20 de jul de 2014

AO MESTRE... MEU CARINHO!

Rubem Alves faz parte não somente do meu lado educadora, mas da pessoa Joicy Sorcière. Quem o conhece(ainda não consigo escrever no passado...), sabe que ele não escreveu apenas livros para a educação, mas para a vida! Há alguns anos tive a oportunidade de vê-lo, ouvi-lo de pertinho num congresso e até mesmo conversar rapidamente com ele. Desde o dia em que soube de seu problema de saúde, meu coração ficou apertado... ontem, com sua morte, o sentimento de tristeza foi ainda maior. Sabemos que são coisas que fazem parte dessa nossa danada vida de simples mortais! Mas, saber de tudo isso não nos tira o direito de chorar por aqueles que admiramos.

Visitando o site Catraca Livre, encontrei o trecho de uma carta deixada pelo mestre e resolvi socializar aqui com vcs.

Esse é o jeito que Rubem Alves quis se despedir da vida.

“Sou grato pela minha vida. Não terei últimas palavras a dizer. As que tinha para dizer, disse durante a minha vida. Recebi Muito. Fui muito amado. Tive muitos amigos. Plantei árvores, fiz jardins. Construí fontes, escrevi livros. Tive filhos, viajei, experimentei a beleza, lutei pelos meus sonhos. Que mais pode um homem desejar? Procurei fazer aquilo que meu coração pedia.”

“Não tenho medo da morte, embora tenha medo do morrer. O morrer pode ser doloroso e humilhante, mas à morte, eis uma pergunta. Voltarei para o lugar onde estive sempre, antes de nascer, antes do Big Bang? Durante esses bilhões de anos, não sofri e não fiquei aflito para que o tempo passasse. Voltarei para lá até nascer de novo.” (CatracaLivre)
Como não se emocionar ao ler tão belas palavras?

Ele se foi ...mas, deixou muitas lindezas em formas de palavras e assim eternizou-se! Obrigada, mestre!

"Quem é rico em sonhos não envelhece nunca. Pode até ser que morra de repente. Mas morrerá em pleno voo..."

Estou super ausente da blogosfera, eu sei... mas não poderia deixar de registrar no Umas e outras algo sobre esse meu queridíssimo Rubem Alves.
Câmbio, desligo...