resolvi postar aqui para que vocês também tivessem acesso.

Então, voltando ao assunto. Esse site é super legal e fácil de navegar. Ao entrar nele, basta clicar na faixa etária para você saber quais livros são indicados. Muiiito bom! Eu me esbaldei.

Então é isso! A postagem é mais como uma super dica para papais, mamães, titias, titios, vovós, vovôs, dindas, dindos e todos que gostam de presentear com livros.

Finalizo com essa música do Toquinho, Aquarela, que eu amo! 
A animação é fofa demais!

Beijinhos...

Câmbio, desligo!