17 de out de 2013

Ocupação Câmara Municipal de Goiânia


Alguns devem ter acompanhado na mídia notícias referente a OCUPAÇÃO NA CÂMARA MUNICIPAL DE GOIÂNIA por parte dos profissionais da educação do município. Estamos em greve por melhores condições de trabalho e a ocupação se deu num dos momentos de reivindicação. Antes de qualquer coisa, vou esclarecer... entramos numa greve que foi deflagrada pela categoria, estamos sem apoio sindical algum, pois o sindicato que diz nos representar simplesmente nos abandonou e blindou o governo atual. Por que será????

Já deve ser de conhecimento de quem acompanha meu facebook que alguns vereadores do Município de Goiânia, chefiado pelo PILANTRA(com o perdão da palavra) que é presidente da câmara fizeram uma manobra ridícula e vergonhosa. Nem preciso dizer para não acreditarem em tudo o que a mídia diz, pois algumas redes de televisão distorcem totalmente o que de fato está acontecendo.

Sobre o que aconteceu durante a votação, gostaria de esclarecer algumas coisas. Pois algumas informações tortas estão circulando por aí. A verdade é que estávamos ganhando. 16 a favor e 15 contra e o tempo finalizando. O presidente da câmara que me recuso a chamar pelo nome, esperou até o ultimo segundo pq sabia que dois vereadores(que nem estavam na plenária) chegariam. Mas como os infelizes não chegaram, muitos da base aliada ficaram ligando para os mesmos e enquanto isso ele prorrogou o tempo da votação assim que viu que estávamos perto da vitória(uma vitória que seria não somente para os professores, mas tbem administrativos e auxiliares educativos!). Foi declarado que ele sempre encerra as votações qdo os presentes acabam de votar. Porém, o presidente esperou os acréscimos e qdo esses dois vereadores chegaram um votou a favor e outro contra. Atingindo 17 a favor e 16 contras. Porém um desses, já tarde demais e com o tempo esgotado pela segunda vez,  mudou o voto(alegando que havia se equivocado) na mesma hora, invertendo o placar e jogando uma parte da nossa luta pelo ralo. O presidente da câmara abusou de sua posição, prorrogou o tempo com dois minutos a mais e beneficiou o prefeito. Estávamos no limite... o difícil acesso era apenas UMA DAS reivindicações, dentre tantas outras, mas foi o que fez o saco transbordar. Estávamos cansados. As galerias estavam lotadas. O que aconteceu??? Bem, muitos colegas começaram a pular da galeria superior para a plenária, eu queria pular também. Meu marido que apesar de não ser da educação estava me acompanhando durante a votação e mais que rapidamente saltou... quando chegou ao chão foi abordado por um policial que "tentava segurá-lo"... ahhhhhh, nessa hora não pensei duas vezes. Entreguei minhas coisas para a amiga e companheira de luta e pulei tbem(nem me dei conta de que eu estava há mais ou menos 3 metros de altura do chão). OCUPAMOS A CÂMARA...e ficaremos o tempo que for necessário... Nossa luta é legítima!! 

O pedido de reintegração de posse já foi cedido. Estamos sim, vivendo momento de muita tensão. Mas, permanecemos na luta.

Amanhã cedo estaremos indo para o décimo dia de ocupação. Fiquei na Câmara, dia e noite, desde o momento da ocupação que aconteceu no dia 8/10 até hoje por volta de 13h. Precisei vir pra casa por uma questão de saúde, do contrário eu não conseguiria permanecer firme. É muita tensão! Mas, amanhã, retornarei para permanecer na luta com todos os companheiros que estão lá! 
 
Enfim, Ricardo tem sido meu porto seguro. Passou as primeiras 28 horas ao meu lado, acampado na Câmara! Tem ido para a ocupação todos os dias dar apoio ao movimento de greve. Qdo não está comigo em pessoa, pois temos um filho que também precisa de atenção, está em coração. Aliás, meu filho também tem sido um fofo, pois compreende que é um momento difícil e que minha ausência em casa tem sido inevitável e necessária nesse momento. Sem contar que a tecnologia tem sido nossa aliada!  
São tempos de luta... e enquanto alguns acham que lugar de mulher é em casa, com o marido. Eu corrijo e digo que num momento como este, lugar de marido(ou namorado) é ao lado da mulher, na luta!! Isso é companheirismo!!!! E quando tudo isso terminar... e aos profissionais da educação que insistem em aderir a tal greve de pijama, eu digo que independente do resultado, eu digo categoricamente que ao final dessa greve há algo que ninguém vai tirar de mim: minha DIGNIDADE!!

   

IMPORTANTE:

Prefeito e Goiânia em ENTREVISTA COLETIVA mentiu novamente e DESCARADAMENTE!!! Disse que todos os pontos de pauta estavam sendo contemplados no documento que nos enviou(papel que na verdade serve nem mesmo para limpar a bun**). Depois que recebemos a "proposta" sem vergonha dele, reescrevemos outro documento, pois o papelzinho que ele nos enviou estava cheio de palavras evasivas, no entanto para MENTIR mais ainda, ele disse que detalhes de semântica não fariam diferença alguma no teor das coisas (como disse um colega no grupo do comando de greve, ele só pode ser analfabeto!)... Enfim, como o companheiro Renato(do comando de luta) falou num programa de televisão local(que por sinal seria um debate, mas a Ieda [Des]leal do SINT[r]EGO não compareceu), já que o problema é apenas de "semântica", assine o documento e envie. Mas assine mesmo, senhor prefeito... não venha com essa de mandar Neyde Aparecida, ficha suja, que não tem poder algum de decisão(como ela mesmo já disse em outros momentos) para assinar por você! Assine e assuma!!!! Enfim, como foi decidido hoje em assembleia A GREVE CONTINUA!

 
Ps. Eu havia desativado o blog por tempo indeterminado... mas, acho que é um bom momento de reativá-lo!

15 comentários:

  1. Oi. Achei muito legal sua publicação. Vi o link lá no grupo do comando de luta no face e concordo com vc: nossa luta é legítima e justa. Tenho visto você sempre na ocupação. Parabéns pela firmeza na luta. Precisamos fortalecer a categoria mais e mais. Permanecer na ocupação e principalmente deixar a população ciente dessas mentiras que o prefeito tem apresentado na mídia. Vamos seguir fortes.

    Professora Ju

    ResponderExcluir
  2. Joyce, fico daqui torcendo pra que vocês consigam o que reivindicam. As coisas andam feias nesse país, nesse quesito e em outros tantos! Boa sorte, cuidem-se e mantenham a paz, gritem façam e aconteçam, mas na paz!!! beijos,chica, bom te ver!!!

    ResponderExcluir
  3. Luta sempre....perder a ternura jamais.

    Parabéns pelo texto.

    ResponderExcluir
  4. Olá!Bom dia
    Joicy
    Com a internet, somos todos pseudo-especialistas instantâneos em tudo, com direito a opinião sobre tudo, por isso tomarei cuidado para não falar sobre o que não sei
    .... primeiro, aplaudo a sua posição guerreira na "luta", e que seja , e continue, um manifesto de paz , ordeira, com o objetivo sempre em mente...
    ...penso que e o episódio ,de início, já desmascara o "sindicato" como os hipócritas que são. Revisitemos outros tempos e sempre vemos, como aconteceu em outros estados, o sindicato está pelo empregado, e não pelo empregador, e abriram mão do sindicato que poderia representar a categoria.Uma pena quando um sindicato vira trampolim político...
    é natural que temos que tomar cuidado com todas as notícias veiculadas, pois podem visar muitos outros interesses,vindo , como dito, "tortas", mas, me é claro que os representantes do Poder Público ainda não estão atentos às novas formas de manifestação popular,feitas por pessoas que , realmente, sabem o que estão pleiteando, que tem tomado conta do país. A adesão ampla e massiva, um verdadeiro desabafo de insatisfação e luta por direitos e um governo mais eficiente.
    Por fim, sobre os "da poltrona"é incrível como neste país as pessoas olham para o lado e esquecem que os problemas que existem na educação nos afetam, de uma forma ou outra, porque todos temos filhos, irmãos, sobrinhos, amigos, conhecidos... que ou são alunos ou professores e é o futuro de todos eles que está em risco e é por esse futuro que sei a causa da "luta"..na "paz" sempre!
    Belo "post"
    Agradeço pela visita
    Belo final de semana, boa "continuação" e "muita calma nessa hora"
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Olá Joyce,

    É isso aí! É preciso lutar e participar ativamente em prol de uma causa justa.
    Torço para o sucesso das reivindicações.
    Que tudo corra na paz!

    Beijo.

    ResponderExcluir
  6. Joicy :)
    Como anda a vida?
    Tenso a situação ai :O
    Mas vocês estão certos,se não lutarem por dias melhores quem vai fazer isso?

    Beijos e se cuida
    Rimas Do Preto

    ResponderExcluir
  7. Desejo que toda a luta de vocês, que é legítima, tenha um resultado que valha a pena! E que as pessoas que mentem descaradamente, tentando desqualificar o movimento, fiquem mesmo de cara no chão. Cansa para nós, professores, não sermos levados a sério. Alguém tem que nos ouvir!

    ResponderExcluir
  8. Joicy, senhora Depp!
    Pois é menina... tenho acompanhado tudo quase em tempo real, pelo teu faceb.
    O jeito é não vacilar e permanecer focados nos objetivos.
    Acredito na máxima: 'a união faz a força', e é mesmo. Pelo que você coloca aqui, a classe está unida. A greve é um direito legítimo e, por vezes, única ferramenta para fazer valer a voz coletiva. Sempre levei fé em 'levantes' pacíficos, mas nunca passivos.
    É necessário fazer valer a voz e vez! Sempre fico pensando nesses (des)governos... e como os professores devem pensar quando veem esses caras... impossível não se perguntar: "por que foi que eu te ensinei!". :)
    Outro dia eu vi, acho que foi numa propaganda, a frase: "professor - a profissão que ensina todas as outras profissões". Verdade!

    Beijos e ótimos dias procês!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah! Tô adorando acompanhar também a dedicação do teu maridão!
      Segura esse homem que ele vale ouro! kkk
      Muito legal :)
      Beijão!

      Excluir
  9. Legal Jó! Uma lição de cidadania! Isso mesmo reinvidique seus direitos!

    Tenha um lindo final de semana!

    ResponderExcluir
  10. Houvesse responsabilidade e análise justa dos interesses das categorias, não se chegaria a isso. Como os parlamentares votam, sem interferência do povo, o aumento dos próprios salários, ignoram o que passam os professores. Seu marido é um companheirão. Bjs.

    ResponderExcluir
  11. Uau que massa! Vi tua movimentação no facebook!
    Se todo mundo fizesse algo assim né?! Mas parece que o Brasil está voltando a dormir!

    Queria te ver mais por aqui! Andei meio sumida daqui! Beijão!

    ResponderExcluir
  12. Oi, Joicy.

    Tenho acompanhado suas postagens pelo Facebook sobre o movimento dos professores em Goiânia - até porque pelas grandes mídias sabemos que certos fatos são bem distorcidos e explicados pela metade ou de acordo com interesses políticos partidários.

    Bem, é muito difícil discutir esse assunto sem entrar na esfera partidária. O fato do sindicato blindar o governo daí não causa espanto, visto que o prefeito é do Partido dos Trabalhadores (PT). Digo isso porque em 2012 passamos pelo mesmo problema: um sindicato que ficou em cima do muro e sem ações significativas contra o governo estadual ( que é do PT) que não cumpre a Lei do Piso do Magistério quanto aos reajustes e outras questões. Dois meses após o final da greve ( 115 dias sem que as demandas dos professores fossem atendidas ou resolvidas) lá estavam diretores do sindicato dos professores fazendo propaganda para o candidato petista para a prefeitura de Salvador. Ou seja, os sindicatos, aparelhados no discurso e nas práticas governistas de partidos que tem suas bases inclusive entre os membros de diretoria, perderam a identidade. Isso é muito fácil constatar: se o prefeito da sua cidade fosse de um partido de oposição, como seria a ação do sindicato?

    E o que mais me causa revolta é que os professores, em várias regiões do Brasil, estão mobilizados - Rio de Janeiro, Goiânia, Belém; e então o cretino (desculpe o termo) que ocupa a cadeira do Ministério da Educação abre a boca, neste momento, para soltar as seguintes pérolas: "Nos últimos três anos, os professores receberam 64% de reajuste no piso salarial. O professor precisa faltar menos nas escolas (...) Condições de trabalho não podem justificar as ausências na sala de aula". Um "Ministro" (aspas necessárias!) da Educação abre a boca para falar um absurdo deste e vimos alguma moção de repúdio de algum sindicato ou dirigente sindical? Até agora, não soube.

    Em suma: se no país do "pacto pela Educação" (nas palavras da presidente) temos este perfil de tratamento para com o magistério, só nos resta contar com a força e com a mobilização de nossos colegas, Joicy. Por isso, parabéns pela luta aí em Goiânia, parabéns ao Ricardo pelo companheirismo e principalmente por compreender a dimensão deste movimento.

    Beijo e força por aí! Como cantou Jim Morrison: "they got the guns, but we got the numbers!"

    ResponderExcluir
  13. Oi, Joicy.
    Pelo que relatastes no teu ótimo post/desabafo, a coisa não está nada fácil para o pessoal aí de Goiânia (o que nada mais é do que um reflexo do que acontece no restante do país).
    É bastante triste que existam governantes que atuem apenas em benefício próprio e esqueçam que sua função primordial é atuar para o povo que os colocou no poder.
    E mais triste ainda é saber que a bela profissão de professor continua desprezada e diminuída pelos governantes, enquanto deveria ocorrer exatamente o oposto.
    Mas felizmente hoje em dia se pode protestar e se falar a verdade sem medo.
    Abraço, Joicy.

    ResponderExcluir
  14. Joicy, também estou voltando lentamente. Vim morar em Brasília.
    Ainda estou em fase de organização.
    Os políticos deveram ser menos descarados.
    Beijos!!!!

    ResponderExcluir

Olá! Faça seu comentário!

Mas, NÃO DEIXE DE LER A POSTAGEM! ;)

Sinta-se a vontade!!! Sacomé, né!? Se você leu e chegou até aqui, não custa nada comentar... :)